fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: estilo

21
mar

Cropped way of life!

Cada nome que arrumam, né!? Cropped, que em bom português significa “comprimento encurtado”, representa os tops curtos que caíram no gosto das celebrities internacionais e, agora, é a grande promessa entre as brasileiras. A peça consiste em uma blusa curtinha que deixa a barriga à mostra, normalmente usada com roupas de cintura alta sem evidenciar o umbigo.

A maratona dos últimos desfiles mundo afora tirou do fundo do baú esse hit polêmico que nos anos 90 foi usado por milhares de mulheres. O top foi visto como proposta nas passarelas de grifes internacionais, pontuando as coleções de Dolce & Gabbana, Prada, Emilio Pucci, Viktor e Rolf, Rebecca Minkoff. Rendas, transparências, aplicações de pedrarias e bordados reforçam o sex appeal do item “tem-que-ter” dos dias mais quentes e, até, sabendo usar, dos dias mais frios também!!

Entre as musas internacionais que são adeptas do cropped way of life estão: Diane Kruger, Margherita Missoni, Alexa Chung e Gwyneth Paltrow. No Brasil, a pioneira a desfilar por aí com a peça hot foi a apresentadora Sabrina Sato. Hoje as blogueiras estampas posts, mais posts por aí com suas produções. A Thássia, até o momento, vem reinando.

Para aderir é preciso cuidado: a dica é não deixar o umbigo aparente. A verdade, o charme mesmo consiste em mostrar apenas o estômago, o que se chama de “parte magra da barriga”. Por isso, vale abusar da cintura alta, como calças, shorts ou saias que deixam apenas uma pequena faixa de pele descoberta. Frisando que a ideia não é sair com a barriga totalmente de fora. Isto é completamente OVER!!Outra opção para não derrapar é brincar com os volumes, balanceando peças amplas com outras de silhueta ajustada. Desse jeito a produção não fica justa demais e nem larga em excesso.

DICAS:

– Peças de cintura alta, seja calças, shorts ou saias. Eles complementam o ar cool do visual;
– Conjuntos: o cropped e a parte de baixo da mesma estampa. É uma das propostas quentes da temporada;
– O top cai melhor em quem tem seios menores. A dica é abusar das blusas mais larguinhas e estampadas para dar um pouco mais de volume na região;
– Mulheres com shape longilíneo podem investir sem medo. O cropped top se ajusta melhor em quem está com a boa forma em dia.

Cuidado:
– Quem possui busto grande, o ideal é escolher o croppedque seja mais ajustado. Desta forma, não criam volume excessivo na região;
– As Cropped Tops não são indicados para usar em locais de trabalho, apenas em lugares informais e casuais. A peça tem um apelo muito sexy, o que compromete por inteiro um look que exige seriedade;
– O mais importante de tudo:o umbigo não deve ficar de fora e sim apenas uma faixa da barriga.

Eu AMO essa moda! Acho lindíssima, claro, se com bom senso. Uma faixinha bem fininha com uma peça de cintura alta, além de alongar, mostra sem mostrar, sabe como? Já postei sobre isso aqui, há mais de um ano e, pelo visto, agora está vindo com tudo! Sei, porém, que esta modinha não é nada democrática, nem popular. Então me contem: o que acham??

Celebridades Blogueiras
Street Syle

Desfiles
Nas ruas Fonte: Pure Trend Imagens: Google

15
fev

Look do dia

Que eu adoro uma misturinha, isso vocês já sabem, né!? Se tenho a oportunidade, não perco a chance! Então tratei de misturar duas peças que adoro, e que já moram no meu armário há algum tempo. Trata-se de um composé que acho que poderia até já chamar de clássico: floral + listras. É certo também que a listra horizontal, bem como o floral amplo e muito colorido, podem gerar uma ilusão de uma proporção maior do que realmente é. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados.

O primeiro é conhecer o seu próprio tipo físico e saber até onde se pode ir, ou melhor, até onde SE QUER IR! Sabendo disso, com esta consciência, as coisas ficam mais esclarecidas. Um truque é utilizar o blazer que, com sua abertura frontal, faz o efeito da linha vertical no centro, que cumpre o papel de alongar e afinar a silhueta. Embaixo, não queria mais muita informação, pois a parte superior já fala por si. Então, o short jeans funcionou como uma peça neutra, associado ao scarpin nude que evita novo “corte” da silhueta.

Dito tudo isto, o que quero dizer é que o conhecimento das técnicas de consultoria de estilo/imagem ajuda, e muito! Tanto a corrigir desproporções, quanto a se destacar as qualidades. Mas também sou extremamente a favor de uma moda livre, de satisfação pessoal e de bom senso. Sem muita regra, mas com um bom olhar em frente ao espelho, dá pra ficar muito linda e adequada/correta!

