Fresca? Não! Bem criada.

Tag: verão

04
jan

Marcas de beachwear que você precisa conhecer!

Começo de ano no Brasil é sempre aquela história: calor, praia, piscina, viagens… Todo mundo conquistando aqueles merecidos dias de descanso e correndo para aproveitar a água gelada mais próxima!

Além de uma aficionada por papelaria e sapatos, em 2018 me revelei uma grande fã de biquínis e peças de beachwear. Ter possibilidades confortáveis para curtir o verão sem preocupações quanto ao corpo virou minha mais recente bandeira.

E nessa busca por peças e modelagens que abraçassem o meu corpo encontrei marcas incríveis e cheias de opinião sobre a velha história do shape ideal para os dias de calor. Sendo assim, achei que faria todo o sentido dividir isso com vocês, afinal sempre é tempo aceitar a própria imagem e consumir produtos que também nos instiguem a isso!

1 – Cosmo Swim (www.store.cosmoswim.com)

Sobre a Cosmo Swim eu posso falar com bastante propriedade, pois recentemente adquiri duas peças da marca e fiquei bem apaixonada. Meu corpo é cheio de curvas, tenho o quadril largo e muito busto, e nunca havia encontrado uma modelagem de biquíni que caísse tão bem em mim.

No site você consegue ver os modelos bem variados que a marca oferece, tanto de partes de cima quanto de baixo, todos com uma pegada minimalista bem bonita e que dá pra usar não só na praia, mas também na rua!

Essa sou eu com meu biquíni e meu corpo de verão 🙂

2 – Chapéu Beachwear (www.chapeubeachwear.com.br)

A Chapéu Beachwear é uma marca linda de viver, que existe desde 2009 e que explora o minimalismo de uma forma inusitada através de sua modelagem e uma cartela de cor bem divertida.

Com uma linha de produção mais slow é a opção certa pra quem busca itens mais exclusivos e atemporais. Ah e vale pena passear pelo perfil da marca no Instagram, as fotos são maravilhosas!

3 – Ahlma x Pantys (www.ahlma.com.br)

A Ahlma, marca encabeçada pelo guru da moda carioca, André Carvalhal, reconhecida por suas parcerias de sucesso, lançou recentemente uma série de biquínis em colaboração com a Pantys, marca de calcinhas absorventes queridinha da internet.

A importância desse lançamento é tamanha, a começar com os modelos que são disponibilizados do PP ao 4G. Sem falar na praticidade e no conforto de poder ir à praia mesmo menstruada e ter a possibilidade de desfrutar tudo que o verão oferece sem moderações, isso ainda com a possibilidadede  o fazer o bem para o nosso bolso e também para o meio ambiente.

Corpo de praia e de verão é o corpo que a gente tem, com gordura, estrias, texturas e imperfeições. Bora desfilar por aí orgulhosas  do que somos?

Elisa Santiago é formada em Design de Moda e se considera uma eterna amante das ruas e das artes. Acredita na roupa como elemento de fala e empoderamento. É quem está por trás do @tens_razão.

02
abr

Vídeo: O que aproveitar das LIQUIDAÇÕES DE VERÃO (VEDN #02)

O outono chegou, o inverno vem vindo aí, e com isso, fica oficialmente aberta a temporada de “liquidações de verão”! No vídeo de hoje eu conto como melhor aproveitar as liquidações de verão e lucrar muito com elas! Vem ver!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!

27
mar

Branco e bege: a combinação mais chique do verão (e do inverno!)

O estilo minimalista é conhecido pelo uso de peças em modelagens geométricas, pouca ou nenhuma estampa e principalmente uma cartela de cor bastante neutra. E através do street style percebemos que essa tendência de uma estética mais enxuta se manifesta em sua maioria nas épocas de inverno.

Mas aí vem a moda e inverte todas as nossas convicções! Nesse verão que passou pude observar bastante a incidência de tons mais sóbrios e combinações inusitadas entre cores, que provavelmente se confirmará e permanecerá no inverno também!

De toda essa cartela um par cromático me chamou a atenção: o bege + branco!

Essa dupla quando combinada em uma produção resulta em um visual elegante e ao mesmo tempo despretensioso. Então hoje eu trago algumas inspirações de como usar essa aposta! Vem comigo?

12
dez

Como proteger os fios para o verão!

Nesse calor que tem feito nos últimos dias, é quase impossível não pensar em um banho de piscina ou de mar! Se refrescar na praia ou no clube é uma boa pedida, mas nesse período é preciso redobrar a atenção com os cabelos!

O cloro, o sol, a areia e o sal são os principais fatores responsáveis pelos fios danificados, mas para se proteger desses itens existem diversas dicas a serem seguidas e é sobre isso que vamos falar no post de  hoje!

Depois de um dia de praia é importante retirar os resíduos que ficam nos cabelos, por isso uma chuveirada com água doce é vital para restaurar os fios!

Para quem não resiste a um mergulho diariamente, a dica é usar shampoo antirresíduo uma vez por semana. Dessa forma, os fios não acumulam sujeira e mantém o brilho. É importante também a escolha de um produto que tenha fator de proteção solar!

