fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: Brasília

15
ago

Vídeo: Meu passado em Brasília (onde trabalhei, onde morei, onde fui pedida em namoro, lugares preferidos, e muito mais..)

Hoje eu estou trazendo um vídeo muuuuito especial! Nele eu levo vocês no tempo comigo, e mostro o meu passado em Brasília: tem os lugares que morei, os lugares em que trabalhei, o lugar onde fui pedida em namoro, meus lugares preferidos e especiais em Brasília, e muito mais. Vem ver!

Lembrando que, a partir de agora, TODA SEGUNDA e QUINTA teremos vídeo novo no canal. Uhuuuu! Espero que curtam muito, pois estamos preparando coisas muito bacana e legais para vocês meus leitores e leitoras queridos!

Então, se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no email e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí! E vem muita coisa!

01
ago

Vídeo: Vlog de viagem – Em Brasília!

No final de semana passada eu fui para Brasília e fiquei três dias  na cidade, como vocês sabem, vivi por 6 anos, e que foi onde passei no meu concurso público e, o mais especial, que conheci o amor da minha vida!

Foram três dias super intensos, com reencontros, amigos, família, festinha, gravação (já já vocês vão ver aqui no canal o que tô falando) e muito mais.
20160722_14181220160722_14250920160722_11512120160722_16342020160723_135048 20160723_18135820160723_181337

Fomos recebidos pelo Quality Hotel e Suítes Brasília, com todo calor humano e carinho do mundo. O Hotel foi construído recentemente, estando tudo novinho e muitíssimo bem cuidado, como vocês vão ver no vídeo. 20160722_010054 20160722_01003420160724_102826IMG_20160724_100031Ah, uma coisa super bacana é que para os hospedes que ficam em uma determinada categoria, o hotel oferece ainda uma entrada cortesia no VIP Lounge do aeroporto de Brasilia. Pena que fui de carro, senão, com certeza aproveitaria o serviço!

03
nov

Inspiração de festa de Batizado

Há alguns dias estive em Brasília para o batizado de dois sobrinhos do Luciano, e eu achei tudo tão lindo e de tanto bom gosto tudo, que pedi para a mãe dos pequenos autorização para mostrar um pouco da festa por aqui. É bacana, pois serve de inspiração tanto para uma festa de aniversário, quanto para uma festa de menino simplesmente.

O tema foi algo do tipo “anjos provençais“. Quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada pela estampa provençal, né.. Então sou um pouco suspeita, eu sei, mas estava tudo tão delicado, tão fofo, que acho que pode ajudar muitas mamães e futuras mamães.

O batizado aconteceu às 11 horas, na Igrejinha (foooooooooofa) de Nossa Senhora de Fátima, em Brasília, e de lá os convidados foram recebidos para um almoço na cada dos avós das crianças. Espero que gostem das inspirações. As fotografias são de Rodrigo Zago.

BatizadoBatizado2 Batizado1Batizado 28 Batizado 27 Batizado 26 Batizado 25 Batizado 24 Batizado 23 Batizado 22 Batizado 21 Batizado 20 Batizado 19 Batizado 18 Batizado 17 Batizado 16 Batizado 15 Batizado 14 Batizado 13 Batizado 12 Batizado 11 Batizado 10 Batizado 9 Batizado 8 Batizado 7 Batizado 6 Batizado 5 Batizado 4 Batizado 3Batizado 35Batizado 34Batizado 32Batizado 31Batizado 30Batizado 33Batizado 29

06
jan

Ainda sobre o meu presente de NATAL..

Oi gente! Depois de uma ligeira temporada ausente por aqui, cá estou eu hoje tanto para contar para vocês sobre os últimos acontecimentos, mas também, e especialmente, para mostrar que daqui eu não saio, daqui ninguém me tira, e com as últimas mudanças, o blog volta ainda com mais força, com mais vigor, mais conteúdo, novidades, parcerias e muuuuita coisa boa!

Bom, mas quem veio aí me acompanhando viu que eu consegui realizar um dos maiores sonhos da minha vida: voltar para minha terrinha amada, Belo Horizonte!!

Tudo começou assim: depois de me formar, trabalhando na AGE/MG, lecionando na PUCMinas, e tendo recém finalizado meu Mestrado, recebi um convite praticamente irrecusável para uma experiência de trabalho em Brasília. Era uma oportunidade única de trabalhar na minha área de formação do Mestrado – o que me balançou muito, muito mesmo!

