fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: turismo

14
set

Tudo o que você precisa saber para visitar Versalhes!

Nesse mês de setembro completo oito anos de união com meu morequinho, o Luciano. Para comemorar essa data e tanto tempo juntos, decidimos revisitar o destino da nossa lua de mel, a França!

Dessa vez nosso roteiro vai passar por cidades francesas que até então não conhecíamos, mas nosso desembarque aconteceu em Paris e com uns dias livres por lá optamos por fazer um passeio clássico, porém surpreendente: Versalhes!

Como já conhecemos grande parte das atrações turísticas da cidade, resolvemos dedicar um dia inteirinho ao complexo de palácios do séc XVII que abrigou as figuras icônicas do rei Luís XVI e sua esposa Maria Antonieta.

O casal protagonista da família real francesa desse período é até hoje uma referência polêmica por terem vivido entre muitos excessos, quando o país passava por uma fase extremamente precária, mas é impossível negar que o legado arquitetônico deixado por eles é algo que segue impressionando todos que o visitam.

Para se ter uma dimensão da grandiosidade da construção seguem números arrebatadores: O Palácio tem 2.153 janelas, 67 escadas, 352 chaminés, 700 quartos, 1.250 lareiras, 700 hectares de parque  e é o segundo ponto turístico mais visitado da França.

Dentre os aposentos principais estão Os Apartamentos de Estado, o quarto do rei, o quarto da rainha, a Galeria dos Espelhos, a Capela de Versalhes, o parque e o jardim e o Palacete de Maria Antonieta.

Versalhes foi construída com o intuito de ser centro do poder do Antigo Regime francês, além disso foi a solução encontrada para que a família real fugisse das grandes manifestações e doenças presentes na capital.

A aldeia rural que hoje é subúrbio de Paris foi palco de grandes momentos históricos, como quando a rainha Maria Antonieta proferiu a clássica frase: “Se não tem pão, que comam brioches”. Alguns historiadores até questionam a veracidade dessa passagem, mas ela já é parte definitiva do imaginário francês.

Para visitar Versalhes dou a dica para que se compre ingressos antecipados e com horário, pois as filas no local são enormes e dessa maneira é possível poupar tempo! Outra dica interessante é pesquisar previamente as maneiras de chegar até o palácio. Trens e transfer são as melhores opções!

Na hora da alimentação existem restaurantes como o do estrelado chef Alain Ducasse, o café Angelina e tantos outros espalhados pelos jardins. Para quem busca economizar é possível levar alguns lanches, mas é necessário que se consulte antes as restrições de quais produtos são permitidos entrar no complexo.

Versalhes é realmente estonteante e vale muito a pena a visita. Por lá é possível não só encher os olhos com tanta arquitetura icônica, mas é também um convite a um mergulho no passado!

 

06
out

Compras em NYC

Depois de passar um pouco mais de um mês em Nova York consegui ter uma boa visão de compras da cidade e, assim, divido minhas experiências junto às compras entre: lojas aleatórias na cidade, outlet e Amazon. Vem ver!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no email e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!

28
ago

Look da Anita – Especial Novos Projetos (NYC)

Oi gente! O look de hoje veio carregado de novidades (quem me segue nas redes sociais em geral, já está acompanhando isso de perto. Sou “anitabemcriada” em todas elas também!). Mas para quem ainda não viu, eu conto. Escolhi concretizar alguns dos meus mais  projetos nesta que é uma das cidades mais cosmopolitas do mundo: New York City!

Com um projeto que envolve pesquisa, estudos, especialização, entretenimento e autoconhecimento, desembarquei em Nova York na última semana, onde por uma temporada, quero colecionar inspirações, dicas e temas para transformar em conteúdo a ser trabalhado e propagado por aqui, canal do Youtube e redes sociais.

Durante este período vou fazer um curso de inglês, além de cursos de criação de conteúdo e conteúdo online para negócios da moda no FIT (Fashion Institute of Tecnology), famoso por atrair pessoas de todo mundo para estudos e aprimoramentos ligados ao mundo fashion.

Mas não para por aí. A ideia é explorar a cidade como uma verdadeira “nativa”, vivenciando a rotina dos que ali vivem, e com isso apreender toda a riqueza que paira naquela atmosfera tão rica em arte, cultura, design, moda, gastronomia, música, lazer, entre outros.

