Fresca? Não! Bem criada.

Tag: edimburgo

29
ago

Afternoon tea – The Signet Library

A cultura no Reino Unido é extremamente rica em tradições. Cada lugar que visitamos ficamos encantados com a força dos costumes que se mantiveram preservados até os dias de hoje. Por onde passamos vimos música, culinária e tantas outras artes intactas através do tempo, nos lembrando de sempre voltar as origens. De todos os hábitos que convivemos ao longo desse mês na Escócia, sem sombra de dúvidas, um dos meus preferidos é o clássico afternoon tea, ou o chá da tarde.

Essa mania britânica surgiu por volta de 1662, quando a princesa portuguesa Catarina de Bragança, que se casaria com o rei Charles II, trouxe o costume para a Inglaterra. Mas foi apenas no século XIX, que tomar um chazinho durante o entardecer virou moda graças à duquesa de Bedford, Anna Maria Russell, que sentia fome entre o almoço e o jantar e então convidava seus amigos para uma boquinha no final da tarde.

Com tantos dias imersa nesse banho de tradições, eu não poderia deixar de vivenciar um legítimo afternoon tea! Por isso escolhi não só um, como dois lugares incríveis para desfrutar de um verdadeiro british time! O primeiro local eu te conto agorinha como foi, já o segundo é assunto pra outro post!

Em Edimburgo, um dos lugares mais tradicionais para se tomar chá é a The Signet Library, um prédio antigo onde funcionava o parlamento escocês. O salão principal, onde acontecem os afternoon teas, abrigava uma antiga biblioteca e por isso o cenário é por si só um evento. Livros e história por todos os lados!

O cantinho onde sentamos era bem intimista e rodeado de publicações antigas que definitivamente nos transportou para outras épocas! Uma dica valiosa na hora de reservar uma mesa, é pedir para sentar perto da janela com vista para a catedral de St. Giles!

Os chás acompanhados daquelas comidinhas super fofas, podem ser escolhidos em diferentes pacotes. Eu e Luciano optamos pelo tradicional, porém existem outras opções que incluem espumante ou gin. Mas todas elas oferecem chá a vontade, podendo experimentar diversos sabores!

Os petiscos, ou finger foods, que vêm junto ao chá, inicialmente parecem pequenos, porém no final nem conseguimos comer tudo. Os ingredientes são de primeira qualidade e tudo é servido tradicionalmente: comidas salgadas primeiro, doces e o famoso Fudge, doce tipicamente escocês.

Para quem está planejando visitar a Escócia, tirar um dia para o chá da tarde vale muito a pena! Na Signet Library você consegue fazer reservas tanto pelo site, quanto pessoalmente, que foi o nosso caso. Uma dica importante é reservar com antecedência já que o evento é bem disputado!

 

24
ago

Vídeo: Tour pelo meu apartamento na Escócia (Edimburgo)

No episódio de hoje eu mostro para vocês cada cantinho do apartamento que alugamos para morar um mês em Edimburgo, na Escócia!

Alugamos pelo Airbnb e esta é a quinta vez que alugo e tudo até aqui funcionou muitíssimo bem (sexta, na verdade, pois, neste momento, estou em outro apartamento em Londres – também Airbnb).

Vem ver que tá super legal!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!

22
ago

A moda escocesa e sua influência

É inevitável estar em um lugar diferente, diante de costumes que muitas vezes não são os nossos, e não ficar contemplando os hábitos das pessoas que vemos nas ruas. Nessa minha imersão na cultura escocesa não seria diferente. Por onde passo vejo lojas típicas com os famosos kilts nas vitrines e pessoas que carregam elementos gaélicos em sua vestimenta.

E boa curiosa que sou, decidi ir um pouco mais a fundo e pesquisar sobre a história da moda escocesa e de suas influências. Obviamente, vou compartilhar tudo isso com vocês por aqui! Vem comigo?Os kilts são saias tipicamente escocesas, pregueadas na parte de trás e transpassadas na parte da frente. Eles foram originalmente destinados aos homens guerreiros dos clãs das terras altas. Cada tartã (ou tartan, padrão quadriculado e xadrez) dessas vestimentas representa uma família específica, como os clãs Stewart, Fraser e tantos outros.

A tradição diante desse traje é tão forte, que se perpetuou ao longo dos séculos e inspirou não só o povo gaélico, mas também o universo da moda. A estampa xadrez é sem dúvidas uma das mais famosas do mundo e junto da estética da peça em questão, já foi tema de coleção de diversos estilistas.

A aparição mais icônica da influência escocesa na indústria fashion foram os looks vestidos por Alexander McQueen e Sarah Jessica Parker no tapete vermelho do também tradicional Baile do Metropolitan Museum of Art em 2006. Com a maestria do estilista, a dupla surgiu vestindo o tartã por cima de um vestido e de um smoking, quando o tema da festa era a tradição e a transgressão britânica na moda.

Nas passarelas um dos desfiles mais memoráveis em que o xadrez escocês imperou, foi a temporada de inverno 2013 da marca italiana Moschino. A estampa aparece em terninhos, blazers, conjuntos e vestidos, acompanhada de outras referências da cultura britânica, como os uniformes dos guardas reais ingleses.

Por fim e um pouco mais perto de nós, Glória Coelho já vem flertando com a cultura escocesa desde os anos 90. Declaradamente fã do universo gaélico, a estilista apresentou sua coleção pre-fall de 2016 mergulhando em ícones da Escócia como trajes de guerra medievais, aquela bolsinha que se usa na frente dos kilts e os próprios tartãs em uma releitura através de sua famosa alfaiataria futurista.