fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: Casa

09
dez

Sig Bergamin – “O” arquiteto!

Suuuuper por um acaso, quando iniciei meus “trabalhos” no instagram, (@anitabemcriada) comecei a notar imagens de peças e de ambientes belíssimos, lugares e paisagens espetaculares, sendo postadas por uma tal pessoa, até então desconhecida para mim. E aquilo começou a me chamar muito a atenção! Foi então que comecei a seguir o tal de “Sig Bergamin“. De curiosidade passou a vício. Comecei a procurar na internet sobre o tal “Sig” e foi aí que percebi tooooda a história que envolve a vida e trajetória desse badalado arquiteto brasileiro!

Resolvi mostrar aqui pra vocês a própria casa do arquiteto. Fiquei espantada com a ousadia e sagacidade da decoração que ele mesmo criou. Não é de longe algo que eu escolheria para mim, mas acredito que vocês, assim como eu, sabem apreciar uma criação artística (que é o que de fato é!), ainda que ela não seja do seu gosto pessoal. Mestre na arte de mesclar o clássico e o étnico, o arquiteto brasileiro de dom e olhar singulares, aproveita sua casa para descansar, inspirar-se e experimentar novas possibilidades de decoração. Comprador compulsivo e viajante voraz, ele coleciona livros, tecidos antigos, cristais de murano, objetos de arte, etc. Tudo isso está reunido em sua casa, numa desordem organizada pelo bom gosto e pelo olho de quem aprendeu a enxergar o que é bonito. Não exatamente o que custa mais caro. Como ele costuma dizer: “cafona é ostentar; luxo é ter tempo para ficar em casa.” A sala de estar reúne as coleções venezianas de murano e muitas das peças chinesas compradas em viagens. os tecidos jogados em cima dos sofás são “suzani” produzidos no Uzbequistão. Um deles era parte da cortina de uma galeria de arte em paris. A peça se acomodou perfeitamente no encosto do sofá. o quadro, no centro, é um Iberê Camargo arrematado em são paulo há quinze anos. As paredes laranja com obras de Alexander Calder, Roberto Magalhães e Iberê Camargo, o conjunto de sofás bordô e o enorme tapete magreb de listras coloridas dão o tom alegre à sala. Reforçam o astral positivo a lareira emoldurada de azulejos marroquinos e os inúmeros muranos que o proprietário coleciona há 20 anos. Diversas poltronas, cadeiras e almofadas convidam a um aconchegante e descontraído convívio social. A enorme biblioteca, onde Sig recebe os amigos e faz reuniões de trabalho. Da mesa de oito lugares, recoberta por um colorido tecido étnico, ou do sofá chesterfield verde de veludo francês, o único som que o arquiteto ouve é o canto dos pássaros. “Minha casa é meu refúgio. Nela descanso e me sinto bem.” A biblioteca é o lugar mais frequentado da casa. Nela, Sig passa a maior parte do tempo folheando os quase quatro mil títulos de arte e decoração. os que ficam em cima da mesa são os que ele está lendo no momento ou os que vão acompanhá-lo na viagem do fim de semana.Ali ele também faz o jantar – muitas vezes com uma bandeijinha no colo, diante do televisor, cercado por gravuras de Miró e Andy Warhol. simples, assim! Toda a casa é repleta de objetos escolhidos em antiquários. “Quando olho ao redor da minha casa, gosto de tudo o que vejo. São peças que fui adquirindo durante a vida e pelas quais tenho muito carinho”, conta Sig.Infinitas tonalidades de azul reinam na sala do sótão, local reservado para o proprietário e suas cadelas – a bulldog francesa Ásia e as labradoras África e América. Para que a casa parecesse antiga, Sig instalou, por exemplo, madeiras advindas de demolições nos pisos e no teto do ambiente. A diversidade cultural, que tanto o encanta, está presente em cada metro quadrado de seu domicílio. “Costumo dizer que esta não é a casa de um decorador, mas sim a de um eterno viajante”, comenta. Garden seats, abajures estampados, flores, tecidos étnicos, almofadas e iluminação natural são alguns dos truques do decorador para dar charme à sala. Jisuuuuis amado! O que faço que toooodas essas taças Strauss, das mais diferentes cores e tamanhos. Quero TU-DO!
No sótão, o decorador criou espaço para uma estante que abriga guias e fotos de suas incontáveis viagens mundo afora. Um espetáculo, não?! Claro! É de uma peculiaridade que só! Mas até para mesclar tudo e mais um pouco é preciso muuuuuuito talento! Virei fã DEMAIS!