No momento pós banho, escolha cremes específicos para hidratação! Eles evitam o ressecamento e garantem força. Esteja atenta ao produto que melhor cabe ao seu tipo de cabelo.

Durante o dia na piscina ou no mar, lembre-se de fazer um coque ou usar um chapéu, assim os fios estarão sempre protegidos!

27
dez

Copacabana: queima de fogos no Réveillon mais famoso do Brasil!

Muito provavelmente todos sabem que a maior festa de virada do ano, no Brasil (e talvez no mundo), é o famoso Réveillon da praia de Copacabana, localizada no Rio de Janeiro. Mas, poucos são aqueles que conhecem a história dessa tradição!

Por isso, hoje  vim contar para vocês como uma festa inicialmente de cunho religioso, simples, transformou-se em umas das atrações mais disputadas do mundo, atraindo atualmente cerca de 2 milhões de pessoas ávidas para celebrarem o ano que vai nascer.

Nas noites do dia 31 de dezembro da década de 70, praticantes do Candomblé, vestidos de branco, costumavam seguir para a praia de Copacabana com a finalidade de saudar Iemanjá, levando oferendas e flores ao mar antes da meia-noite. A festa à época era de cunho estritamente religioso.

Nos anos 80, os donos do antigo hotel Meridien, que ficava em Copacabana, começaram a tradição dos fogos de artifício. O prédio do hotel, com 39 andares, era decorado com uma belíssima cascata de fogos que saia do topo e descia pelos andares do edifício. Dá para imaginar o sucesso que fez, né?2

A adesão dos hoteis da orla da praia de Copacabana foi imediata, como não poderia deixar de ser. Logo, diversos hoteis resolveram bancar a ideia dos empresários Ricardo Amaral e Mariu’s e financiar os shows de pirotecnia, com o objetivo de atrair não apenas moradores do Rio como, principalmente, turistas.

A festa foi crescendo, crescendo, e o Rio de Janeiro começou a ter dois problemas após a queima de fogos: o trânsito  e, o principal deles, a segurança dos frequentadores do evento. Foi com a intenção de evitar tumultos que, em 1993, a prefeitura do Rio teve a brilhante ideia de programar shows na praia.

Essa foi a solução encontrada para evitar que as pessoas saíssem ao mesmo tempo. Os escolhidos para os shows foram Jorge Ben e Tim Maia. Et voilà, o objetivo foi alcançado e o fluxo controlado!

No ano seguinte, ninguém menos do que Rod Stewart alcançou recorde de público. O enorme sucesso dos shows na virada da noite do dia 31 fez com que a prefeitura do Rio registrasse oficialmente o evento. Até hoje, várias atrações musicais apresentam-se nos palcos localizados na areia de Copacabana.

Mas nem tudo são flores. No Revéillon do ano 2000, um trágico acidente com os fogos de artificio provocou uma vítima fatal e feriu outras pessoas. Em razão desse acontecimento, o uso de balsas tornou-se obrigatório no ano seguinte e os fogos de artifício estão proibidos de serem lançados da areia.

Atualmente, os 2.330 fogos são distribuídos em 11 embarcações, a uma distância de 400 metros da praia. Afinal de contas, tratam-se de 24 toneladas de fogos! Por segurança, eles ficam presos em suportes e são interligados por pavios. O posicionamento é feito conforme o tipo e o momento em que cada um será disparado. São mais de dez estilos diferentes, capazes de criar efeitos diversos definidos por uma equipe de designers e engenheiros.3

Na manhã do dia 31 de dezembro, as balsas  saem da ilha do Governador e são posicionadas pela Marinha. Em cada uma delas quatro técnicos ficam trancafiados em um contêiner blindado. Dois especialistas em fogos, um bombeiro e um piloto de lancha para eventual fuga de emergência.

E de onde vem o comando para acionar os fogos? Vem de uma central que é montada todo ano no hotel Copacabana Palace, localizado na Av. Atlântica. De lá, os técnicos responsáveis, em comunicação com as equipes nas embarcações, acionam o sinal para a queima de fogos. A partir daí, o show pirotécnico deixa todo mundo concentrado e em êxtase por 16 minutos.

A festa tornou-se, assim, uma das mais famosas do mundo. Anualmente, turistas deixam US$ 650 mil na cidade do Rio de Janeiro e 90% dos hoteis de Copacabana ficam lotados.

Programação para 2016/2017
O principal show da noite da virada é o Grande Encontro com Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença que saudará o ano novo, comemorando 20 anos do álbum homônimo. Esse ano – por conta da notória crise que passa o Estado do Rio de Janeiro – serão 12 minutos de queima de fogos que poderão ser vistos de toda a extensão da praia de Copacabana.

Local: Praia de Copacabana 
A partir das 18h

Atrações musicais

Alex Cohen
DJ MAM
Leo Jaime
O Grande Encontro – Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo
G.R.E.S. Unidos da Tijuca
G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira

Fontes: Diário do Rio, Mundo Estranho e G1
Fotos: G1

Bianca Cobucci é Defensora Pública, Mestre em Políticas Públicas e coordenadora do Projeto Falando Direito; Autora do blog Teoria da Viagem. Escreve sobre os direitos do consumidor relacionados à viagem e turismo, bem como sobre os países e lugares que já que visitou.