Fresca? Não! Bem criada.

Colunistas

12
ago

Un’ Altra Volta de casa nova

Nesses dias mais frescos que estão fazendo em BH, nada melhor do que comer uma massa quentinha e degustar um bom vinho! Principalmente se a massa for artesanal e feita com carinho. Essa é a proposta do novo Un´altra Volta, no Sion.

IMG-20160809-WA0055Com mais de 10 anos de tradição, ele mudou de casa, mas continua na mesma rua e no mesmo quarteirão, mantendo a qualidade dos seus deliciosos pratos. Além da casa nova, também traz outras novidades e fomos até lá para conferir.

Nas noites de sexta a casa conta com um saxofonista o que deixa o jantar mais descontraído. Nos sábados durante o dia é servida uma deliciosa paella de frutos do mar até as 17 horas e durante a noite a casa recebe uma pianista muito boa.

Agora vamos ao que interessa. De entrada pedimos a tábua de frios que vem com presunto parma, queijos, salames, mortadelas e um maravilhoso mel trufado. A burrata ao Pesto é também uma ótima pedida e os camarões flambados na vodka são bem servidos e deliciosos!IMG-20160809-WA0039IMG-20160809-WA0042IMG-20160809-WA0041Como pratos principais sem dúvida a massa fresca é a marca do restaurante. Pedimos o capeletti de carne feito na manteiga com sálvia e o fettuccine de espinafre com iscas de filé ao molho gorgonzola. Os carnívoros não foram esquecidos, uma boa dica para quem gosta de carne é o tornedor de filé com risoto de fungui ou as costeletas de cordeiro com gnocchi (Gnocchi Cistino).IMG-20160809-WA0040IMG-20160809-WA0043Para fechar com chave de ouro, pedimos como sobremesa a pana cotta e o tiramisu, ambos estavam excelentes!IMG-20160809-WA0038jantar com Anita bem criada 20-07-62 copy 1A nova casa fica na Rua Grão Mogol, 627, no Bairro Sion em Belo Horizonte e funciona durante o jantar de terça a sábado e durante o almoço de sexta a domingo.

Renata Lemes Martins cozinha, corta, costura, cola, monta, desmonta e inventa! Psicóloga, curiosa, falante e agora colunista.

10
ago

5 Mulheres Que Fizeram História Na Moda E Você Nem Sabia

Se existe protagonismo no universo da moda, sem dúvidas ele é da mulher. Os primeiros indícios de um desejo de consumo em torno do vestuário apontam para o feminino como alvo.

Estilistas, revistas da área, comerciais de grandes marcas, todos sempre investiram em um público majoritariamente formado por mulheres. Porém, ao longo da história, nós não nos contivemos apenas com o papel de consumidoras e decidimos fazer parte da porcentagem que produz, cria e transgride.

Desde as figuras femininas mais icônicas como Chanel, que apresentou a mulher o minimalismo em peças do vestuário masculino, até as irmãs Kardashians, que por mais polêmicas que sejam, trouxeram ao mundo da moda um novo corpo, empoderado e cheio de curvas, todas possuem um importante ponto em comum: a representatividade dentro e fora do universo fashion.

E foi pensando nessa tal palavrinha de sentido tão forte (representatividade: ainda vamos falar muito disso por aqui), que abri espaço para apresentar outras mulheres, que ao longo da história da moda também deixaram marcas importantes, nos tiraram do lugar comum, e inovaram:

Amelia Bloomer (1818 – 1894)Ms-Bloomer Ms. Bloomer ficou conhecida por propor a calça como parte do vestuário feminino, em busca de um maior conforto numa época em que os esportes passaram a ser também uma atividade para as mulheres. O traje que leva o nome da criadora baseava-se em calças largas que eram presas na altura dos tornozelos e usadas por baixo dos vestidos, proporcionando uma melhor mobilidade para quem a usasse. Infelizmente o traje pouco se popularizou na época, devido as críticas feitas pela imprensa, mas a iniciativa de se questionar o conforto feminino ajudou milhares de mulheres que na época viviam entre espartilhos apertados e trajes incômodos. Ms. Bloomer foi provavelmente uma das primeiras feministas da história.