No mais é explorar um roteiro quase que obrigatório para quem deseja mergulhar neste universo: museus, galerias de arte, lojas, mercados, brechós, lojas de grifes e de departamento, outlets, escolas de moda, arte e design, restaurantes, além de muita sensibilidade e um olhar atento para com o comportamento das pessoas, nativas ou não.

Vamos embarcar nessa comigo?

Fotografia: Roberto Benatti
IMG-20160823-WA0010 IMG-20160823-WA0012 IMG-20160823-WA0013 IMG-20160823-WA0014 IMG-20160823-WA0016 IMG-20160823-WA0017Camiseta: Madri Camisetas; Calça jeans destroyed: Mariah Moda Estilo; sandália: Equipage; joias: Patrícia Dias.

17
ago

Onde se hospedar na Toscana – Os Hoteis lindos que fiquei!

Quem acompanha o Canal da Anita Bem Criada no Youtube viu o vídeo que fiz da minha viagem à Toscana e pode “viajar” um pouquinho nas paisagens maravilhosas e todo o encanto dessa viagem dos sonhos. Quem ainda não assistiu, clique aqui! Um detalhe que faz TODA a diferença quando se planeja uma viagem como essa, conhecendo várias cidadezinhas e regiões, é escolher um hotel, que além de aconchegante, seja praticamente um ponto de turismo/visitação, enfim, um ponto de interesse mesmo!

(Se você ainda não viu o post que fiz sobre meu roteiro pela Toscana, clique aqui! Está IMPERDÍVEL!)

Pensando nisso, trouxe hoje aqui os hotéis que fiquei na Toscana, para quem está planejando ir e pra quem após ver o post, vai querer planejar também!

Hotel Relais Villa Baldellibaldelli4Um típico agriturismo, modalidade de estadia cada vez mais procurada pelo viajante (e não turista!). No griturismo ficamos numa propriedade rural, uma fazenda, próxima a um centro urbano, mas imerso no cotidiano local de forma bem mais autêntica que um hotel. No café da manhã, Come-se o que foi produzido ali mesmo (uvas, vinhos, azeite, pães, etc). Durante o dia, acompanha a colheita das uvas. Depois, assiste às azeitonas transformando-se em azeite.

Situada aos arredores de Cortona e a alguns minutos da Villa Baldelli (uma das cidades que melhor representam a região da Toscana), o Relais Villa Baldelli é uma vila do século XVII que me encantou desde o primeiro instante!

O Hotel combina decoração de época e mobiliário antigo com instalações modernas, incluindo duchas ou banheiras, o que o torna diferente e te faz prestar atenção em cada detalhe.

O Relais Villa Baldelli possui campo de golfe local e vários caminhos para caminhadas, passeios a cavalo e de bicicleta de montanha., além de um parreiral lindo e literalmente delicioso.Dia 2 - Foto2Dia 2 - Foto7Dia 1 - Foto1Dia 1 - Foto0Dia 2 - Foto3baldelli2

Stitched Panorama

Observações sobre o Relais Villa Baldelli:
-15 quartos (são 04 opções: Junior Suite, Deluxe, Superior e Classiche)
Wi Fi gratuito
– Restaurante apenas para os hóspedes
– Piscina ao ar livre
-Estacionamento
-Aceita animais de estimação

Site do Hotel: http://www.cortonacharmingaccommodation.com/villabaldelli/index.php

Abbadia Siccileabbadia5

O Abbadia Sicille está situado em Trequanda, na região da Toscana,  próximo aos principais pontos turísticos da região, como vinícolas e trattorias e fica a 35 km de Siena e a 37 km de Arezzo. Essa é a região da Toscana típica dos filmes!

