fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: Brasília

01
jan

Presença de Anita/Look do dia

Especial 1: Long skirts Especial 2: Gero Restaurante Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Nesse post, além de passar umas infos sobre a “gustusura do dia”, vou mostrar pra vocës a minha primeira Long skirt (saia longa). No início, quando começaram a despontar por aí looks com a peça eu estranhei, e muito, confesso. Há muito tempo não víamos esse modelito nas ruas, nas lojas ou mesmo guardadas nos armários. Mas depois, vendo, revendo e experimentando algumas, passei a gostar da ideia, porém, ainda, sem comprar. Afinal, gostei, mas não delirei. E em tempos de arrocho mobiliar apartamento, não é legal sair comprando sem ter certeza de que aquilo será útil e que realmente fará diferença na sua vida. Tá.. a vida continuou.. até que um dia, rosetando pela Zara, dei de testa com aquela que, daí a poucos minutos, seria a MINHA primeira saia longa (não estou contando as riporongas dos tempos de forró que ainda tenho, né). Gente, aí sim, o sininho lá dentro bateu, e bateu forte, então percebi que estava na hora de adquirir a minha. Estou simplesmente APAIXONADA por ela: o plissado, o tom terroso, com seus rajados, o comprimento, o caimento.. Valeu mesmo esperar, pois essa foi feita pra mim!!

Complementando o modelito eu decidi usar uma blusinha branca bem simples, já que que queria que a saia  fosse o ponto alto do look. Não queria nada apagando sua luz e acho que a ideia da blusinha deu certo. Mas para dar um up no visual, sem porém, chocar com o restante, optei pelo cinto onçudinho, dando um tcham na roupa. Não sei vocês, mas eu ADOREI!! (modesta) Como acessórios usei vários colarezinhos fazendo um composé no colo e, além deles, mais dois itens bastante especiais. Por que especiais??? Porque, mais uma vez, foram da minha vovózinha lindaaaaaaaaaaaaaaaa e, por isso, entram também na categoria de Xodós!!! O primeiro é uma pulseirinha de bolinhas banhada a ouro vermelho (gosto desse tom com cara de envelhecido). Vocês têm que ver que delicadeza que é. É uma peça super levinha, um mimo. Já o outro é um anelzinho trançado, com pingente (Xodozíssimo!!!). Amo tanto que agora ele já faz parte dos aparadores da minha aliança de casamento. Ou seja, seu uso eventual foi substituído por um uso regular. Ele é feito no formato de trancinha. Uma fufura!!! Vejam aí:

Então, tendo falado do look, passo aos comentários sobre a Gustusura do Dia! Bom, esse findi resolvemos ir ao Gero Restaurante. Desde novembro de 2010, Rogério Fasano e seu pai, Dom Fabrizio, abriram mais uma casa da rede de hoteis e restaurantes, agora em Brasília. O restaurante Gero fica no Shopping Iguatemi, situado no Lago Norte da capital federal e funciona para almoço e jantar. Fasano, como é conhecido o proprietário do Gero (este conhecido como o “filhote” mais informal do sofisticado Restaurante Fasano – Rio e São Paulo) prega que atender bem e ter boa comida à mesa são obrigações de qualquer estabelecimento. O diferencial dos espaços da família Fasano, segundo afirmam, é proporcionar o maior conforto possível para que as relações fluam, sejam particulares ou de negócios. Minha opinião: o lugar é lindo, requintado, aconchegante e discreto. Barato? Não, não mesmo! Os vinhos são caros (e não porque propriamente melhores, mas são mais caros do que o mesmo servido em outras casas; o mesmo!). Além disso, a rolha (o preço/taxa que se cobra para você levar seus vinhos) não sai por menos de 80 ronaldos. Educadamente o que querem dizer? Por favor, não tragam seus vinhos. É  o preço da tradição e do nome, né.  Mas sabem o que achei muuuuito legal?? É que todas as massas, pães, sobremesas, petit fours são feitas na casa. Nada vem de fora. As massas apenas são confeccionadas (esticadas mesmo!) na hora em que o pedido é feito. Ampla e bem iluminada, a cozinha possui equipamentos de primeira e equipe afiada. Há espaço para panificação, confeitaria e produção de massas frescas, as estrelas-protagonistas da casa.  Outra coisa que chama a atenção é a quantidade de garçons e maitres à nossa disposição. O que às vezes me irrita profundamente em outros locais, lá eles até excedem. Pelo que soube, parece que a média é de um garçom para cada quatro pessoas (isso sem contar com os maitres). Bastante, né.. O saldo? Positivo! Não é um restaurante de se ir todo dia, a toda hora, mas volto lá a qualquer momento e oportunidade. Vale conhecer!

