Fresca? Não! Bem criada.

Tag: travel

18
jun

A caminho do VidCon, na Califórnia! Mas afinal, o que é o VidCon?

Se existe algo que me move diariamente é a paixão por viajar! Descobrir novos lugares e vivenciar o desconhecido para mim, é sem sombra de dúvidas, uma das melhores atividades!

Dessa vez, o meu destino tem ainda mais nuances aventureiras, afinal estou indo viajar completamente sozinha!

E para quem ainda não sabe ou não viu o vídeo em que eu conto tudo sobre o meu próximo destino, na Califórnia! Mais especificamente, num primeiro momento, na cidade de Anahein!

Mas essa viagem não será apenas para fins turísticos não. Nesta cidadezinha ficarei alguns dias me dedicando aos estudos através da Vidcon, a maior conferência de vídeos online do mundo!

A minha vontade de participar desse evento já é antiga e nessa temporada consegui finalmente me organizar para estar nos Estados Unidos curtindo e aproveitando cada minuto dessa oportunidade!

Organizado pelos irmãos Hank e John Green (sim, o autor de A Culpa É das Estrelas), do canal Vlogbrother, a Vidcon teve sua primeira edição em 2010 recebendo 1,4 mil pessoas e focada em vlogers, com poucas palestras sobre o universo online.

Anos depois, o público estimado passou dos 25 mil, com estrelas da internet, fãs e empresas. O boom é reflexo da importância que a indústria de vídeos ganhou nos últimos tempos, levando em conta as principais plataformas, como YouTube e Vine.

Durante três dias, o Centro de Convenções de Anaheim receberá palestras, talks e atividades ligadas ao universo do conteúdo online e contará com a presença de youtubers e personalidades importantes dentro da área.

Para fazer parte desse evento tão grandioso basta comprar ingressos que são divididos pelos seguintes segmentos:

Community: para fãs e que proporciona acesso ao Meet&Greet com youtubers;

Creator: para produtores de conteúdo;

Industry: para empresas do setor

E como já disse algumas vezes, meu canal no Youtube tem sido minha menina dos olhos e a intenção é que possamos crescer cada vez mais, trazendo sempre conteúdos pertinentes e úteis para todos vocês!

Por isso, vivenciar a experiência do Vidcon será um sonho realizado, mas também o momento de escutar, trocar, estudar e aprimorar ainda mais as idéias e técnicas enquanto produtora de conteúdo.

Ao final dos dias de evento venho aqui novamente para contar detalhes e registras as minhas impressões! E para quem quiser acompanhar de perto essa aventura, basta ficar ligado nos meus stories do Instagram (@anitabemcriada)!

Vidcon, aí vou eu!!

11
jun

Filmes sobre a Califórnia

Como muitos sabem, recentemente anunciei meu próximo destino dos sonhos: a Califórnia!
Por lá fico alguns dias dos meses de junho e julho e aproveito para me dedicar aos estudos, conhecer lugares novos e também me aventurar, já que dessa vez viajo completamente sozinha!

Enquanto o dia de subir no avião não chega, fico por aqui coletando inspirações e animada para desvendar cada canto dos lugares que passarei!

Uma excelente maneira de introduzir a vibe dessa viagem é através dos filmes, neles conhecemos histórias que têm o meu lugar de destino como palco e assim consigo me enxergar lá e me empolgar ainda mais para esse momento!

Portanto, no post de hoje trago algumas dicas imperdíveis de filmes que se passam na Califórnia!

 

1 – Milk

Milk conta a história de Harvey Milk, o primeiro homem declaradamente homossexual a ocupar um cargo político nos EUA, na Califórnia. O filme mostra a trajetória do ativista até chegar à posição de Supervisor da Cidade de São Francisco, cargo de grande importância na década de 70, e sua luta por oportunidades, direitos iguais e o fim da discriminação sexual.

 

2 – Sideways 

Vinho e comida boa nas vinícolas da Califórnia. Miles Raymond (Paul Giamatti) ama vinhos e dá de presente de despedida de solteiro ao seu amigo  Jack (Thomas Haden Church)  uma viagem pelas vinícolas do Vale de Santa Inez, em Santa Bárbara, na Califórnia, de Lompoc a Los Olivos. Eles se envolvem com duas mulheres e tudo acaba mudando na vida dessa dupla.