Créditos das fotos: Lucinha Machado Fotografia (@lucinha_fotografia  lucinhamachado.fotografia@gmail.com).
02_AnitaBemCriada-9402_AnitaBemCriada-9002_AnitaBemCriada-9502_AnitaBemCriada-9702_AnitaBemCriada-9202_AnitaBemCriada-8302_AnitaBemCriada-10502_AnitaBemCriada-11302_AnitaBemCriada-8702_AnitaBemCriada-11202_AnitaBemCriada-11902_AnitaBemCriada-116Blazer floral: Riachuelo; short jeans: Renner; malha listrada: Zara; óculos: B. Terner; scarpin nude: Schutz; bolsa: Mercado Loja; relógio: Fendi; batom: Vegas Volt, MAC

Obs.: Vou tirar uns diazinhos para descansar neste feriadinho, então no início da semana que vem estou de volta com muuuuuitas coisas novas e muuuuitos looks! Bom semana pra vocês!

04
fev

Look da Anita

Oioioi.. aqui vai o look do dia usado no niver. As fotos foram tiradas meio às pressas porque as convidadas já tinham começado a chegar. Mas tá valendo, né. Não tem muito segredo: o look foi composto desse vestido que amei muito, juntamente com o scarpin vermelho. No dia em que comprei a roupa, experimentei a produção com uma sandália vermelha da loja. Pra quê! Encasquetei e não quis outra. Tentei levar aquela mesmo, mas só tinha n.º 36 (calço 35). Mas quando a gente encasqueta, não tem jeito né.. Quando achei esse scarpin, sabia que ele seria meu e casaria direitinho com o que eu queria. Não usei bolsa, pois estava em casa e não faz sentido fazer tipinho só pra tirar a foto, néam!? #pessoasreaisvivendovidasreais
IMG_2444IMG_2446IMG_2447Vestido: Le Lis Blanc; scarpin: Schutz; batom: Lady Danger, MAC.

17
set

Look da Anita

Oiiii! Segue o look do dia usado para um dos dias do curso de Consultoria de Estilo. No sábado o curso começou pela manhã e, apesar de ter amanhecido um dia super ensolarado, o dia anterior foi frio e extremamente chuvoso. Aí já viu, né.. Mineiro, desconfiado que só.. Então, apesar do calor, e por isto a sainha e camisas mais frescas, decidi jogar a malha branca por cima, até para dar um “efeito” interessante na produção. Se precisasse, ela estava ali (de fato precisou, mas foi para cobrir as pernas, em razão do bendito ar condicionado..rs).

Aí, portanto, tem o look, praticamente em três versões. A camisa com a malha amarrada nas costas, que confere um efeito super moderninho à produção; a camisa com a malha por cima, fazendo esse composé que amo, aparecendo só o barradinho da camisa; e só a camisa com a saia. O conjunto funcionou bem, né?! P.S.: As fotos tiveram que ser de espelho dessa vez, sorry! Mas tentei tirar um maior número, para dar pra ter uma boa noção.
foto (4)fotofoto (1)foto (2)foto (6)Saia branca: Siberian; camisa de caveirinha azul e preta e malha branca: Lojas Renner; sapatilha: Ferrucci; relógio: Swatch; pusleiras: Feira Hippie (BH); bolsa: Verrrrrrrrrrrrrsace; batom: Pink Nouveau, MAC

10
ago

O que vem por aí: slip dress

O slip dress é inspirado nas clássicas camisolas de seda que existem desde 1500 e bolinha e, que, mais recentemente, especificamente nos anos 90, virou febre entre celebridades da estirpe de Lady Di e Kate Moss. Com seu tecido molinho, de alças finas e muitas vezes arrematados por lindas rendas, esse estilo de vestido promete ser febre para o verão 2014. Depois que ressurgiu nas passarelas da Louis Vouitton, o assunto caiu no gosto dos fashionistas novamente.
1O slip dress tem uma modelagem bem fluida e confortável, além de ser bastante sensual. Lembra muito as antigas “combinações”, muito usadas por nossas mães, avós e bisavós (lembram disso?). Pode ser combinada com outros acessórios, dos mais delicados, aos mais pesados, neste último caso, para conseguir um efeito modernoso ao look. Nas passarelas mesmo viu-se casacos de couro, blazers, coletes, coturnos, tons e texturas contrastantes à aparência de lingerie. Por outro lado, viu-se também produções extremamente graciosas, delicadas e elegantes.
121311

gA Victoria Beckham, badaladíssima, e agora também estilista, estampou a capa da Vogue Australia com um modelo lindíssimo.
Vic AustraliaVic1Outras celebs também já trataram de aderir. E não só elas! Nas ruas já se tem visto muito o retorno das antigas “combinações” fazendo parte dos looks por aí.
211819141716

Imagens: Google