A construção do século XIII fala por si, é magnifica, remete a um mosteiro (como de fato é/foi)! Impossível não se encantar. Todo hora tinha badalada da hora inteira no relógio, era realmente um clima mágico!Dia 3 - foto 3abbadia2abbadia4Dia 3 - foto 1abbadia720150926_102440IMG_829120150925_121127Dia 3 - foto 2abbadia1Observações sobre o Abbadia Siccile:

– 10 quartos
– Piscina sazonal ao ar livre
– WiFi gratuito
– Bussiness Center
-Estacionamento
 Site do Hotel: http://www.abbadiasicille.it/

Spa Petriolo Resortsuperior_camera_interno_petriolo petriolo_interna_benessere_spaJá uma proposta bem diferente dos tradicionais agriturismos da Toscana. Cercado pelas colinas de Toscana, o Spa Petriolo Resort, oferece, antes de tudo, uma vista belíssima. Excelente para relaxar, o Spa oferece todos os tipos de massagens, além de saunas, piscinas termais e academia. O Hotel fica a 40 Km de Siena, então é bom que esteja de carro. E acredite em mim, a estrada já é um passeio!

O  Spa Petriolo Resort possui instalações amplas e elegantes, e ao mesmo tempo nos passa tranquilidade e conforto. O clima ideal para quem busca dias de sossego e bem-estar. As piscinas térmicas e com banho de argila são a fórmula perfeita para o relaxamento após muitas andanças ao longo do dia.Dia 6 - Foto3.Dia 6 - Foto1Dia 6 - Foto5Dia 7 - Foto0spa resort 2Dia 6 - Foto2.spa resort 3Dia 5 - Foto9spa resort 5Dia 7 - Foto1Dia 7 - Foto2spa resort 4Dia 7 - Foto3Observações sobre o Spa Petriolo Resort: 

– Piscina
– Restaurante
-Serviço de quarto
Bar/Lounge
-Spa
-Internet WiFi
-Café da manhã incluído
-Estacionamento
-Academia

Site do Hotel: http://www.atahotels.it/en/petriolo

Recomendo TODOS os três hotéis que fiquei, sem maiores objeções. Sempre há vantagens e desvantagens (como em tudo na vida), mas fomos muitíssimo felizes em nossas escolhas!

29
jun

Meu roteiro pela Toscana, Itália!

Hoje eu finalmente vim trazer para vocês os detalhes do meu roteiro pela Toscana, Itália! Taí um post que estou devendo há meses! E assim o é por um simples motivo: sinto uma responsabilidade enorme em fazer isto, pois quero e preciso passar as sensações e prazeres que senti nesta VIAGEM perfeita, e me faltava o tempo e a dedicação necessárias para trazer isto aqui da forma como queria. Até que esse tempo chegou e eis que aqui estamos!

A Toscana é uma das regiões mais encantadoras da Itália, com pequenas cidades medievais e cheias de detalhes para se observar, além de um visual deslumbrante, cercado de colinas e vinhedos. A Toscana é composta pelas seguintes províncias: Florença; Arezzo; Grosseto; Livorno; Luca; Massa-Carrara; Pisa; Pistonia; Prato; Siena. Na minha viagem eu visitei algumas e fiquei apaixonada! No vídeo que fiz por lá dá pra ter uma ideia do que estou falando. Quem não viu, assista aqui!

Bom, depois de uma semana na Sicília, sul da Itália (quem não assistiu ao vídeo sobre a viagem pela Sicília, assista clicando aqui), partimos para a Toscana, cuja capital é Florença, e nossa primeira parada foi num Relais bem pertinho de Cortona (optamos por ficar fora das cidades em todas elas, pois queríamos de fato sentir a atmosfera local). E foi lindo!
Mapa Toscana

Passamos cerca 9 dias na região da Toscana e nos dividimos em três regiões estratégicas: na primeira ficamos próximos a Cortona; na segunda, numa vilazinha chamada Trequanda, na região do Val D´Orcia, que é de onde vêm aquelas cenas típicas dos filmes, e finalmente, num outro vilarejo próximo a Siena. Na maior parte da viagem optamos por ficar nos campos, nos agriturismos, pois queríamos realmente sentir a Toscana tal qual ela é! Num próximo post eu vou contar sobre os hotéis que fiquei na Toscana! Fiquem de olho por aqui!Mapa em detalhes Toscana.DICA ESPECIAL: se você quiser ter mais liberdade, percorrer mais caminhos e lugares sem rumo, sem destino e nem hora para chegar ou sair, alugue um carro! Foi o que fizemos! Para esta viagem pela Toscana, nós partimos de Florença, de onde já saímos com o carro alugado. Mas tomem muito cuidado! Florença é dificílimo de dirigir, no sentido de que váaarias ruas são proibidas para não-residentes, o que significa que você corre risco de tomar multas o tempo todo. E as câmeras estão por todos os lados! Portanto, se alugar, já alugue para sair da cidade! Dica de amigo!