 

3 – Diário da Princesa

Filme de estreia nos cinemas da atriz Anne Hathaway, o Diário da Princesa retrata a história de uma garota de 15 anos que vive com a mãe na Califórnia e descobre que na verdade é herdeira de um trono de um pequeno país europeu. A avó, que é a rainha, vem em sua busca para que a neta ocupe o trono. Em meio às aulas de etiqueta e aprendendo ainda em como se portar como princesa, Mia precisa decidir se é realmente este o destino que pretende para si mesma.

 

4 – O amor não tira férias

Iris Simpkins (Kate Winslet) escreve uma coluna sobre casamento bastante conhecida no Daily Telegraph, de Londres. Bem longe dali, em Los Angeles, está Amanda Woods (Cameron Diaz), dona de uma próspera produtora especializada em trailers de filmes. Após desilusões amorosas, as duas se encontram num site que promove intercâmbio de casas. Logo a mudança trará reflexos na vida amorosa de ambas – Iris conhece Miles (Jack Black), um compositor de trilhas para cinema que trabalha com Ethan, e Amanda se envolve com Graham (Jude Law), irmão de Iris.

 

5 – Uma linda mulher

Durante uma viagem de negócios a Los Angeles, Edward (Richar Gere), um executivo que compra e fragmenta empresas para vendê-las, encontra a prostituta Vivian (Julia Roberts). Edward a contrata para ficar com ele durante uma semana a fim de acompanhá-lo nos jantares de negócios. Os dois se aproximam e descobrem que há vários obstáculos para serem superados até que possam unir seus mundos tão diferentes.

 

6 – As patricinhas de Beverly Hills

Superficial, rica e socialmente bem-sucedida, Cher é a garota mais popular de sua escola, em Beverly Hills. Ela decide fazer boas ações e começa bancando o cupido para dois professores do colégio que, eventualmente, começam a namorar. Empolgada com o resultado, Cher resolve fazer uma transformação em uma nova estudante um pouco cafona. Mas quando a amiga se torna mais popular do que ela, a menina rica fica decepcionada.

 

7 – La la land

O pianista Sebastian conhece a atriz Mia, e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva Los Angeles, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo, enquanto perseguem fama e sucesso.

07
jun

Vídeo: Minha primeira viagem SOZINHA – Tudo sobre meu próximo destino!

Chegou a hora de compartilhar com vocês TUDO SOBRE O MEU PRÓXIMO DESTINO! E mais! Vai ser a minha primeira vez viajando sozinha! Vem entender como vai ser isso!!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!

 

05
jun

Vídeo: Eternamente de férias? Como consigo viajar tanto?

Querem saber como consigo VIAJAR TANTO, mesmo sendo servidora pública? No vídeo de hoje eu falo como funcionam as férias, as licenças, os afastamentos e tudo mais no serviço público. Vem ver!!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!

25
maio

Kauai – o paraíso na terra!

A mais antiga das ilhas havaianas, Kauai merece o título de paraíso na terra. Uma das nossas preferidas, sobretudo pela natureza selvagem e intocada, Kauai surpreende, emociona, faz suspirar. E muito. Prepare-se para ter aventuras ao ar livre inesquecíveis em meio a paisagens deslumbrantes.

Quer descobrir as riquezas desse refúgio natural? Fizemos uma lista com as principais atrações divididas por região. Confira!

 

Norte da ilha (North Shore)

1 – Kilauea Lighthouse 

O farol de Kilauea é um verdadeiro tesouro histórico que foi construído por volta de 1900 para ajudar os marinheiros a atracarem na praia. Atualmente, o local onde está o farol foi transformado em Refúgio Nacional de Vida Selvagem, no ano de 1985, a fim de proteger as aves marinhas que estão sempre por lá. Justamente por isso, o local é bastante procurado não apenas por turistas, mas também por observadores de pássaros.

A vista que se tem do Kilauea para o Pacífico é maravilhosa. Além disso, as trilhas são asfaltadas, o que torna esse passeio ideal para todas as idades.

