fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: semana de moda

26
out

Destaques da 46ª São Paulo Fashion Week

A 46ª edição da São Paulo Fashion Week aconteceu essa semana e chegou trazendo mudanças no 23º ano do evento. A começar pelo espaço físico, a programação desligou-se do pavilhão da bienal no Parque Ibirapuera e agora se hospeda no espaço ARCA, localizado na zona oeste da cidade.

Provocar esse deslocamento se deu no intuito de aproveitar e utilizar novos espaços artísticos de São Paulo, “ Desde o início destacamos que estávamos iniciando um projeto de 30 anos. Agora estamos em mais uma etapa deste processo, novamente com  a criatividade em diferentes níveis, em novos espaços. O Farol é o ponto de partida dessa edição que chega até o outro lado da cidade num antigo galpão industrial na Vila Leopoldina. É a vontade de expandir fronteiras e ir além, ressignificar espaços a partir da criatividade alinhado à vocação de São Paulo para as novas economias, integrando e conectando a cidade com os grandes centros de inovação do mundo,” destaca Paulo Borges, idealizador e diretor criativo do SPFW.

Dentre as marcas que desfilam nessa temporada Glória Coelho, Lino Vila Ventura e Amir Slama encabeçam o time dos veteranos, enquanto marcas como Mipinta e Ão trazem o frescor dos novos talentos.

Como destaque nessa edição tivemos desfiles como o do estilista mineiro Ronaldo Fraga, que levou à passarela um banquete para o público, a marca também mineira LED com sua coleção arretada em homenagem ao povo e a luta nordestina e a sensibilidade diversa da marca Beira, que cria peças baseadas em funcionalidade.

 

 

Ronaldo Fraga – SPFW N46 – foto: Ze Takahashi
Ronaldo Fraga – SPFW N46 – foto: Ze Takahashi

Led – Top 5 – SPFW N46 – foto: Ze Takahashi
Led – Top 5 – SPFW N46 – foto: Ze Takahashi
Led – Top 5 – SPFW N46 – foto: Ze Takahashi
Beira – foto: Ze Takahashi
Beira – foto: Ze Takahashi
Beira – foto: Ze Takahashi
03
out

Paris Fashion Week, verão 2019 – O que teve?

A Paris Fashion Week simboliza o grand finale das semanas de moda na gringa. Pela cidade luz passam marcas como Gucci, Valentino, Dior e Saint Laurent, o que nos faz afirmar que é o momento mais aguardado do calendário fashion anual.

Por lá também circulam e se difundem as mais badaladas tendências que rapidamente chegam ao Brasil. Então no post de hoje, finalizamos a cobertura das semanas de moda e apontamos os maiores destaques em termos de comportamento!

Para começar, alguns desfiles surgiram trazendo contraponto entre itens semelhantes: enquanto a Gucci apostou na mistura de bolsas e mochilas, tudo ao mesmo tempo, Jacquemus ressaltou o acessório alternando entre minibags e megabags.

E já que estamos falando de verão, uma estação que sugere um clima mais leve e com mais frescor, as peças fluidas aparecem de forma intensa no desfile da Valentino, com um charme a mais que são as plumas, tanto nos sapatos, quanto nas terminações de algumas peças!

E se tem algo que é a cara do verão são as estampas! Com cores, detalhes e vida, elas iluminam o look da estação e garantem uma bossa a estação!

Nessa temporada vimos padronagens como animal print e floral, clássicos de sempre, mas o hit da vez são as estampas tipo lenço, aquelas que vêm em tecidos mais finos como crepe e seda e garantem um toque de elegância à produção! A estilista Marine Serre usou e abusou desses desenhos em sua nova coleção.

 

Um dos desfiles mais aguardados de Paris foi o da marca Celine. Com a estreia do estilista Hedi Silmane, que já passou pela Dior Homme e pela Saint Laurent, grandes expectativas foram depositadas nessa novo momento do designer.