Fonte: Revista Estilo e Isto é Gente!

30
Maio

Mesa posta!

Genteeeeeeeeee, agora que minha casinha está começando a ficar com cara de “lar doce lar” (Titina, me apropriei!), estou ficando suuuuper empolgada a me envolver e me interessar mais pelas coisas que envolvem o “ofício”. Não vejo a hora de estar tudo nos trinques para receber os amigos, fazermos jantarezinhos, lanchinhos, almocinhos e tudo o mais..Então, aproveitando que estou nessa onda de doninha de casa, vou compartilhando por aqui com vocês algumas coisas que são do meu interesse. O fato é que sou NUA E CRUA nesse assunto (tanto de casa, quanto de cozinha), por isso tenho uma longa jornada pela frente. Mas quando a gente toma gosto pela coisa, o que antes era obrigação, agora é apenas mais uma fonte de prazer. Então, pra começar, e coerentemente com meu estilo fresco bem criado de ser,  um “croqui” (insisto, ainda se usa essa expressão??) sobre como montar uma mesa elegante e correta. Fucei isso das antigas do blog da Mariah, e, desde então, guardei para mim. Mas agora, além de me interessar efetivamente, achei legal compartilhar com vocês, ainda mais que o findi tá chegando e, assim, quem sabe não dá pra colocar em prática alguns aprendizados, néaahm?!?



Afinal, bem servir as pessoas queridas é muito mais do que uma obrigação. É um gosto!

01
jan

Diário de ANITA!!

Oi meus queridos! Como foram de semana e de final de semana? A minha semana foi um tanto quanto tumultuada, com altos e baixos, e muuuuitas emoções (boas e ruíns). Nada demais não, mas foi! Aliás, a vida é assim, né!? Uma eterna montanha russa, com pontos altos, baixos e reviravoltas mil, né?! Mas a beleza da vida está em sabermos levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima, né não? Então prossigamos..rs.

No meio da semana passada eu fui ao salão. Estava o que é raro com trocentos procedimentos marcados, dentre eles, um corte, uma hidratação power, o clareamento das pontas, sobrancelha, etc. Mas a agonia começou aí.. Depois de alguns minutos sentada na cadeira da profissional, qual não foi minha surpresa quando ela TOSOU meu cabelo?! Detalhe, tinha ido lá alguns dias antes exatamente para explicar que eu queria cortar o suficiente para tirar umas pontinhas feias. O resultado disso tudo foi que perdi quase dois palmos do meu cabelo o que me deixou exatamente dois dias INTEIROS chorando, literalmente! O restante? Nem fiz? Saí tão desnorteada de lá que não tinha mais graça “brincar de salão”. Exagero pra alguns, eu sei, mas só eu sei o que senti. Tentando restabelecer a normalidade da vida (dramática!?! rs) fui ao cinema na sexta assistir ao tão festejado Intocáveis, filme francês que estreou há pouco tempo. MEODEOS, que surpresa agradável foram aquelas quase duas horas de filme!! Falo dele até agora, de tanta empolgação. Quanta lição, quanta diversão e, mesmo sendo catalogado como drama, quanta risada.. Hahah. Não vou contar nadica não! Quem não assistiu PRECISA ir correndo ao cinema! De lá fui prestigiar o lançamento de um livro que, além de a autora ser mãe e tia de amigos queridos, o tema é algo extremamente intrínseco a mim e à minha vida. Não é à toa que tenho uma tatuagem estampada em mim exatamente com o mesmo título da obra: RESILIÊNCIA.  Tudo a ver com o que comecei dizendo no post, não? Veio em boa hora.. Como disse, o livre se chama Resiliência e foi escrito por CELIANE SECUNHO. Estou doidinha pra ler!No sábado, aquele dia que se tem um tempinho a mais para fazer uma “arte”, foi dia de inventar moda com uma mesa bonitinha e de ir brincar na cozinha. Montar uma mesa é algo que me encanta loucamente. Viajo naquilo. Adoro! Já a comida foi, digamos, uma #semvergonhice da minha parte. É que eu fiquei com preguiça de “botar a mão na massa”, então, a solução, foi fazer uma massa semi pronta e que, no final das contas, ficou uma diliça! Acrescentei um molhinho, umas ervinhas/temperinhos e.. zapt! Só na roliçança! Bom, depois de alguns dia me acostumando com o novo cabelo SURECO, eu encarei e postei no instagram (@anitabemcriada), já que, com a foto do antes, da transformação, acabei deixando todo mundo curioso pra saber o que tinha feito afinal. E, afffff, aquela expectativa toda me deixou ainda mais tensa, pois quando postei a foto do antes não imaginava que aconteceria o que aconteceu. Mas, no final das contas, depois que postei no instagram o resultado, a receptividade foi tão grande e tão gostosa que fiquei beeeeem mais animadinha. Então tá aqui pra vocês verem também. Nessa primeira foto o cabelo escovado. E nessa outra foto aqui, uma produção com baby-liss (pra ficar mais parecida com os cachos). No domingo foi dia de passear: Parque da Cidade e Torre de TV digital. Esta última ainda era novidade pra mim, então aproveitei para mudar isso. E adorei o passeio. Fui bem no meio do dia, na hora do almoço, creeeeeeente que não ia ter ninguém e.. hãm! Olha aí o tamanho da fila! A subidinha ficou pra uma ooooutra vez! Ahhh, e antes que eu me esqueça, em meio à turbulência da semana, aconteceu algo MUUUUITO legal! O Anita bem criada foi convidada para ser parceira do Helio Diff, salão badaladeséeeeeeeerrrimo aqui de Brasília, com seis unidades espalhadas pela cidade. Não é muito legal?!?! Mas depois conto todos os detalhes por aqui!! Então é isso!! Uma maravilhosa semana pra todos nós! Muito iluminada e feliz!