O farol de Kilauea e o parque estão abertos de terça a sábado das 10:00 da manhã às 4:00 da tarde, fechados nos domingos e segundas-feiras e nos feriados federais. A entrada é de 5 dólares por pessoa. Menores de 16 anos não pagam.

 

2 – Princiville

Próximo a Kilauea está Princeville, uma região famosa por seus condomínios e resorts de luxo, a exemplo do fabuloso St. Regis. Para quem tem bala na agulha,  hospedar-se em um cinco estrelas por lá não soa mal.

Essa, embora muito tentadora, não foi nossa opção. Escolhemos um hotel mais intimista, localizado no sul da ilha, sobre o qual falarei ao final.

 

3 – Hanalei

Também em North Shore, vale a pena fazer uma paradinha na pequena e charmosa Hanalei, que já foi eleita a praia mais bonita dos Estados Unidos. Nessa praia, a lenda local Bruce Irons, e seu irmão, o falecido Andy Irons, aprenderam a surfar.

Ao voltar da praia, uma boa pedida é passar no centrinho comercial de Hanalei, onde há restaurantes e lojinhas. Aproveite para fazer um lanche e experimentar uma cerveja local no badaladinho Kalypso. No cardápio, há opções que vão de peixe cru, inclusive o famoso poke bowl, a sanduíches bem americanos.

4 – Haena Beach e Ke’e Beach.

Bem próximas de Hanalei, estão Haena Beach e Ke’e Beach. Se não tiver tempo sobrando e precisar escolher entre as duas, fique com a segunda.

A praia de Ke’e está localizada no final da estrada, é o ponto mais distante que você pode dirigir na costa norte. Protegida por um recife, é considerada um lugar seguro para nadar. Em Ke’e Beach, aliás, começa a Napali Coast e a trilha de Kalalau, que leva a Hanakapiai e Kalalau Beach. O estacionamento na praia é limitado e é aconselhável  parar o carro um pouquinho antes, em um estacionamento de terra.

A trilha de Kalalau começa na Kee Beach e segue pelos penhascos de Napali Coast. Os primeiros 3 quilômetros, de um total de 18  podem, ser feitos por qualquer pessoa, mas a partir dessa distância é preciso pagar uma taxa e ter autorização. Como a trilha é longa, as pessoas costumam levar de dois a três dias para completá-la. Ou seja, você vai precisar de tempo e disposição. A gente não encarou! Quem sabe numa próxima?

 

Oeste da ilha (West Side)

1 – Napali Coast

A deslumbrante Napali Coast pode ser conhecida de três formas: pela trilha de Kalalau, de barco e de helicóptero. Não há estradas na Napali, então de carro não rola. E essa falta de acesso a carros torna Napali ainda mais enigmática.

Escolhemos fazer os passeios de barco e de helicóptero. Os dois são fantásticos e fica muito difícil dizer qual é o que mais compensa, pois são formas diferentes de aproveitar. O passeio de barco é mais calmo, tranquilo e demorado, já que leva a tarde toda. De barco, você consegue ver Napali de dentro do mar e a vista é absurdamente maravilhosa. Já o passeio de helicóptero é rápido, leva aproximadamente uma hora, mas você consegue ver Napali de cima. Ou seja, tem coisas que você só consegue ver do ar e outras da água. Recomendo fortemente fazer os dois passeios.

Nós fizemos o passeio de barco com a Kauai Sea Tours. Ver Napali de barco é como navegar no paraíso. Como o passeio leva a tarde toda, você consegue aproveitar muito mais o visual indescritível da costa de Kauai, sem contar que rende fotos belíssimas. TEM QUE FAZER!!! Se quiser ver esse e outros passeios oferecidos pela Kauai Sea Tours, clique aqui.

Se você tiver sorte, vai ter a oportunidade de ver arco-íris, até mesmo duplo, golfinhos e, a depender da época, baleias.

Na volta do nosso passeio, fomos surpreendidos com uns dez golfinhos que ficaram bastante tempo acompanhando nosso barco. Foi super emocionante! É muito prazeroso e gratificante ver toda a beleza da natureza esplendorosa de Kauai. É indescritível. E essa emoção bate tão forte que nos faz refletir sobre o mal que estamos causando para o planeta e a necessidade de mudar esse comportamento, pensando na preservação da natureza em primeiro lugar. É tanta perfeição que dá até vergonha de ser humano e ter consciência da falta de respeito com o meio-ambiente. Vamos cuidar do nosso planeta com carinho e amor, gente!

