fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: Casa

01
jan

Diário de ANITA!!

Oi meus queridos! Como foram de semana e de final de semana? A minha semana foi um tanto quanto tumultuada, com altos e baixos, e muuuuitas emoções (boas e ruíns). Nada demais não, mas foi! Aliás, a vida é assim, né!? Uma eterna montanha russa, com pontos altos, baixos e reviravoltas mil, né?! Mas a beleza da vida está em sabermos levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima, né não? Então prossigamos..rs.

No meio da semana passada eu fui ao salão. Estava o que é raro com trocentos procedimentos marcados, dentre eles, um corte, uma hidratação power, o clareamento das pontas, sobrancelha, etc. Mas a agonia começou aí.. Depois de alguns minutos sentada na cadeira da profissional, qual não foi minha surpresa quando ela TOSOU meu cabelo?! Detalhe, tinha ido lá alguns dias antes exatamente para explicar que eu queria cortar o suficiente para tirar umas pontinhas feias. O resultado disso tudo foi que perdi quase dois palmos do meu cabelo o que me deixou exatamente dois dias INTEIROS chorando, literalmente! O restante? Nem fiz? Saí tão desnorteada de lá que não tinha mais graça “brincar de salão”. Exagero pra alguns, eu sei, mas só eu sei o que senti. Tentando restabelecer a normalidade da vida (dramática!?! rs) fui ao cinema na sexta assistir ao tão festejado Intocáveis, filme francês que estreou há pouco tempo. MEODEOS, que surpresa agradável foram aquelas quase duas horas de filme!! Falo dele até agora, de tanta empolgação. Quanta lição, quanta diversão e, mesmo sendo catalogado como drama, quanta risada.. Hahah. Não vou contar nadica não! Quem não assistiu PRECISA ir correndo ao cinema! De lá fui prestigiar o lançamento de um livro que, além de a autora ser mãe e tia de amigos queridos, o tema é algo extremamente intrínseco a mim e à minha vida. Não é à toa que tenho uma tatuagem estampada em mim exatamente com o mesmo título da obra: RESILIÊNCIA.  Tudo a ver com o que comecei dizendo no post, não? Veio em boa hora.. Como disse, o livre se chama Resiliência e foi escrito por CELIANE SECUNHO. Estou doidinha pra ler!No sábado, aquele dia que se tem um tempinho a mais para fazer uma “arte”, foi dia de inventar moda com uma mesa bonitinha e de ir brincar na cozinha. Montar uma mesa é algo que me encanta loucamente. Viajo naquilo. Adoro! Já a comida foi, digamos, uma #semvergonhice da minha parte. É que eu fiquei com preguiça de “botar a mão na massa”, então, a solução, foi fazer uma massa semi pronta e que, no final das contas, ficou uma diliça! Acrescentei um molhinho, umas ervinhas/temperinhos e.. zapt! Só na roliçança! Bom, depois de alguns dia me acostumando com o novo cabelo SURECO, eu encarei e postei no instagram (@anitabemcriada), já que, com a foto do antes, da transformação, acabei deixando todo mundo curioso pra saber o que tinha feito afinal. E, afffff, aquela expectativa toda me deixou ainda mais tensa, pois quando postei a foto do antes não imaginava que aconteceria o que aconteceu. Mas, no final das contas, depois que postei no instagram o resultado, a receptividade foi tão grande e tão gostosa que fiquei beeeeem mais animadinha. Então tá aqui pra vocês verem também. Nessa primeira foto o cabelo escovado. E nessa outra foto aqui, uma produção com baby-liss (pra ficar mais parecida com os cachos). No domingo foi dia de passear: Parque da Cidade e Torre de TV digital. Esta última ainda era novidade pra mim, então aproveitei para mudar isso. E adorei o passeio. Fui bem no meio do dia, na hora do almoço, creeeeeeente que não ia ter ninguém e.. hãm! Olha aí o tamanho da fila! A subidinha ficou pra uma ooooutra vez! Ahhh, e antes que eu me esqueça, em meio à turbulência da semana, aconteceu algo MUUUUITO legal! O Anita bem criada foi convidada para ser parceira do Helio Diff, salão badaladeséeeeeeeerrrimo aqui de Brasília, com seis unidades espalhadas pela cidade. Não é muito legal?!?! Mas depois conto todos os detalhes por aqui!! Então é isso!! Uma maravilhosa semana pra todos nós! Muito iluminada e feliz!

01
jan

A “Joia do Lago”!

Gente, olha que coisa esta casa situada em Escarpas, Minas!! Além da beleza e exuberância, por si, achei legal postar, pois ela foi projetada pela irmã de uma amiga quiriiiiiiiiiiida (Maísa!!), a arquiteta Marina Correa, juntamente com Ivan Andrade Vasconcelos.