01
jan

A “Joia do Lago”!

Gente, olha que coisa esta casa situada em Escarpas, Minas!! Além da beleza e exuberância, por si, achei legal postar, pois ela foi projetada pela irmã de uma amiga quiriiiiiiiiiiida (Maísa!!), a arquiteta Marina Correa, juntamente com Ivan Andrade Vasconcelos.

Com a proposta de uma casa confortável e aconchegante, onde a família pudesse passar agradáveis momentos com amigos, a designer de interiores Jóia Bergamo integrou a exuberante paisagem local à arquitetura contemporânea e criou um verdadeiro resort particular. Com dois mil metros quadrados de área construída (!!!!!), a casa fica às margens da represa de Furnas, no balneário de Escarpas do Lago (MG) e atende, nos mínimo detalhes, ao pedido da proprietária, uma executiva com filhos casados, netos e muitos amigos. “A cliente queria uma casa onde pudesse receber bem, com espaços elegantes mas sem perder o objetivo principal: um lugar para relaxar e descontrair. Assim, tentei trazer a beleza e a tranquilidade do exterior para dentro da casa tornando-a um lugar agradável e acolhedor”, explica Jóia.

Ao projeto de arquitetura Jóia somou um décor contemporâneo e essencialmente confortável, que explora composições personalizadas de tons, texturas e materiais naturais. “Procurei aproveitar a amplitude dos ambientes e a integração com a área externa da casa com uma linguagem leve e atual para móveis, objetos e acabamentos”, diz a designer. Madeira, mármores e fibras foram a base de um projeto de interiores em harmonia com a arquitetura imponente e aberta ao lazer. Vejam que coooooisa..