Alugamos pela Sicily by Car e, pelo menos no período, foi a locadora que apresentou mais vantagens e melhor custo x benefício! Tudo correu muitíssimo bem! Da retirada à entrega!

Escolhemos os pontos estratégicos acima porque da forma como optamos, podíamos ir e voltar às cidades com liberdade, mais de uma vez no dia se fosse o caso, lembrando que tudo ali é muuuito pertinho, com ótimas estradas de acesso. Os círculos vermelhos pequenos são as regiões dos hotéis em que ficamos e a numeração é a ordem deles, no decorrer da viagem. E as estrelas amarelas são as cidades que visitamos.Mapa em detalhes Toscana

Vamos a elas?

PRIMEIRA PARTE DA VIAGEM

Cortona  

Cortona é uma cidade bem pequena, localizada ao sul de Arezzo e é parada obrigatória no roteiro! Cortona para quem não sabe, é o cenário do filme “Sob o sol da Toscana“, filme deslumbraaaaaaaaaante, que só faz a gente se apaixonar ainda mais. Fui à cidade várias vezes durante a estadia, e também fomos a Arezzo enquanto estivemos hospedados naquela região. É uma cidade que mantém um charme medieval, onde realmente se é transportado para essa atração. Imperdível!! Foi, sem dúvida, um dos meus maiores encantamentos nesta viagem! Dia 2 - Foto13Dia 1 - Foto5Dia 1 - Foto6Dia 1 - Foto2 Dia 1 - Foto3 Dia 1 - Foto4Dia 2 - Foto12 Dia 1 - Foto7Algumas atrações são:  Piazza della Repubblica, com o Palazzo Comunale, Museu Diocesano, Tratoria Dardano e o Eremo delle Celle, um dos locais de paz de São Francisco.

Arezzo

Arezzo é uma das mais belas cidades da região. Sem dúvida as paisagens bucólicas e toda a arquitetura do século XIII contribuem para isso. Arezzo mantém hábitos e tradições bem tradicionais, como fechar as lojas na hora do almoço e fazer as festas no estilo medieval, o que dá todo um charme especial. A programação da cidade é bem animada, com bares, livrarias e lojas muito agradáveis. E, claro,  as sorveterias dos famosos (e deliciosos!) sorvetes italianos.  Dia 2 - Foto920150922_145924 Dia 2 - Foto1020150922_150110Os pontos imperdíveis são a Igreja de San Domenico e magnífica Piazza Grande, com galerias realizadas por Vasari, Caffé Dei Costanti.

SEGUNDA PARTE DA VIAGEM

Pienza

A cidade foi planejada pelo Papa Pio II, e é a primeira cidade projeteada do mundo (e mais fofa também!)! Apenas a vista de Pienza já vale toda a viagem. É de tirar o fôlego! Um das mais românticas do roteiro, já se vê pelo nome das ruas: Via dell’Amore (rua do amor) e Via del Bacio (rua do beijo). E detalhe: Romeu e Julieta foi gravado aqui! Tem como não se encantar? A cidade é famosa pelo queijo pecorino, de ovelha, que é produzido lá. Tem váaaarios empórios espalhados pela cidadela. Não deixe de prová-los, vale muito a pena. As ruas estreitas, cheias de cafés e lojinhas são uma delícia para bater perna. E um programa gostoso é  passear  em torno das muralhas da cidade para ver o Monte Amiata a distância. É lindo, lindo.Dia 3 - foto 3 Dia 3 - foto 4 Dia 3 - foto 520150925_134930 Dia 3 - foto 11 20150925_134258

San Quirico D´Orcia

É uma cidadezinha linda e fofa também (estou sendo repetitiva, né). Fica bem próxima a Pienza e também vale a volta por lá, já que tão pertinho das principais cidades.20150925_153452 20150925_153705 20150925_153813