Com a proposta de uma casa confortável e aconchegante, onde a família pudesse passar agradáveis momentos com amigos, a designer de interiores Jóia Bergamo integrou a exuberante paisagem local à arquitetura contemporânea e criou um verdadeiro resort particular. Com dois mil metros quadrados de área construída (!!!!!), a casa fica às margens da represa de Furnas, no balneário de Escarpas do Lago (MG) e atende, nos mínimo detalhes, ao pedido da proprietária, uma executiva com filhos casados, netos e muitos amigos. “A cliente queria uma casa onde pudesse receber bem, com espaços elegantes mas sem perder o objetivo principal: um lugar para relaxar e descontrair. Assim, tentei trazer a beleza e a tranquilidade do exterior para dentro da casa tornando-a um lugar agradável e acolhedor”, explica Jóia.

Ao projeto de arquitetura Jóia somou um décor contemporâneo e essencialmente confortável, que explora composições personalizadas de tons, texturas e materiais naturais. “Procurei aproveitar a amplitude dos ambientes e a integração com a área externa da casa com uma linguagem leve e atual para móveis, objetos e acabamentos”, diz a designer. Madeira, mármores e fibras foram a base de um projeto de interiores em harmonia com a arquitetura imponente e aberta ao lazer. Vejam que coooooisa..

A iluminação especial valoriza a arquitetura e cria recantos aconchegantes na área externa. No deck em madeira, sofás, pufes e chaises longues convidam a relaxar. A área de piscina recebeu spa integrado e charafiz; além da iluminação que destaca o ambiente. A ampla área de piscina vista de outro ângulo e à noite.  A área de piscina vista de dia.Uma ponte no deck em madeira cruza a raia da piscina, com acesso à sauna. A vista para a represa compõe a área de descanso, que tem deck em madeira e móveis em alumínio e fibra sintética. Com design atual, móveis em fibra e madeira (Breton Actual) asseguram a descontração na varanda coberta.  Parece até pintura, gente!Anexo à casa, o amplo espaço gourmet tem portas de correr em vidro que mantêm a vista permeável. Com 12 lugares, a sala de jantar ganhou um toque de sofisticação com o lustre em cristal com design de Philippe Starck. (isso é mooooooooooito fino, gentchyyy!). A mesa com base em madeira e tampo em vidro tem os mesmos traços contemporâneos das cadeiras. Confortável, a sala multiuso é o local preferido para ver TV. Na sala multiuso, a opção foi por estofados de linhas retas e tamanhos generosos, tapete de fibras longas, mesa de centro em laca e tamboretes como apoio. A tela é de Claudia Ganon. As poltronas de estilo deram um toque elegante à composição do living. Mesa de centro com base espelhada e iluminação pontual embutida completam o ambiente. Uma das suítes, com vista da paisagem. Painel de madeira compõe a cabeceira da cama nesta suíte que integra a área de banho. A banheira “solta” utiliza o sistema de instalação “plug and play” onde só é necessário um ponto de entrada e saída de água. O painel de fotogravura feito sob medida (Blue Concept) delimita a área de banho e dá sensação de amplidão ao ambiente.

Liiiiiiiindo, né?! Puro luxo!! Já falei que sempre quis ser arquiteta? Hehehe..

Fonte: Revista Casa Mix

Contato da arquiteta: Marina Silveira Corrêa
Arquiteta – CAU 76486-8
E-mail: marinascorrea@gmail.com; correa_marina@yahoo.com.br

01
jan

Diário de ANITA!

