Fresca? Não! Bem criada.

Tag: @tens_razao

07
dez

Planeje-se em 2019 – onde comprar planners e agendas

O momento de transição entre o final de um ano e o inicio de outro sempre nos proporciona um período de reflexão e por consequência desejo de transformar e colocar em prática planos que ficaram engavetados.

E para que seja possível materializar determinadas metas, organização é a palavra de ordem! Agendas, planners, calendários e listas são fortes aliados nesse processo e como aficionada por papelaria que sou, resolvi reunir nesse post as melhores opções de onde comprar esses produtos! Bora se organizar?

 

1 – Papel Craft

A Papel Craft é uma das grandes referências de papelaria no mercado nacional. Com estampas autorais, todos os produtos da marca são coloridos e repletos de auto astral.

No site é possível encontrar opções variadas como agendas semanais, calendários e planner diário.

www.papelcraft.com.br

 

2 – A.Craft

A marca A.Craft é daquelas que você fica horas passeando no site, de tanta opção e tanta lindeza. Dentre cadernos e washi tapes, o produto que faz mais sucesso é o planner customizável, no qual você compra a capa de um material mais durável e monta o miolo com vários caderninhos que possuem funções variadas como agenda semanal, plano alimentar e caderno de anotações.

Além disso, é possível acrescentar no combo adesivos, marcadores e porta canetas. Todos com estampas e cores pra lá de fofas!

www.acraft.com.br

 

3 – La Papeterie

Para quem precisa daquela palavra de força durante os dias do ano, a La Papeterie tem a opção certa de agenda. O planner 2019 vem estampando palavras como coragem e leveza e em seu recheio frases que ajudam a gente a dar aquele respiro durante o dia!

www.lapapeterie.com.br

 

 

4 – Flor de Mim

E para florescer a rotina os planners da Flor de Mim vêm cheios de cores, estampas autorais e muitas estratégias de organização. Além de agendas e produtos de papelaria a marca desenvolve cursos e dá dicas nas redes sociais de como formular uma rotina de acordo com suas demandas.

www.flordemim.com

 

Adquirir uma nova agenda, novos caderninhos e riscar listas são coisas que sempre dão um gás a mais na hora de planejar o ano. Com tantas opções para compra online, a desculpa de uma vida bagunçada quase que acabam. E você, como vai se organizar em 2019?

 

*Dica bônus

Para quem eventualmente for dar um rolê por Buenos Aires, vale super a pena conhecer a papelaria Monoblock. Por lá você vai encontrar estampas autorais super irreverentes e cheias de referências à cultura pop como Frida Kahlo, David Bowie e Sex and The City.

linktr.ee/monoblock

 

Elisa Santiago é formada em Design de Moda e se considera uma eterna amante das ruas, das artes e da papelaria rs. Acredita na roupa como elemento de fala e empoderamento. É quem está por trás do @tens_razão.

09
maio

MET Gala 2018 – Tudo sobre o baile!

Nessa segunda-feira, dia 7 de maio, aconteceu o evento mais importante do mundo da moda: o tão falado Baile do Metropolitan Museum of Art de Nova York, conhecido também como MET Gala!

Mas pra quem tá se perguntando que baile é esse e o por que da importância do evento, vamos voltar alguns anos e entender a história por trás da magnitude desse dia.

O Metropolitan Museum of Art é um dos museus mais visitados do mundo e possui mais de 150 anos de história. Dentre todo seu acervo, existe um departamento exclusivo para a moda, criado em 1936 e que hoje possui mais de 35 mil peças que contam a história do vestuário desde o século XVIII.

Ao contrário dos institutos semelhantes ao redor do mundo, o Costume Institute é um órgão independente e por isso se apoia em ações para angariar fundos. Daí vem a ideia brilhante de promover um baile para a alta sociedade, incentivando esses a fazerem doações para o museu, dando continuidade a curadoria e as pesquisas.

Exposição sobre a estilista Rei Kawakubo em 2017

No ano de 1973 a famosa editora de moda Diana Vreeland se tornou consultora especial no departamento e então assumiu o comando para criar estratégias a fim de arrecadar capital para o setor. Dessa forma, ela elevou o MET Ball e fez com que o evento se tornasse ponto certo para os grandes nomes da arte e da sociedade. Mas apenas nos anos 90, quando a editora-chefe da revista Vogue, Anna Wintour passou a integrar o conselho do instituto, é que a lista de convidados agregou nomes influentes de todas as áreas.