Madeleine Vionnet (1876 – 1975)VionnetCom uma paixão por geometria a estilista francesa desenvolveu os mais inovadores cortes e as mais intrigantes modelagens da história. Suas roupas, famosas por serem de difícil compreensão na hora de vestir, eram construídas a partir do corpo feminino. Madeleine foi uma das primeiras mulheres a acreditar que a roupa deveria se adequar ao corpo de quem a vestisse e não o contrário e isso se resultava em vestidos fluidos e com caimentos que beiravam a perfeição. Além de sua grande importância relacionada ao físico feminino, a estilista também foi ícone quanto a garantia dos direitos de suas funcionárias. Foi uma das primeiras artistas a garantir benefícios sociais ás suas colaboradoras como férias remuneradas, pausas curtas e apoio em casos de emergência.

Grace Jones (1948)Grace-JonesEla pode não estar diretamente ligada ao universo das passarelas, porém Grace Jones lançou tendências marcantes para a década de oitenta. A cantora jamaicana de timbre grave se tornou musa de artistas como Andy Warhol e Jean Paul Goude ao propor um estilo andrógeno marcante. Jones foi a precursora do movimento power dressing, febre oitentista marcada pelo uso de peças com recortes bem geométricos e uma pegada na alfaiataria. Sua importância na indústria ultrapassa o estilo, Grace Jones elevou a figura negra ao patamar de lançadora de tendências e mostrou ao mundo através da androgenia, que mulheres também possuem seu lugar no showbiz.

Sandy Powell (1960)Sandy-PowellRepresentando a classe de mulheres no cinema, Sandy é uma das mais respeitadas figurinistas de Hollywood. Com doze indicações ao Oscar (ganhou três deles, pelos filmes Shakespeare Apaixonado, O Aviador e A Jovem Rainha Vitória), treze indicações ao BAFTA e os mais diversos prêmios na área, Powell exerce sua função com muita profundidade histórica e excelência. Sua mais recente contribuição foi para o filme Carol, no qual as roupas das personagens principais, estreladas por Rooney Mara e Cate Blanchett, são parte primordial para que se entre no clima do enredo e da época em que ele é contado. Powell nos faz entender que a magia do cinema está diretamente ligada a moda.

Amaka Osakwe (1987)Amaka-OsakweA estilista nigeriana foi uma das primeiras africanas a possuir reconhecimento global na moda. Dona da marca Maki Oh desde 2010, Amaka já vestiu figuras como Rihanna, Beyoncé e Michelle Obama. Em 2012 desfilou sua primeira coleção na Semana de Moda de Nova York e foi bastante elogiada devido a suas técnicas manuais de estampas. Dando voz a seu continente e exaltando sua cultura, Osakwe sempre traz em seu trabalho referências históricas que questionam a representatividade negra no mundo.

Elisa Santiago é estudante de Design de Moda e uma eterna amante das ruas e das artes. Acredita na roupa  como elemento de fala e empoderamento.

05
ago

Vamos falar de: PREENCHIMENTO COM ÁCIDO HIALURÔNICO

MAIS IMPORTANTE QUE REVELARMOS UMA BOA APARÊNCIA, É NOS SENTIRMOS BEM!

E SE VOCÊ PUDESSE SE SENTIR AINDA MELHOR COM SUA APARÊNCIA, COM UMA SIMPLES MUDANÇA?

À medida que envelhecemos, nossa pele afina, perde gordura, colágeno, elastina e ácido hialurônico. Da mesma forma, a estrutura óssea facial e a musculatura perdem volume.

Por isso, com o tempo, começamos a ver a formação de linhas, rugas e sulcos e também a perda do contorno facial, mostrando os sinais do envelhecimento.

EVOLUÇÃO DO TEMPO

  • 20 A 30 ANOS: Aparecimento de linhas de expressão
  • 30 A 40 ANOS: Rugas mais marcadas e perda do contorno facial
  • 50 ANOS OU MAIS: Aparecimento de rugas mesmo no rosto em repouso, sem movimentar os músculos, e perda de volume facial.

13417554_1110963572278440_7089390693518357244_n

POR UMA APARÊNCIA JOVEM E RELAXADA

O envelhecimento é um processo natural que resulta, entre outros incômodos, em sinais como linhas de expressão. Elas são causadas por movimentos repetitivos da musculatura ao longo dos anos, como sorrir ou enrugar a testa.

Amenizar essas rugas, também conhecidas como rugas dinâmicos, e impedir a acentuação das rugas profundas é parte fundamental do tratamento integrado de rejuvenescimento.

Ao enfraquecer os músculos e suavizar as marcas, procedimentos estéticos combinados valorizam os traços naturais, garantindo uma aparência mais relaxada e descansada.