Oioioi! hehe (sôdade!). Passaram bem de findi? Preparem-se para um dos posts mais gardjeeenhos que já passaram por aqui! É que minha semana passada foi cheia de gordices. Nuh! No geral sou sossegadíssima com comida. Até porque, como tenho algumas restrições alimentares, acabo caindo muito na mesmice e me contentando com um lanchinho de leve ao fim do dia. Mas, como disse, não sei o que aconteceu semana passada. Tava com vontade de comer coisinhas/bobaginhas diferentes do trivial e, assim, a semana foi recheada delas. Comecei com as esfirrinhas, que para mim, caem como uma luva. Não são fritura (meu estômago não aguenta), não têm leite (mina intolerância à lactose não permite) e combinam SUPER com uma pimentinha. Diliça demais! No dia seguinte foi dia de sanduba. E que sanduba!! Um super sanduba!  Tava salivando com um e foi só a conta de chegar em casa e iniciar os preparativos. Tá certo que dormi sentada, pois a digestão aqui anda devagar com andooor.. Mas valeu! Já no dia seguinte era dia de pizza. Comprei umas massinhas de pizza, bem fininhas e integrais e só bolei o recheio. Foram três sabores: manjericão, tomatinho cereja e muçarela, blanquet com tomate seco, e pepperoni. Espalhei bastante molho de tomate e coloquei os recheios em cima. As minhas, claro, sem muçarela (com Ç mesmo!). Mas ficou tãaao gostoso! Bastante azeite. Hmmmm.. Bom, na sexta, foi dia de preparativos para a final da Copa, digo, de Avenida Brasil.. Hehe.. Então combinamos de assistir com a turma, na casa de um deles. Ah, para “matar a saudade”, aqui vai a “sandália do dia”! Foi super divertido! Mulheres de um lado e homens do outro, jogando poker. Tá certo que tinham alguns ali mais interessados na novela do que no poker mesmo..haha.. Só quando acabou é que o carteado comeu solto. Depois dizem que novela é coisa de mulher. Sei! Domingo foi dia de roliçanca AGAIN! Voltamos ao TouJours Bistrô (lembram que já falei dele aqui?). Pois é, AMO esse  francesinho aqui em BSB. E, claaaaaaaaaaro, como seu muito imprevisível (só que ao contrário!), eu pedi o mesmo prato: filé au poivre com batatas gratinadas. Igualmente perfect. Volto a recomendar! De tarde aproveitei para ir com umas amigas conhecer a Casa Cor Brasília 2012. Gente, foi tãaaaaaaao divertido, tão inspirador. Acho que todo mundo deveria ir. Adorei vários ambientes e muitas peças. Selecionei alguns aqui embaixo. Já falei que amo arquitetura, decoração e design de interiores? Rs.Então é isso! Beijos e uma maravilhosa semana!

01
jan

Pra inspirar: ladrilhos e azulejos estampados!!

Dia desses, trocando ideias com uma frienda que acabou de se mudar para uma casa LYEEEEEEEEEEEEENDA de viver e, que, por isso mesmo, está toda empolgada com decoração, me veio a ideia de fazer esse post. Trata-se de uma paixão antiga, mas ainda “de molho” pelas circunstâncias..rs.

O fato é que eu AMO ladrilhos/azulejos estampados! Como disse para ela, ainda sem saber ou pesquisar para escrever por aqui, me remete à influênia portuguesa, porém mesclando o clássico com o jovial, alegre. Me passa um frescor, uma doçura, e, ao mesmo tempo, muita tradição. Quem me conhece sabe que não teria como eu não gostar.

Gosto da diversidade das misturas e do resultado que um mix’n match bem feito pode chegar. E não me limito a gostar deles nas cozinhas, varandas ou lavabos não. Aprecio os ladrilhos/azulejos em tudo! Salas, mesas, pisos, tetos, paredes em geral.. Gosto muito dos tons possíveis, da história  e do aconchego a que me remetem, além do visual cheio de bossa.

“A origem do ladrilho vem dos antigos mosaicos feitos pelos bizantinos para decorar pisos e paredes expressando a religiosidade através desta arte. Os primeiros ladrilhos chegaram ao Brasil vindos de Portugal, da França e da Bélgica. No final do século XIX, a arte da fabricação foi ensinada aos imigrantes italianos que moravam em São Paulo, onde surgiram as primeiras fábricas. Além de lindas, as peças são práticas se bem cuidadas. Elas podem receber restauração e apenas uma boa lixada é capaz de deixar as cores vivas de novo. Sempre indico para paredes, porque eles são mais grossos que a cerâmica, então para usar no chão a espessura entre um e outro deve ser levada em consideração.”

Para quem algum dia já ficou em dúvida, como yo, aí vai uma distinção, acompanhada de algumas (muitas!) inspirações para a casinha de vocês. Se não, pelo menos para a imaginação! Quando tiver a miiiinha casinha, do meeeeu jeitinho, ahhh, vocês vão ver muito disso por lá!:

LADRILHOS

E uma pequena placa de cerâmica, mármore, mosaico, etc., de vários formatos, utilizada para constituir um revestimento. São peças em geral quadradas ou retangulares, de cerâmica, de barro cozido ou de cimento, empregadas no revestimento de paredes ou de pavimentos.

AZULEJOS

O termo designa uma peça de cerâmica de pouca espessura, normalmente, quadrada, em que uma das faces é vidrada, resultado do cozimento de um revestimento normalmente denominado como esmalte, que se torna impermeável e brilhante.Ambos podem ser monocromáticos ou policromáticos, lisos ou em relevo.

DICA!!! Para quem não quiser quebrar paredes ou furar o piso, aqui vai uma ótima dica: empresas de adesivos decorativos como a Gecko têm lindos modelos de adesivos!

Imagens: Google images
Informações: Gorete Colaço