Fresca? Não! Bem criada.

Moda

22
set

Quais os melhores tecidos para peças de alfaiataria?

Muitas das minhas seguidoras e alunas do curso O Poder do Estilo tem a dúvida de qual o tipo de tecido mais adequado para fazer um blazer estruturado. Então, resolvi escrever um post falando sobre os tecidos mais recomendados para peças de alfaiataria em geral. Vamos?

Se tem um tipo de roupa que é elegante e atemporal, essa é a alfaiataria. A alfaiataria nasceu com o objetivo de criar produções mais sérias. Por isso, ela é composta por peças estruturadas e de corte reto. Atualmente, a alfaiataria se encaixa nos looks mais sofisticados, nos momentos mais casuais e nos mais diversos estilos.

O surgimento da alfaiataria

Você sabia que a profissão de alfaiate é uma das mais antigas da história? No século XVI e XVII os homens começaram a se preocupar cada vez mais com a própria apresentação. Isso ocorreu, pois a maneira como eles se vestiam demostrava sinal de riqueza e de status social.

Ter um alfaiate era considerado um luxo e poucos tinham essa condição na época, sendo um privilégio apenas das famílias ligadas à realeza. O alfaiate cuidava de todo o processo de produção das roupas, desde a escolha das ovelhas até à confecção da roupa diretamente no corpo do cliente.

Vestidos com saias armadas e anáguas eram a única coisa que mulheres podiam usar nessa época. Elas só começaram a usar peças de alfaiataria apenas após a Primeira Guerra Mundial. Esse foi o momento em que elas tiveram que entrar no mercado de trabalho para substituir os homens devido à guerra.

Tipos de tecido adequados para peças de alfaiataria

Quais são os tipos de tecido que são mais recomendados para confeccionar as peças de alfaiataria? Conheça eles abaixo.

  • Crepe de alfaiataria: é um tecido de caimento mais pesado, mais encorpado e de aparência fosca. É bastante confortável porque tem elastano em sua composição;
  • Jacquard: outro tecido de caimento pesado, encorpado e de espessura mais grossa. Ele garante uma peça estruturada e sofisticada;
  • Zibeline: é um tecido muito elegante, encorpado e com brilho acetinado. Também bastante indicado para a criação de peças estruturadas;
  • Oxford: é uma mistura de algodão e poliéster, por isso, é recomendado para criar peças com mais estrutura;
  • Linho: é uma fibra natural e, por isso, é mais leve e rústica. Mistura o conforto com a elegância;
  • Cambraia: é um tecido que possui um pouco de estrutura, mas que costuma ser mais leve por normalmente ser feito de algodão;
  • Lã fria: é um dos tecidos mais finos e tradicionais para a alfaiataria. Sua fibra é bastante delicada.
  • Gabardine: feito de poliéster, ele é um tecido bem resistente e estruturado. É comumente usado em uniformes.

Além disso, você pode usar esse post como um guia para mandar fazer uma roupa ou quando for comprar alguma peça. Entender de tecidos é extremamente importante para saber em que ocasiões uma peça é adequada e como cuidar das suas roupas!

Você tem o costume de usar peças de alfaiataria no seu dia a dia? Depois dê uma olhada no seu armário para descobrir quais desses tecidos está mais presente nas suas roupas!

Confira outros posts do blog clicando aqui.

10
set

As cores da temporada primavera verão 2022

A temporada de primavera verão 2022 está logo ali. Com a chegada das estações mais quentes, podemos ver o aparecimento de tendências ainda mais coloridas, irreverentes e divertidas! E tudo isso sem perder o conforto, que tem sido elemento essencial do vestir nos últimos anos.

De acordo com a Coloro e a WGSN, gigantes do mundo das tendências, a cor de 2022 será o Orchid Flower, um rosa intenso e energizante que já está impactando o mundo da moda. “Em um momento desafiador, esse tom de magenta saturado será uma ótima maneira de criar uma sensação de positividade e escapismo”, eles explicam.