Por mais que eu tivesse meu umbigo ligado a esta terra, à minha família e amigos, o peso da oportunidade (e da responsabilidade) foi grande! Não queria me desgarrar, mas precisava ser adulta e encarar que uma oportunidade como aquelas poderia não aparecer outra vez.

Foi então que, depois de muito refletir (chorar e esgoelar), depois de conversar com meus pais e minha família, decidi dar uma chance a esta oportunidade e, talvez até como uma forma de amenizar a mudança para mim mesma, saí daqui, com o coração na mão, e com planos de ficar apenas uma temporada de uns 6 meses, aproveitando ao máximo tudo que me era oferecido, para retornar com a sensação de missão cumprida.

Pedi a Deus forças e segui caminho. Os primeiros meses foram terríveis! Tudo estava ruím! Não me acostumava ao clima, ao ritmo de vida, ao jeito das pessoas.. Na verdade, nada me fazia desligar de BH, das pessoas de BH, da minha vida aqui. Minha vida se resumia, todos os dias, na primeira hora do dia, a ligar o computador e correr atrás de passagens para garantir minhas vindas para os próximos meses! E elas eram praticamente semanais. Eu me negava tanto a aceitar Brasília que eu costumava dizer que morava em BH, mas que apenas trabalhava em Brasília, dada a frequência das minhas viagens para cá. Vê se pode??

Até que um dia, depois de ouvir um conselho muito sábio, eu notei que precisava cair na real. Eu tinha que aceitar aquela condição (de estar em Brasília, e não em Belo Horizonte). Do jeito que as coisas estavam caminhando, eu passaria toda a minha temporada em Brasília sem curtir o que a cidade tinha de bom, e sem poder também ter/estar em BH (já que me propus àquela experiência). Assim, com muita dificuldade, mas com o coração mais aberto, decidi que faria minha parte para tentar sofrer menos.

E assim, percebi que aqueles 6 meses que mentalizei de início, claro, jamais seriam suficientes. Meus aprendizados, contatos, minha bagagem só estava começando. Pensei: “bom, talvez tenha que prolongar um pouquinho mais a experiência”.. mas seeeeeeeeempre com o claro intuito de voltar para BH.

Então, para otimizar o tempo e aproveitar a estada por lá, resolvi participar do concurso de seleção de uma pós bastante conceituada de Brasília, e, obtendo a aprovação, dei por mim, que teria que permanecer por pelo menos mais um ano em BSB – o tempo de duração do curso.

O tempo foi passando e, no meio do caminho, o que acontece?? Eu conheci o meu amor!! Pois é.. a gente planeja algumas coisas para a nossa vida, mas vem ela e mostra que é ela quem manda! Com o passar do tempo, o relacionamento foi se tornando mais sério e, apesar de toda a alegria, satisfação e realização pela minha vida pessoal/afetiva, aquela certeza de que só dependeria de mim voltar para BH (na hora que eu quisesse) já não mais existia.

A certa altura eu já conseguia gostar de Brasília e curtia minha vida por lá! Mas nunca, NUNCA desisti da vontade de voltar (por mais que a concretização deste intuito parecesse um sonho cada vez mais distante). Estava sempre por aqui, vivia na ponte aérea e aproveitava horrores toda e qualquer promoção de passagem área para estar por aqui.

Há três anos e pouco eu me casei (aqui em BH, mas continuando a viver por lá) e, mesmo com o passar dos anos, eu nunca deixei de pensar um dia sequer na possibilidade de um dia voltar a morar aqui. Para vocês terem uma ideia, meus médicos continuaram sendo os de BH; minha depilação, sobrancelha e alguns serviços se mantiveram por aqui; eu me pautava pelos feriados de BH (que nem sempre coincidiam com os de BSB); a chave da minha casa (hoje casa de Mamita) vivia no meu chaveiro diariamente, o que era até motivo de pito do Maridón (homens odeiam mil coisas penduradas na chave do carro, né.. hihi)… nossa, tem cada coisa!

E tem mais! Eu troquei de carro há algum tempo e, mesmo morando em Brasília, mesmo o IPVA de lá sendo bem mais barato, eu bati o pé que meu carro tinha que ser comprado aqui, só para continuar com a placa DAQUI. Gente, talvez nem todos entendam, mas vocês não sabem o que é o orgulho de desfilar uma placa de Belo Horizonte quando se está fora daqui. Lembro também de uma vez, dentro do taxi, indo em direção ao aeroporto, o taxista conversando no celular com uma outra pessoa, falou alguma coisa sobre “Belo Horizonte” e eu cheguei a sentir frio na barriga. E olha, isso já há 4 ou 5 anos em Brasília!!!