A iluminação especial valoriza a arquitetura e cria recantos aconchegantes na área externa. No deck em madeira, sofás, pufes e chaises longues convidam a relaxar. A área de piscina recebeu spa integrado e charafiz; além da iluminação que destaca o ambiente. A ampla área de piscina vista de outro ângulo e à noite.  A área de piscina vista de dia.Uma ponte no deck em madeira cruza a raia da piscina, com acesso à sauna. A vista para a represa compõe a área de descanso, que tem deck em madeira e móveis em alumínio e fibra sintética. Com design atual, móveis em fibra e madeira (Breton Actual) asseguram a descontração na varanda coberta.  Parece até pintura, gente!Anexo à casa, o amplo espaço gourmet tem portas de correr em vidro que mantêm a vista permeável. Com 12 lugares, a sala de jantar ganhou um toque de sofisticação com o lustre em cristal com design de Philippe Starck. (isso é mooooooooooito fino, gentchyyy!). A mesa com base em madeira e tampo em vidro tem os mesmos traços contemporâneos das cadeiras. Confortável, a sala multiuso é o local preferido para ver TV. Na sala multiuso, a opção foi por estofados de linhas retas e tamanhos generosos, tapete de fibras longas, mesa de centro em laca e tamboretes como apoio. A tela é de Claudia Ganon. As poltronas de estilo deram um toque elegante à composição do living. Mesa de centro com base espelhada e iluminação pontual embutida completam o ambiente. Uma das suítes, com vista da paisagem. Painel de madeira compõe a cabeceira da cama nesta suíte que integra a área de banho. A banheira “solta” utiliza o sistema de instalação “plug and play” onde só é necessário um ponto de entrada e saída de água. O painel de fotogravura feito sob medida (Blue Concept) delimita a área de banho e dá sensação de amplidão ao ambiente.

Liiiiiiiindo, né?! Puro luxo!! Já falei que sempre quis ser arquiteta? Hehehe..

Fonte: Revista Casa Mix

Contato da arquiteta: Marina Silveira Corrêa
Arquiteta – CAU 76486-8
E-mail: marinascorrea@gmail.com; correa_marina@yahoo.com.br

01
jan

Diário de ANITA!

Oioioi! hehe (sôdade!). Passaram bem de findi? Preparem-se para um dos posts mais gardjeeenhos que já passaram por aqui! É que minha semana passada foi cheia de gordices. Nuh! No geral sou sossegadíssima com comida. Até porque, como tenho algumas restrições alimentares, acabo caindo muito na mesmice e me contentando com um lanchinho de leve ao fim do dia. Mas, como disse, não sei o que aconteceu semana passada. Tava com vontade de comer coisinhas/bobaginhas diferentes do trivial e, assim, a semana foi recheada delas. Comecei com as esfirrinhas, que para mim, caem como uma luva. Não são fritura (meu estômago não aguenta), não têm leite (mina intolerância à lactose não permite) e combinam SUPER com uma pimentinha. Diliça demais! No dia seguinte foi dia de sanduba. E que sanduba!! Um super sanduba!  Tava salivando com um e foi só a conta de chegar em casa e iniciar os preparativos. Tá certo que dormi sentada, pois a digestão aqui anda devagar com andooor.. Mas valeu! Já no dia seguinte era dia de pizza. Comprei umas massinhas de pizza, bem fininhas e integrais e só bolei o recheio. Foram três sabores: manjericão, tomatinho cereja e muçarela, blanquet com tomate seco, e pepperoni. Espalhei bastante molho de tomate e coloquei os recheios em cima. As minhas, claro, sem muçarela (com Ç mesmo!). Mas ficou tãaao gostoso! Bastante azeite. Hmmmm.. Bom, na sexta, foi dia de preparativos para a final da Copa, digo, de Avenida Brasil.. Hehe.. Então combinamos de assistir com a turma, na casa de um deles. Ah, para “matar a saudade”, aqui vai a “sandália do dia”! Foi super divertido! Mulheres de um lado e homens do outro, jogando poker. Tá certo que tinham alguns ali mais interessados na novela do que no poker mesmo..haha.. Só quando acabou é que o carteado comeu solto. Depois dizem que novela é coisa de mulher. Sei! Domingo foi dia de roliçanca AGAIN! Voltamos ao TouJours Bistrô (lembram que já falei dele aqui?). Pois é, AMO esse  francesinho aqui em BSB. E, claaaaaaaaaaro, como seu muito imprevisível (só que ao contrário!), eu pedi o mesmo prato: filé au poivre com batatas gratinadas. Igualmente perfect. Volto a recomendar! De tarde aproveitei para ir com umas amigas conhecer a Casa Cor Brasília 2012. Gente, foi tãaaaaaaao divertido, tão inspirador. Acho que todo mundo deveria ir. Adorei vários ambientes e muitas peças. Selecionei alguns aqui embaixo. Já falei que amo arquitetura, decoração e design de interiores? Rs.Então é isso! Beijos e uma maravilhosa semana!