fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Moda

03
jul

Afinal, o que é a campanha Don’t overwash (não lave demais)?

Em tempos como os de agora, onde nossa atenção diante da limpeza anda redobrada, vale a pena lavar roupa a todo momento? A lavagem excessiva tira a qualidade da peça? Como equilibrar todas essas questões no agora?

O que especialistas recomendam é a lavagem de roupas sempre que voltarmos do ambiente externo, porém para quem passa grande parte dos dias dentro de casa essa lavagem pode e precisa ser repensada.

O movimento Don’t overwash, em português Não lave demais, surgiu a partir de uma pesquisa realizada pela marca de eletrodomésticos alemã AEG, que comprovou que 90% das roupas são descartadas antes da hora e que buscar usá-las por mais nove meses pode reduzir de 20 a 30% a pegada de carbono.

Getty Images

O que isso tem a ver com a lavagem? Peças tendem a se desgastar e perder a qualidade se lavadas em excesso. Produtos químicos, água em temperaturas elevadas e outros fatores podem ajudar roupas a perderem a cor, o toque e se deteriorarem.

Sendo assim, o Don’t overwash prega a economia de água, mas também incentiva que as pessoas repensem suas relações com as roupas e criem laços à fim de tornar a vida útil de cada peça maior. Essa é uma maneira super prática de pensar no meio ambiente, poupar trabalho dentro de casa e ainda aprimorar o olhar para dentro do guarda roupa!

12
jun

Brechós nacionais para garimpar peças únicas

Recentemente falamos aqui no blog sobre o retorno ou talvez consagração da moda sustentável como um comportamento de consumo no universo fashion.

Parte disso acontece dentro dos brechós, onde a busca pelo vintage e por peças exclusivas ganhou o gosto dos consumidores.

Em tempos de quarentena, essa segue sendo uma boa saída para quem busca novos looks, mas não quer investir nas grandes marcas. Os brechós online têm ganhado espaço nas redes sociais e no post de hoje te mostramos alguns deles!

Brechó Seff

Esse é pra quem ama artigos de luxos e peças grifadas. O brechó Seff tem uma curadoria incrível de bolsas e acessórios de marcas como Fendi, Versace e Gucci.

Clique aqui para comprar: https://www.instagram.com/brechoseff/

B Luxo

Já falamos dele por aqui. O B Luxo é um brechó paulista especializado em garimpos vintage meeesmo! São aquelas peças com datas, consagradas em décadas e super bem conservadas!

Clique aqui para comprar: https://www.instagram.com/b.luxo/

Brecho da Poppi

O brechó da Poppi é um dos mais queridos de BH e possui um site sempre atualizado com muitos garimpos estilosos. O forte desse brechó são as peças bordadas à mão com frases super delicadas.

Clique aqui para comprar: https://www.instagram.com/brechodapoppi/

Mercedes Brechó

Famoso nas redes sociais, o Mercedes Brechó possui garimpos ideais para quem busca aquele arzinho retrô nos looks mas sem peder a modernidade!

Clique aqui para comprar: https://www.instagram.com/mercedesbrecho/

29
Maio

Dica de livro – Grace & Style: The Art of Pretending You Have It

Me encontro, atualmente, numa fase de muita pesquisa e estudos, um aprofundamento mesmo sobre moda e tudo que permeia esse universo.
Enquanto não compartilho com vocês o por quê de tanta busca e dedicação, deixo aqui alguns dos títulos que ando lendo e adorando!

Dessa vez, venho falar de um livro cheio de humor e leveza, mas que infelizmente ainda não tem versão em português: Grace & Style: The Art of Pretending You Have It. Se você, assim como eu, adora se desafiar e treinar outras línguas, essa é uma leitura super tranquila!

Grace Helbig / Grace & Style / Photo by Robin Roemer

Para quem não conhece, Grace Helbig  é comediante, atriz e famosa na internet por seu canal de humor. Ela é a criadora do canal ItsGrace no YouTube e também foi apresentadora do extinto canal DailyGrace (hoje DailyYou).

Grace & Style é o segundo livro da autora e nele ela dá dicas de moda e estilo baseadas em suas próprias vivências e na sua falta de experiência na área, o que rende passagens muito engraçadas e divertidas!

Dentre os tópicos abordados na publicação, eis alguns como: dicas para fazer compras online, um fluxograma para te ajudar a pensar se realmente deve comprar algo, o que seu jeans diz sobre você e muito mais!