O couvert é uma gustusura sem fim!
Pedido 1: Raviolini com recheio de mussarela de búfala ao molho de tomates frescos e manjericão



Pedido: Ravioli de vitela ao funghi
A adega
O interior
O interior again
A espera
A fachada do Restaurante. Essa é parte que deixa a desejar.. O que tem lá dentre pede algo mais imponente aqui fora..
01
jan

Diário de ANITA!!

Oi meus queridos! Como foram de semana e de final de semana? A minha semana foi um tanto quanto tumultuada, com altos e baixos, e muuuuitas emoções (boas e ruíns). Nada demais não, mas foi! Aliás, a vida é assim, né!? Uma eterna montanha russa, com pontos altos, baixos e reviravoltas mil, né?! Mas a beleza da vida está em sabermos levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima, né não? Então prossigamos..rs.

No meio da semana passada eu fui ao salão. Estava o que é raro com trocentos procedimentos marcados, dentre eles, um corte, uma hidratação power, o clareamento das pontas, sobrancelha, etc. Mas a agonia começou aí.. Depois de alguns minutos sentada na cadeira da profissional, qual não foi minha surpresa quando ela TOSOU meu cabelo?! Detalhe, tinha ido lá alguns dias antes exatamente para explicar que eu queria cortar o suficiente para tirar umas pontinhas feias. O resultado disso tudo foi que perdi quase dois palmos do meu cabelo o que me deixou exatamente dois dias INTEIROS chorando, literalmente! O restante? Nem fiz? Saí tão desnorteada de lá que não tinha mais graça “brincar de salão”. Exagero pra alguns, eu sei, mas só eu sei o que senti. Tentando restabelecer a normalidade da vida (dramática!?! rs) fui ao cinema na sexta assistir ao tão festejado Intocáveis, filme francês que estreou há pouco tempo. MEODEOS, que surpresa agradável foram aquelas quase duas horas de filme!! Falo dele até agora, de tanta empolgação. Quanta lição, quanta diversão e, mesmo sendo catalogado como drama, quanta risada.. Hahah. Não vou contar nadica não! Quem não assistiu PRECISA ir correndo ao cinema! De lá fui prestigiar o lançamento de um livro que, além de a autora ser mãe e tia de amigos queridos, o tema é algo extremamente intrínseco a mim e à minha vida. Não é à toa que tenho uma tatuagem estampada em mim exatamente com o mesmo título da obra: RESILIÊNCIA.  Tudo a ver com o que comecei dizendo no post, não? Veio em boa hora.. Como disse, o livre se chama Resiliência e foi escrito por CELIANE SECUNHO. Estou doidinha pra ler!No sábado, aquele dia que se tem um tempinho a mais para fazer uma “arte”, foi dia de inventar moda com uma mesa bonitinha e de ir brincar na cozinha. Montar uma mesa é algo que me encanta loucamente. Viajo naquilo. Adoro! Já a comida foi, digamos, uma #semvergonhice da minha parte. É que eu fiquei com preguiça de “botar a mão na massa”, então, a solução, foi fazer uma massa semi pronta e que, no final das contas, ficou uma diliça! Acrescentei um molhinho, umas ervinhas/temperinhos e.. zapt! Só na roliçança! Bom, depois de alguns dia me acostumando com o novo cabelo SURECO, eu encarei e postei no instagram (@anitabemcriada), já que, com a foto do antes, da transformação, acabei deixando todo mundo curioso pra saber o que tinha feito afinal. E, afffff, aquela expectativa toda me deixou ainda mais tensa, pois quando postei a foto do antes não imaginava que aconteceria o que aconteceu. Mas, no final das contas, depois que postei no instagram o resultado, a receptividade foi tão grande e tão gostosa que fiquei beeeeem mais animadinha. Então tá aqui pra vocês verem também. Nessa primeira foto o cabelo escovado. E nessa outra foto aqui, uma produção com baby-liss (pra ficar mais parecida com os cachos). No domingo foi dia de passear: Parque da Cidade e Torre de TV digital. Esta última ainda era novidade pra mim, então aproveitei para mudar isso. E adorei o passeio. Fui bem no meio do dia, na hora do almoço, creeeeeeente que não ia ter ninguém e.. hãm! Olha aí o tamanho da fila! A subidinha ficou pra uma ooooutra vez! Ahhh, e antes que eu me esqueça, em meio à turbulência da semana, aconteceu algo MUUUUITO legal! O Anita bem criada foi convidada para ser parceira do Helio Diff, salão badaladeséeeeeeeerrrimo aqui de Brasília, com seis unidades espalhadas pela cidade. Não é muito legal?!?! Mas depois conto todos os detalhes por aqui!! Então é isso!! Uma maravilhosa semana pra todos nós! Muito iluminada e feliz!

