No início do ano passado a marca Balenciaga lançou o primeiro modelo do que viria a ser um hit entre os fashionistas de todo mundo: o tênis que ficou conhecido como “ugly shoe” (sapato feio), possui referências dos anos 90 e de esportes como basquete e corrida.

Mas se esse calçado ficou conhecido por ter um aspecto feio, por que vêm fazendo tanto sucesso?

Bom, para essa pergunta, existem um conjunto de respostas. Primeiramente, a Balenciaga passou por momentos de incerteza e troca de direção criativa em 2015. Com a saída de  Nicolas Ghesquière que foi para a Louis Viutton, quem assumiu o cargo foi o estilista Damna Gvasalia, fundador da insider Vetements.

Damna, revitalizou a marca e trouxe para ela uma pegada normcore bem direta, tão presente em seu DNA como artista. Desde sua entrada, criou peças como a polêmica sandália Crocs com plataforma e também o visual com inúmeras camadas de casacos que viralizou na internet.

A intenção do estilista é exatamente provocar conflito diante de peças que causam estranheza com sua estética, sendo comercializadas em uma das maiores maisons do mundo. A ideia é reafirmar o poder que a logo e o status imprimido à marca possuem. Usar um item Balenciaga é agregar uma informação de moda completamente fresh ao look, mesmo que seja controverso.

Além da logomania, o estilo robusto dos tênis em questão, é também um atrativo que o torna queridinho entre os amantes do street style. A vibe diretamente dos anos 90, que remete aos calçados esportivos utilizados na época, faz com que esse modelo de US$850 esgote em minutos e seja reproduzido por diversas outras marcas ao redor do mundo.

Recentemente, a marca brasileira Schultz lançou sua versão do ugly shoe e já é sucesso mesmo na pré-venda.

E se você ainda está em dúvida se o tênis Balenciaga é mesmo sucesso, deixamos aqui algumas inspirações de como usa-lo e de como transformar o look com esse sapato statment!