27
Maio

A febre dos brechós e a busca pela moda sustentável

Sustentabilidade. Essa palavra retornou ao domínio popular em meados de 2005, se tornou uma tendência comportamental e se fixou tanto na realidade social que, saiu do posto de efemeridade e hoje é assunto sério, cotidiano e necessário.

Se estamos falando de moda, a ideia de sustentabilidade ganha ainda mais peso. A indústria é uma das mais rentáveis do mundo, ao mesmo tempo em que é a terceira no ranking de poluição.

Partindo dessa premissa é fácil concluir que, à medida em que a indústria têxtil se desenvolve, mais poluição e estragos ela deixa para o planeta. Sendo assim, é lógico pensar que a maneira mais responsável de se fazer roupa na atualidade é não fazendo.

Essa parece uma afirmação um tanto quanto radical à primeira vista, mas se pararmos para pensar no volume de peças já existente em todo o globo e nas que ainda estão por serem produzidas, o entendimento logo chega.

Parar a indústria têxtil nesse sentido ainda é uma utopia, porém existem algumas medidas que, enquanto consumidores, podemos adotar a fim de fazer dessa cadeia de produção algo mais justo e sustentável. Uma dessas medidas é a optar por comprar peças que já circulam por aí a mais tempo, como as peças que encontramos em brechós.

À La Garçonne

B.Luxo

Re-significar a roupa usada é uma excelente forma de não contribuir com a poluição ambiental, com o desperdício de água e com a geração de lixo.

Para além do contexto ambiental, o brechó vêm ganhando espaço entre os consumidores por proporcionar uma experiência de compra diferente em diversos sentidos.

A começar pela ideia de garimpo. Numa loja convencional temos a dimensão do que encontraremos ao entrar: peças atualizadas nas tendências, separadas por sessão, estilo e por aí vai. Comprar a roupa de re-uso exige olhar apurado, requer o interesse em dar à uma peça uma visão atualizada (ou não) e é um trabalho minucioso e delicioso.

Bem Phyna
2000 & Vintage

A geração Z, que hoje é o grupo consumidor mais estimado pela indústria, vêm trazendo esse novo olhar para as compras e têm se mostrado uma parcela exigente quando o assunto é sustentabilidade. Por isso, não por acaso, a onda dos brechós está sendo retomada e nossa perspectiva sob aquilo que já foi usado, está mais uma vez, se renovando.

A efervescência das redes sociais também foi outro fator que têm ajudado os brechós a reconquistarem um lugar no coração dos consumidores. Muitos desses negócios desenvolveram perfis relevantes na internet e produzem conteúdos visuais que geram desejo e realocam a ideia de roupa velha para o lugar de item de moda.

Utilizar o que já foi do outro não pertence mais ao imaginário sobre o que é velho. Consumir brechós é, na verdade, uma forma encantadora de levantar a bandeira de uma moda mais sustentável e também de dar continuidade a histórias e narrativas através da roupa.

Elisa Santiago é designer e produtora de conteúdo, e se considera uma eterna amante das ruas e das artes. Acredita na roupa como elemento de fala e empoderamento. É quem está por trás do @tens_razão.

13
Maio

Dica de livro – O Essencial

Me encontro, atualmente, numa fase de muita pesquisa e estudos, um aprofundamento mesmo sobre moda e tudo que permeia esse universo.
Enquanto não compartilho com vocês o por quê de tanta busca e dedicação, deixo aqui alguns dos títulos que ando lendo e adorando!

Nessa jornada descobri novos títulos, mas também revisitei clássicos preciosos para quem, assim como eu, é apaixonada pelo mundo fashion! Um desses livros icônicos que andei relendo foi O Essencial, da papisa da moda Costanza Pascolato!

Há décadas a empresária e consultora de moda é considerada uma das mulheres mais elegantes do país. Seu segredo? O essencial! Suas dicas simples e práticas mostram que ter estilo não é tão caro nem tão complicado quanto parece. Combinando oito itens básicos – os essenciais – com acessórios charmosos, é possível montar um guarda-roupa elegante e versátil, tanto para o dia a dia de trabalho quanto para um jantar com amigos ou uma noite de festa. 

Com bom humor e bom senso, Costanza alterna lições de estilo e de vida: indica truques para disfarçar os pontos fracos, mostra como misturar peças caras e baratas, elege os pares de sapato fundamentais e ensina a não perder a cabeça nas liquidações. Para compor um estilo pessoal e intransferível, é preciso antes de tudo descobrir o que se afina com seu corpo, seus hábitos e personalidade.