Outra forma de ver Napali Coast é pelo ar. Essa foi a primeira vez que voei de helicóptero e achei a experiência super emocionante. Afinal, nada como uma primeira vez de helicóptero sobrevoando a paradisíaca ilha de Kauai. Então você vai ver Napali, mas também sobrevoa o Waimea Canyon, um vulcão e diversas cachoeiras que não podem ser vistas de barco. O passeio de helicóptero fizemos com a Blue Hawaiian.

Uma palavra define: MEMORÁVEL. E para quem tem medo, preciso dizer que eu também estava com receio, mas o voo é muito tranquilo. Você vê tanta coisa bonita que nem lembra do medo. Na verdade, quando o voo acabou, fique com vontade de ir mais uma vez! Para saber mais sobre esse e outros passeios de helicóptero com a Blue Hawaiian, você pode clicar aqui.

Portanto, se você vai para Kauai, por favor, não invente desculpa para não fazer esses passeios. Passa mal navegando? Vai no médico e pede a prescrição de um remédio. Tem medo de voar? Supera. Vai valer muito a pena.

Esses dois passeios são, definitivamente, os melhores que você vai fazer em Kauai, uns dos melhores do Hawaii, e do mundo. Ah, só mais um detalhezinho. As fotos estão sem filtro, tá?

 

2 – Waimea Canyon

Um lugar bastante legal para conhecer é o Waimea Canyon State Park, especialmente se você curte fazer trilha. Se você não tem muito tempo, é possível dirigir e parar nos mirantes para apreciar a vista. Mas se tempo não é um impeditivo, aproveite  para curtir mais de 90 quilômetros de trilhas!

3 – Koke’e State Park

O Visitor Center do Koke’e State Park fica em uma área com gramado, onde as pessoas costumam acampar. Lá também tem um museu, mas é bem fraquinho.

Dirigindo um pouco depois do Visitor Center, chega-se ao Kalalau Lookout, de onde é possível ver a praia de Kalalau e fazer a trilha com vistas da Napali Coast. Também é possível avistar o Mt. Wai’ale’ale, a 5148 pés, conhecido como um dos pontos mais chuvosos da Terra, onde costuma chover praticamente o ano todo. Como esse pico não tem chuva por somente 30 dias, a vegetação é bem verdinha e a trilha é um pouquinho escorregadia.

 

Leste da ilha (East Side)

1 – Opaekaa Falls 

Opaeka’a Falls está localizada em Wailua e o acesso se dá por Kuamo’o Road. Basta uma paradinha no acostamento para ter esse visual. Ao lado do acostamento tem uma calçada para você curtir a vista com tranquilidade.

Do outro lado da rua, tem-se o acesso para o rio Wailua, que leva até a Wailua Falls, com parada no Fern Grotto, uma caverna com samambaias no teto.

Se você animar, pode aproveitar o dia para fazer caiaque, SUP, ou dar uma volta de barco. Nós preferimos dar só uma chegadinha na beira do rio mesmo porque preferimos priorizar as praias.

 

Sul da ilha (South Shore)

No sul da ilha, Shipwreck e Poipu são duas praias bem próximas ótimas para descansar, fazer snorkel e nadar. Se você der sorte, ainda vai conhecer o casal de foquinhas que vive nadando e brincando por lá.

Olha quanta fofurice esse casalzinho de focas brincando no mar! E, ao ver cenas assim, mais uma vez, Kauai emociona. É muita paz, amor, e alegria que a gente sente ao estar tão em contato com essa natureza preservada.

Para finalizar, minha dica top de hospedagem em Kauai!! Passamos dias perfeitos no super ultra mega sofisticado, aconchegante e intimista, Koa Kea Hotel & Resort. Recomendo fortemente pela localização, serviço e atenção com o hóspede.

Se você ama a natureza, inclua Kauai na sua vida! Já estou contando os dias para voltar!