Isto sem contar o quanto (eu acho) que era mal vista por alguns pelo tanto que eu falava (bem) de BH. “Ah que BH tem isso, ah, que em BH tem aquilo, ah, que na minha cidade as coisas são assim, ou são assado”.. Sem me dar conta de que de fato isto poderia não ser muito bem recebido, quando notava, já estava eu lá enchendo minha cidade amada de predicados – para Deus e o mundo! Mas o pior é que era tudo verdade..rs.

Por mais que a esperança de voltar nunca tivesse morrido, confesso que teve um momento que eu a vi minando sim! E por minha causa memo! Foi quando, no ano passado, fiz um concurso público e fui aprovada para o Executivo Federal. Passei dentro das vagas e, depois de participar de um curso de formação, tomei posse. Ali, mais uma vez, a alegria de uma baita realização profissional se mesclou ao desespero de ver o meu desejo de voltar para casa cada vez mais distante. Isto porque o meu órgão, por mais que fosse federal, só tinha/tem sede em Brasília.

Mas, como se diz por aí “quando há 1% de chance, tenha 99% de fé”! Pois é! Aquela ideia de que “o que é nosso encontra uma maneira de chegar até nós” é mesmo muito, muito, sábia! Surgiu uma oportunidade do Maridón vir para BH e, considerando que isto já significava mei “meio caminho andado”, “pedi a Deus que abençoasse os meus planos”, e, assim, iniciei uma verdadeira maratona rumo à concretização do meu desejo. Esta jornada foi intensa, longa, dura, sofrida, angustiante e quase aterrorizadora. Recebi muitos nãos, descréditos e até algumas puxadas de tapete.. Mas, segundo dizem também, “quando a gente quer muito alguma coisa, ela acontece”, e assim, em meados de dezembro eu recebi o maior presente de Natal dos últimos tempos: a notícia de que todo meu esforço valeu a pena! E uma coisa eu posso garantir: meu êxito só não foi 100% fruto do meu esforço por conta de Deus que esteve à frente de tudo! Era ele lá de cima maquinando e eu aqui embaixo trabalhando. E o engraçado é que quando comecei esta empreitada, eu estabeleci como meta para mim mesma que eu já teria que estar em BH neste Natal (que passou!). Tenho mania de estabelecer algumas metas que não dependem de mim e acabo sofrendo ainda mais. O tempo ia passando, a data da “minha meta” ia se aproximando e esta angústia só crescia. Maaaaas, como um presente abençoado, a notícia veio em ótima (na melhor hora). E cá estou eu!

Sei que já falei demaaaaaaaaaaaaaaais, mas o que posso dizer é para vocês “acreditarem na força dos seus sonhos. Deus é justo e não colocaria em nossos corações um desejo impossível de ser realizado”. Eu “fui firme na direção da minha meta.. porque o pensamento cria.. o desejo atrai.. e a fé realiza!”.

Estou destacando estes pensamentos, pois eles nortearam toda a minha busca! E, por mais que eu possa até ter titubeado em algum momento, eu nunca deixei de acreditar que eu conseguiria. Se eu contasse aqui os detalhes vocês, juntos comigo, perceberiam como Deus foi mágico, sábio e fez tudo, TUDINHO, como deveria ser e na melhor hora! Não poderia ter sido melhor! Neste processo eu redescobri Deus dentro de mim e encontrei/conheci verdadeiros anjos!!

Já falei demais e sei que isto cansa! Mas como em alguns outros momentos aqui do blog, falar de sentimentos realmente tem dessas coisas, né..

Fiz este post para justificar o meu sumiço dos últimos dias (completamente envolvida em mudanças, burocracias daqui e de lá, etc), mas também para contar para quem me perguntou e, por alguma razão, eu ainda não tinha conseguido explicar, o que se sucedeu. Apesar de gostar da minha privacidade, não tenho nada a esconder e achei importante vocês saberem. De agora em diante, o blog voltará à ativa, com muitos looks, posts de comportamento, conteúdo e muitos pitacos! Já já vem mais coisa por aí (fiquem tranquilos que vem bem menos texto, e mais cor, imagem, visual..rs)! Podem aguardar!

UM BEIJO A TODOS/TODAS VOCÊS E UM FELIZ ANO NOVO!!! JUNTINHO AQUI COMIGO, TÁ?!