Mas de novo, a apresentação não teve muita coisa. Com sua estética extremamente marcante e que faz referência ao estilo hipster do inicio dos anos 2000, Hedi apresentou looks muito semelhantes aos de sua passagem na marca do imortal Yves Saint Laurent e ignorou o estilo sofisticado e moderno criado por Phoebe Philo nos últimos dez anos de Celine, o que chocou a crítica e grande parte do público.

 

28
set

Nova York Fashion Week, verão 2019 – o que teve?

Estamos no final de setembro e com isso temos o encerramento das principais semanas de moda do mundo. A temporada de verão 2019 tem seu término em Paris e começou em Nova York com desfiles arrebatadores.

Assim, iniciamos hoje uma série de três posts com um balanço geral e destaques em termos de tendência e também os melhores e mais comentados fashion shows das principais cidades, vamos lá?

Começando por Nova York, tivemos a confirmação da volta do animal print às ruas, marcas como Calvin Klein apostaram na estampa clássica com uma pegada bem anos 2000, em tecidos fluidos e cintura baixa.

 

O preto sempre foi a opção imediata quando se pensava em básico, mas seu oposto, o branco chegou na semana de moda de Nova York provando que pode ser uma opção coringa pra lá de elegante. Várias marcas como Pyer Moss, Sies Marjan e Tory Burch apostaram na claridão como cargo chefe de suas coleções.

 

Em contraponto a toda essa sobriedade, a cartela de cor hit dos anos 2000 faz o seu retorno triunfal às passarelas e promete esquentar esse verão. Os tons em neon já são febre e voltam como aquela tendência que odiamos amar. Marcas como Prabal Gurung e Moschino já aderiram ao hit.

 

Se tem uma tendência ou estilo que sempre vai e volta em diversas temporadas é o punk. Cada momento em uma releitura pertinente, a ideologia que deu origem à moda no final dos anos 70 se faz imortal nas passarelas. Com referências do tradicional xadrez e patchs coladas em jaquetas, a Moschino brincou com a temática dando a ela sua tão marcada irreverência.

 

Por fim e não menos importante, a cantora Rihanna, que já havia estreado no universo da moda há algum tempo, lançou no início do ano sua linha de lingerie intitulada Savage x Fanty. Na coleção peças sensuais e práticas que abrangem uma ampla grade de tamanhos e que esgotou em menos de dois dias pelo site.

Encerrando a semana de moda de Nova York, a artista e empresária parou a internet com seu desfile cheio de representatividade, mulheres gordas, negras e grávidas, provando que se sentir sexy é muito mais sobre sua relação com o próprio corpo, do que atender a padrões midiáticos.

09
abr

Look da Anita – Dia 03 Minas Trend

E para fechar os dias de desfile, o meu look escolhido, é claro, foi mais uma vez BOW Store, porque sim, amo, sim, me representa e, sim, quero tudo, absolutamente tudo do que fazem!

Na produção, flare em veludo molhado e tule, compondo com a bata em veludo e crepe. Peças extremamente atuais, num look interessante e, por mais óbvio que pudesse ser, é nada óbvio (conseguiram me entender??..rsrss)

Fotografia: Guilherme Barros @g.barros Look todo: Bow Store; carteira; Iódice; acessórios: Cláudia MarisGuia Bijoux; make: Mateus Costa; sandália: Luiza Barcelos

Aqui, parte da equipe sendo clicada pelo Guilherme (nos divertimos ou não?)E o grand finale da Bob Store, um dos desfiles da quarta, o último dia de desfiles!

06
abr

Look da Anita – Dia 2 Minas Trend

Seguindo a linha do último look da Anita, a alfaiataria segue me encantada e me inspirando. Mas hoje, diferentemente do look anterior, eu consigo mostrar como a alfaiataria também pode ser feminina e delicada.

Aqui, um blazer vestido com recorte assimétrico feito no rosé o que, por si só, já deixa a produção bem linda e feminina. Pra jogar um pouco com esta delicadeza, eu contrapus com a sandália em modelo mais pesado e menos óbvia. E este foi o resultado.

Fotografia: Guilherme Barros @g.barross Look e bolsa: Bow Store; sandália: Schutz; Beleza (make e hair): Claudinha Goulart