E hoje, há exatos vinte anos ocupando o cargo, ela ainda é quem cuida dos mínimos detalhes para que o evento seja sempre impecável. Desde a lista VIP, até quem vai sentar em qual mesa, passando pelos artistas que vão se apresentar e pela ordem em que cada celebridade passará pelo tapete vermelho, tudo é construído e aprovado pelo olhar da exigente editora.

A editora-chefe da revista Vogue, Anna Wintour e sua filha.

O baile do MET faz parte do imaginário popular há anos, pois é no evento em que vemos os looks mais conceituais, sempre celebrando moda como arte e cultura. E para elevar ainda mais a criatividade dos convidados e das marcas, existem temáticas que protagonizam a festa, que são anunciadas com muita antecedência para que todos consigam preparar as produções sempre muito elaboradas.

O tema de cada ano diz não só sobre o dress code do baile, mas é também o foco da exposição anual que o museu apresenta e que é aberta ao público dias depois da grande inauguração. Estilistas como Alexander McQueen, Rei Kawakubo e  Miuccia Prada já foram homenageados e temas sempre contemporâneos como tecnologia e a relação da China com a moda, foram abordados na curadoria.

No ano de 2018 a exposição foi intitulada como “Corpos Celestes – Moda e a imaginação católica”, na qual será celebrada a relação entre o vestuário e o catolicismo. Para abrilhantar ainda mais o acervo exposto, o Vaticano cedeu algumas de suas peças icônicas que ficarão em uma ala especial do museu. Junto desses trajes, criações de grandes estilistas e alguns dos looks usados pelas celebridades durante a festa também ficarão disponíveis para a contemplação do público.

Exposição Corpos Celestiais – Moda e a imaginação católica.

O baile desse ano, que contou com uma apresentação cheia de referências da rainha Madonna, foi considerado o maior desde a criação do evento. No tapete vermelho passaram looks marcantes como o da Rihanna de Maison Margiela, Lana Del Rey, Jared Letto e o estilista Alessandro Michele de Gucci, Francis Mc Dormand de Valentino, Sarah Jessica Parker de Dolce and Gabanna e a rapper Cardi B de Jeremy Scott. 

O grande motivo que faz o MET Ball ser o evento de moda mais prestigiado no mundo, é exatamente a liberdade em que os estilistas e artistas possuem para criar seus looks , questionar, discutir, protestar e despertar o interesse do público por temas tão pertinentes. Celebridades que acabam não se adequando muito a temática, como as modelos Gisele Bündchen e Kendall Jenner, acabam ofuscadas por personalidades como a atriz Lena Waithe que carregou consigo a bandeira do movimento LGBTQ e a cantora Katy Perry que vestiu asas angelicais enormes.

Madonna de Jean Paul Gaultier

Rihanna de Maison Margiela

Alessandro Michele, Lana Del Rey e Jared Leto de Gucci

Francis Mc Dormand de Valentino

Sarah Jessica Parker de Dolce&Gabanna

Cardi B de Jeremy Scott

Gisele Bundchen de Versace

Kendall Jenner de Virgil Abloh

Lena Waithe de Carolina Herrera

Katy Perry de Versace

Mas apesar de toda a produção realizada em proporções bíblicas, poucas foram as celebridades que fugiram do óbvio. No tapete vermelho vimos muito ouro, muitas referências medievais, muitas figuras angelicais e muitos elementos do catolicismo. Tudo isso resultou em uma visão claramente histórica, mas também antiquada do tema.

Numa noite em que celebramos tendências e temáticas contemporâneas, faltou quem falasse de religião sob uma ótica que não fosse a do poder. Afinal, o imaginário passa não só pelos grandes Papas e santos, mas também pelos oprimidos e pelo sincretismo religioso. O destaque da noite vai para a atriz Zendaya, que em um look cheio de referências e pesquisa, homenageou a figura a frente do tempo que foi a santa Joana D’arc.

Zendaya de Versace

Elisa Santiago é Designer de Moda, Stylist e uma eterna amante das ruas e das artes. Acredita na roupa como elemento de fala e empoderamento. É quem está por trás do @tens_razão.