Além do rosa, outras cores apontadas foram o Atlantic Blue, um azul profundo; e Mango Sorbet, um laranja no tom da manga. Bem a cara do verão, não é mesmo? Vamos ver como usar esses tons?

Como usar as cores da temporada primavera verão 2022?

Usar cores nem sempre é fácil para todo mundo. Por isso, aprender alguns truques para apostar em tons mais chamativos é muito importante!

Ponto de cor no look

A maneira mais simples de incorporar cores ao visual é apostar em apenas um ponto de cor no look. Quem gosta de ser mais discreta, pode apostar nas cores nos acessórios. Já quem quer chamar um pouco mais de atenção, pode apostar em uma roupa bem coloridona. Uma peça única como um vestido ou macacão é uma ótima opção. Nesse caso, manter as outras roupas em cores mais neutras ajuda bastante a equilibrar a produção.

A produção monocromática

Sabia que um look monocromático é muito elegante? Além disso, uma produção toda de uma cor só ajuda a alongar a silhueta. E não é preciso usar exatamente o mesmo tom em todo o visual. Você pode deixar o look bem mais interessante misturando versões um pouco mais claras ou escuras da mesma cor!

Combinações de cores no visual

Quando o assunto é misturar cores as coisas podem se complicar um pouco, não é mesmo? Mas vou te ensinar um truque para facilitar esse processo de combinar cores. Você pode juntar cores de duas maneiras: misturando tons próximos entre si ou totalmente opostos. O rosa e o laranja, por exemplo, são tons que parecem mais um com o outro. Já o laranja e o azul, são opostos. Você pode usar um círculo cromático para visualizar melhor esses posicionamentos das cores.

Você gosta de combinar cores? Confira mais posts do blog clicando aqui.

20
ago

Pele à mostra: recortes e amarrações são sucesso na moda

Com a chegada das estações mais quentes, nada melhor do que deixar a pele à mostra, não é mesmo? Ainda mais em um país como o Brasil, que é a cara do verão!

Mas as formas de mostrar um pouco de pele e sensualizar (sem ser vulgar) sempre mudam com o tempo. Atualmente o que está fazendo sucesso são os recortes e as amarrações na região da cintura, da barriga e da pélvis

Essa tendência está de volta junto com outras também vindas dos anos 2000, como a calça de cintura baixa. Os recortes apareceram em diversas coleções internacionais, como Versace, Dion Lee, Cult Gaia e Jonathan Simkhai.

Você é fã de um toque mais sexy na produção? Então vem conferir mais sobre essa tendência!

Como usar a pele à mostra?

Por serem tendências vindas do estilo sexy, os recortes e amarrações tendem a deixar os looks mais informais. É exatamente isso que torna as peças com esses detalhes perfeitas para ocasiões mais despojadas, como aquela festa com as amigas (depois da pandemia, claro).

Se o seu objetivo é montar uma produção diurna, você pode juntar a sensualidade com detalhes esportivos e casuais, como jeans, moletom e o tênis.

Já se você quer trazer um pouco de elegância ao look, equilibre a produção com algumas peças mais fechadas, cobertas e menos justas. Além disso, investir em tecidos mais sofisticados como o cetim, a seda e a alfaiataria também ajuda a elevar o visual.

A trend das amarrações também é perfeita para a praia, pois pode ser recriada nos biquínis. Sabe aquele seu top de biquíni que tem uma faixa que acaba ficando longa demais depois de dar um nó? Aproveite o tamanho dela para criar amarrações diferentes!

Confira mais inspirações de amarrações e recortes na galeria abaixo.

Leia mais posts do blog clicando aqui!

20
ago

Trend alert: o boné está de volta!

Confortável, prático, esportivo e perfeito para esconder os bad hair days, o boné voltou com tudo! O acessório ficou popular no século XIX, por ser bastante usado por jogadores de beisebol durante as partidas. Durante as décadas de 80 e 90 o acessório se tornou um sucesso entre o público mais jovem, principalmente crianças e adolescentes.