Para isso, existemos géis de preenchimento de ácido hialurônico, que se assemelham ao próprio ácido hialurônico do seu corpo, e são projetados especificamentes para trabalhar dentro das diferentes camadas da pele, para restaurar seu volume facial e melhorar sulcos e linhas da pele.

preenchimento-labial2

O PORTFÓLIO COMPLETO DE PREENCHEDORES EXISTENTES NO MERCADO PODE AJUDAR A REVITALIZAR E MELHORAR SUAS CARACTERÍSTICAS FACIAS, ATENDENDO A VÁRIAS NECESSIDADES DE TRATAMENTO:

+ Suavizando as rugas e sulcos ao redor da boca e nariz

+ Aumentando o volume dos lábios

+ Definindo e restaurando o volume das bochechas

+ Melhorando os contornos para amenizar sinais visíves do envelhecimento

COMO O PREENCHIMENTO COM ÁCIDO HIALURÔNICO PODE AJUDAR A MUDAR A MANEIRA COMO VOCÊ SE SENTE?
Para obter resultados de aparência natural, o seu médico personalizará o tratamento para a área desejada.

O Médico especialista aplicará o gel, injetando-o em pequenas quantidades sob a pele. Alguns produtos, em sua formulação, já contêm o anestésico lidocaína, reduzindo a intensidade da dor e deixando o tratamento mais confortável.

Os resultados são quase instantâneos, com efeito que pode durar até 12 meses, dependendo da área tratada e do metabolismo de cada pessoa.

Dr. Marcus Henrique Morais é graduado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG; Residência em Clinica Médica e Dermatologia; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD; Sócio-proprietário da Clínica Allora – Centro Médico de Laser e Dermatologia – BH/MG

03
ago

Conheça o Peru em alto estilo a bordo do Belmond Andean Explorer

Uma viagem de trem pode significar muito além de uma forma de locomoção entre a cidade de partida e o destino final, sobretudo se durante esse percurso você for presenteado com um cenário de tirar o fôlego. Se você aprecia viajar de trem e sempre pretendeu visitar o Peru em grande estilo, pode começar a planejar sua viagem.2

No último mês de junho, a Belmond, uma das maiores empresas especializadas em viagens de alto padrão, anunciou o lançamento do primeiro trem de luxo da América do Sul, o Belmond Andean Explorer.

Belmond é uma coleção global de excepcionais hotéis e viagens de luxo em alguns dos destinos mais inspiradores e enriquecedores. Fundada há quase 40 anos com a aquisição de Belmond Hotel Cipriani, em Veneza, a coleção engloba outros luxuosos hotéis, viagens de trens e cruzeiros, em vários destinos especiais. Entre os hotéis luxuosos, está o renomado Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. A coleção inclui, ainda, safaris, seis trens turísticos e três cruzeiros luxuosos, e um dos restaurantes mais célebres de Nova York, o 21.

Previsto para ter sua viagem inaugural em maio de 2017, o Belmond Andean Explorer está programado para viajar ao longo de uma das maiores rotas ferroviárias do mundo, atravessando os Andes peruanos, de Cusco a Lago Titicaca e Arequipa, em viagens de uma ou duas noites.1Belmond Andean Explorer percorrerá uma das paisagens mais deslumbrantes do mundo. Uma das opções disponíveis de passeio é a rota “Peruvian Highlands”. A viagem, que terá duração de três dias e duas noites, está prevista para sair de Cusco, a capital do antigo Império Inca, passando pelas altas planícies do Andes peruanos – a 4800 metros de altitude, para Puno, onde os hóspedes poderão visitar o lago Titicaca. Em seguida, o trem seguirá para o centro da cidade de Arequipa, considerado Patrimônio Mundial da Unesco. Também será possível o percurso inverso, de Arequipa para Cusco.

Para viagens de apenas um dia e uma noite, o Spirit of Peru” possibilita escolher entre dois itinerários. O Spirit of the Andes”, com saída de Puno, irá percorrer o Altiplano do Lago Titicaca para Cusco. Essa opção inclui todas as refeições e excursões programadas. O Spirit of the Water” faz a rota inversa, de Cusco para Puno.3

4Fotos de Inge Moore, retiradas do site do Belmond.

O trem acomoda 68 convidados em ambiente refinado. São duas cabines duplas, 20 cabines individuais e 12 cabines com camas de beliche para duas pessoas. Os menus são criados pelos chefs do Belmond Hotel Monasterio, em Cusco, e prestigiam os ingredientes locais, sazonais, e frescos.