Bagno Vignoni

Bagno Vignoni é um destino requisitado por suas águas termais. As nascentes de água quente, toda a natureza presente e  sua atmosfera romântica são realmente marcantes.  Fica bem no topo da região e tem uma vista linda do local. Eu aproveitei para colocar meus pezinhos nas águas quentinhas! Mostro no vídeo também! 🙂20150925_170553 20150925_171441 20150925_172117 20150925_172204

Montalcino

A cidade é linda, bla bla.., ok, nem vou repetir. Mas é tudo isso mesmo! Mas além de linda, fofa e muito charmosa..rs, a cidade tem restaurante espetaculares e enotecas de enlouquecer qualquer amante de vinho (até os não tão amantes assim se encantam!). É produtora do Brunello di Montalcino considerando um dos melhores vinhos tintos do mundo). Aproveite para adquirir vários deles nas várias lojinhas da cidade para trazer na mala. Trouxemos uns 12 vinhos e nos arrependemos de não termos trazido mais. Foi bem tranquilo de trazer, desde que muito bem embalados e despachados. Durante a viagem nós fomos duas vezes à cidade. Uma para fazer turismo mesmo, bater perna na cidade e outra para uma degustação guida, como contei neste vídeo aqui. O ponto alto (literalmente) na cidade: Fortezza de Montalcino, com uma visão panorâmica e quase extravagante, de tão linda, de toda a cidade.Dia 4 - Foto1Dia 4 - Foto2Dia 4 - Foto3Dia 4 - Foto6Dia 4 - Foto7Dia 5 - Foto7.Dia 5 - Foto8Dia 5 - Foto6.

Montepulciano

Esta era uma cidade que não estava nos meus planos e acabamos conseguindo um tempo para ir lá e… que surpresa!!! A cidade também fica bem no topo de uma montanha e recheadinha de ruelas e vielas, com muuuitas subidas e descidas.. De tirar o fôlego mesmo! O que mais me encantou na cidade foi a atmosfera dramática, enigmática, uma arquitetura forte, mesclada a um clima “vivo”, com gente para todo lado, num dia friozinho, nossa.. até arrepio de lembrar. Os gelatos são pontos altos da cidade, assim como os vinhos famosos da região, os Nobile di Montepulciano que, claro, também vieram conosco na mala. Tem também muitas lojinhas de souvenirs, papelaria e lembranças mil muito fofas e que merecem uma visitinha!Dia 4 - Foto5Dia 4 - Foto10

 

TERCEIRA PARTE DA VIAGEM

Siena

Siena é  cheia de subidas e descidas e em todos os cantinhos, lojinhas fofas e sempre aquela vista incrível! Se perder pelas ruas de Siena é certeza de se deparar com arte espalhada por todo canto. Um encanto! Assim como San Gimignano, que falo abaixo, Siena é Patrimônio Mundial da UNESCO e têm verdadeiras jóias arquitetônicas em seus centro históricos. Os pontos imperdíveis: Duomo, subir a Torre ao lado da Duomo, Fortezza Medicea, Piazza del Campo e a Chiesa di San Domenico. Ah, e lembrar-se que você está na região da famosíssima Bisteca Fiorentina e jamais perder a chance de degustar uma!20150925_19443520150925_195909

San Gimignano

O trajeto até San Gimignano já é um espetáculo à parte. Aproveite para apreciar as sinuosas estradas e toda a paisagem ao redor. Quando está aproximando e já se vê as torres medievais então… Praticamente um quadro! Não deixe de caminhar pelas ruas e becos, você vai se sentir como se voltasse no tempo! Tudo é assim, mágico. Um ponto bem famoso da cidade é a Piazza della Cisterna, conhecida também como Praça do Poço. Os turistas costumam jogar moedas, como manda a tradição. Dia 6 - Foto6 Dia 6 - Foto7 - colocar qdo falo do prataço Dia 6 - Foto8 Dia 6 - Foto9 Dia 6 - Foto10Os pontos imperdíveis: aproveite para apreciar as especialidade locais, o vinho branco Vernaccia e provar o “melhor sorvete do mundo”, na Gelateria Dondoli.

E se você gostou deste post ou se ainda tem alguma dúvida que queira esclarecer, me conte aqui nos comentários. E fique de olho, pois já já trago os hotéis que me hospedei durante a viagem. E já posso adiantar: são tão envolventes quanto cada uma das cidadezinhas que vimos aqui!