A volta do boné no momento atual fortalece ainda mais a influência da temática esportiva no mundo da moda. Você tem o costume de usar boné? Confira algumas inspirações para inserir o acessório nas suas produções!

Como usar o boné?

A forma mais fácil de usar o boné no seu dia a dia é apostar no visual esportivo. Comece incluindo o acessório em looks para ocasiões mais casuais, como no passeio do fim de semana ou a ida para a academia.

O boné combina bem com peças literalmente esportivas, como calças jogging, moletom e tênis de corrida. Mas também funciona bem como forma de trazer mais interessância para a combinação de t-shirt, jeans e tênis casual.

Quem tem um estilo mais urbano pode criar produções mais modernas, pareando o acessório com uma roupa de couro (como jaqueta, saia, calça ou até o próprio boné feito de couro), peças oversized e looks all black. 

Você está com vontade de arriscar e criar um visual bem diferentão? Invista em uma combinação bem mais contrastante, como juntá-lo com um vestido delicado ou sensual, como o slip dress. Outra opção para criar um look interessante é juntar o acessório com peças de alfaiataria. Assim, ele quebra a pegada sofisticada e, às vezes, conservadora das roupas mais formais. Tenho certeza que você vai se destacar com uma produção dessas!

Para quem acha que o boné é esportivo e despojado demais, é possível procurar por versões mais “sofisticadas”, com bom acabamento, aplicações de pedrarias e tecidos mais especiais, como o couro e o veludo.

Quer ainda mais inspirações? Confira abaixo mais algumas inspirações de looks com boné.

Acesse mais posts do site clicando aqui!

06
ago

Style Guide Farfetch: Como transformar o look básico?

O look básico nem sempre é tão valorizado quanto merece! Básico não é sem graça. Na verdade, significa conforto e praticidade, elementos que são muito importantes no dia a dia de todo mundo.

Peças básicas são essenciais para um guarda-roupa, pois é a partir delas que criamos looks realmente interessantes. Além disso, roupas mais “simples” são a base de qualquer armário inteligente, exatamente porque elas combinam com tudo. Ou seja, um look básico é uma aposta sem erro!

Quais são as peças básicas?

Mas como escolher as roupas do seu armário? Existem algumas peças que são consideradas universalmente básicas:

  • Camiseta
  • Calça jeans
  • Vestido preto
  • Camisa branca
  • Tênis
  • Blazer
  • Jaqueta jeans
  • Scarpin de cor neutra

Dentre várias outras.

E não é porque é básico que em que ser sempre igual! As peças básicas podem variar em cor, modelagem e tecidos. O estilo pessoal é uma das maiores influências na escolha do básico de cada um. O visual que é rotineiro para você pode ser simples demais ou até muito complicado para outra pessoa. Por isso, conhecer a si mesma é essencial na hora de escolher as peças que compõem o seu básico.

Mas para quem quer um visual sem erro, uma cartela de cores neutras pode aumentar ainda mais a versatilidade do look básico. Invista em tons como preto, branco, o cinza, o off-white e o azul marinho.

Como transformar o look básico?

Existem várias formas de transformar um look básico. Investindo nas peças certas é possível criar combinações cheias de estilo e nada óbvias, gerando looks muito charmosos!

Algumas maneiras que você pode apostar para mudar o visual básico são:

  • Usar uma terceira peça;
  • Criar um ponto de cor no look ou brincar com contrastes;
  • Fazer truques de styling;
  • Investir em acessórios;
  • Montar uma combinação hi-lo.

Inclusive, eu fiz um Style Guide em parceria com a Farfetch falando especialmente sobre como transformar o look básico. Você pode conferir melhor as dicas que eu dei e as produções que eu fiz no meu post clicando aqui.

Você tem o costume de apostar no look básico no dia a dia?

Leia outros posts do blog aqui.