Fresca? Não! Bem criada.

Moda

01
jul

Aqui é nosso departamento

A calça saruel – aquela com o gavião láaaaaaaaaaaaaa embaixo – é alvo de frequentes críticas e narizes torcidos por aí. Aqui mesmo, no Anita, já deu pra perceber pelos comentários que ela não é unanimidade. De fato ela é um item bem, digamos,  fashionista, mais presente nos grupinhos ligados a moda do que nos grupinhos mais tradicionais, sociais. O famoso item man repeller, ou seja, renegaaaaaaado também pelo gênero masculino.

Eu, particularmente, sempre gostei! Aliás, tá pra existir algo que eu recrimine assim de cara. Já apareci por aqui com um macacão/jumpsuit no modelo saruel, vocês lembram (no Aqui é nosso departamento mesmo!)? Mas o fato é que eu mooooorro de dó da pobre coitada da saruel. Injustiçada que só, é muitas vezes rejeitada antes mesmo de se pensar numa “solução” para ela.

Assim foi que, no intuito de “socializar” a saurel, eu montei esta composição para usar num aniversário mais sóbrio. Aproveitei que o aniversário era mais formalzinho e que o dia estava meio chuvoso e proveitei para compor com o blazer. Acho que o resultado foi um look que passou pelo moderno até chegar ao clássico. E isto, graças ao blazer e ao scarpin que dão uma cara mais tradicional ao visu. Aliás, este scarpin foi amor a primeira vista quando. Não só por ter sido achado nas quiriiiiiiidas lojas de departamento, mas especialmente pela altura do seu salto, diferente do que estou acostumada, que são os saltões, mas que eu estava doidinha para adquirir: um salto médio. Acho chiquezinho que só!

Não sei se perceberam, mas, ao final, uni a “boa ação” da ressocialização da calça saruel à atual febre das calças estampadas. Oportuno, não? E vocês, aprovam o look? Ou nem assim? Hehe..

Calça saruel, blazer branco e scarpin preto: Renner

Regata e bolsa a tiracolo: C&A

 

29
maio

O que se viu (e ainda se vê) por aí..

Chamado de “a nova saia”, o look composto por shortinho jeans e meia calça esteve e está super em alta nesta temporada, ganhando alma nova na última estação. Estou destacando isto aqui, pois acho que, diferentemente das mil e uma tendências que despontam e caem no “anonimato”, esta é uma ideia que veio para ficar. Eu, particularmente, acho super fofo e o fato da meia-calça ser usada por baixo do short amplia absurdamente suas possibilidades de uso, pois deixa o visual mais sóbrio, confortável e, digamos, longe de qualquer suspeita de piriguetismo. Fashionistas como Sienna Miller, Nicole Richie, Jessica Alba, Alexa Chung, Olivia Palermo e Kate Moss aderiram total à moda como produção básica. O look, além de fofo, é super feminino, lembrando uma bailarina fora do palco. Parece que você saiu da aula de balé e foi direto para rua, só colocando o shortinho por cima. Ahhh, nem gosto né..

Olivia Palermo
Alexa Chung

 

Alexa Chung
Julia Petit

 

Kate Moss

 

Kate Moss
Katie Holmes

 

Keira Knightley

 

Não sei quem é…

E vocês, o que acham? Gostam, usariam ou já experimentaram? Aproveitando que ainda temos um restinho de inverno, especialmente no sul e no sudeste, para quem nunca experimentou, a hora é agora!

01
maio

O que vem por aí: Navajo Prints

Tem-se visto bastante por aqui (e mooooito lá fora), blogueiras, editores de moda, celebs, anfam, fashionistas em geral, usando peças com estampas usadas pelos índios navajos. Segundo a aspirante a confiável-site-de pesquisa Wikipedia, “os navajos são uma tribo indígena da América do Norte, que originalmente imigraram das áreas do norte e durante o século XVI tornaram-se um povo pastor e caçador.

A tribo vive numa reserva no nordeste do Arizona e continua em partes do Novo México e Utah. É a maior reserva indígena dos Estados Unidos, estendendo-se por uma enorme área que vai desde Grants no Novo México, até o Grand Canyon, no Arizona; de Holbrook, no centro do Arizona até o Rio San Juan, já no Colorado, inclui Monument Valley, parte do Deserto Pintado e parte da Floresta Petrificada”.

A estampa tem como base desenhos geométricos mesclada a uma grande paleta de cores vibrantes e contrastantes entre sim. E o mais interessante é que a navajo prints não se ateve às roupas não. Podem ser vistas em qualquer peça de uma produção, nos acessórios e até na decoração. Pra variar, me pegou!

28
fev

Rumos do inverno 2011

Dando continuiadade a esse post aqui, no qual falamos da temporada de moda carioca para o inverno 2011, e ainda, pegando carona no site da Glorinha Kalil, fiz um resuminho (em cima do resumão que ela fez) sobre os desfiles da SPFW para o inverno 2011. Vocês vão constatar que moooooita coisa se repetiu, o que só nos leva a crer que realmente se trata de forte “tendência” (como foi o caso das calças cenoura, dos macacões, das saias e dos vestidos longos, das rendas, penas, peles e plumas, do couro, das estampas etc etc etc). A propósito, “tendência” vem entre aspas, pois estava lendo no Chic que hoje em dia não dá mais para eleger os 5 ou os 10 mais da estação, como antigamente. É que hoje há uma chuva de novidades e informações, o que acaba dando liberdade para cada um decidir o que fica melhor no seu corpitcho e com o seu espelho. Segundo ela a tacada hoje em dia não é mais lançar itens inéditos, mas sim, reinventá-los, imaginar modos e formatos diferentes, texturas, combinações até então pouco usuais, e por aí vai.. Então vamos lá!

Bordados

 

Calça cenoura mais curta e calça skinny

 

Casaquetos

 

Cores: azul, mostarda, verde e laranja

 

Couro

 

Estampa: animal

 

Estampa: boca

 

Estampa: floral

 

Estampa: temática

 

Formato casulo

 

Macacões

 

Mistura de pesos de tecidos

 

Peles, penas e plumas

 

Rendas

 

Saias longas
Saias mini

 

Saias midi

 

Transparências

 

Tricot
Tule e gaze (amei!)

Fonte: Chic