01
jan

Presença de Anita

Pobre Juan – Brasília

Para quem gosta de uma boa carne, o relativamente novo Pobre Juan merece uma visitinha. Com um ambiente descontraído, mas sem perder a qualidade, esse restaurante argentino é uma das melhores opções de churrascaria aqui no Planalto Central. Está localizado no também recém criado Shopping Iguatemi aqui em Brasília e, mesmo pra quem não ama carne loucamente (como yo), o restaurante é uma diliça!

Modelito para um almocinho no findi.
Essa blusinha da Toli foi praticamente DESENTERRADA do armário!
Comprada há CINCO anos, usei quando comprei e nunca mais!
Sempre a achei meio mal enjambrada, mas acho que finalmente deu pra captar a ideia dela..


Os pratos são realmente muito saborosos e enchem a vista dos carnívoros de plantão. Acima o cardápio, o couvert e os pratos (o meu? infantil.. hahaha, pra variar. Aliás, confesso: na maior parte dos restaurantes que vamos a minha pedida é pelo prato infantil).

Alguns ambientes / olhem que interessante as garrafas da adega (primeira foto)


O Pobre Juan, com uma arquitetura rústica e ambiente aconchegante, trouxe a legítima parrilla argentina, primeiro para São Paulo, e agora, para Brasília. O restaurante oferece uma grande variedade de carnes importadas: Bife Ancho, Bife de Chorizo, Ojo de bife e ainda, o prato da casa, Bife Pobre Juan.Os acompanhamentos também fazem sucesso – papas souflê, batatas infladas e crocantes, disputam a preferência dos clientes habituès com a farofa de huevos e o arroz biro biro.O toque final fica por conta das sobremesas preparadas com doce de leite Havanna, exclusividade do Pobre Juan: entre elas destacam-se a panqueca de doce de leite e o pettit gateau de doce de leite. Nhamiii. Maaaas, no dia que fui, não coube.. :[[[[ 

Outros ambientes


 Ah, e o nome foi inspirado no “parrillero” que passa calor, cuidando da carne no fogo.

01
jan

Diário de ANITA!

Oioioi! hehe (sôdade!). Passaram bem de findi? Preparem-se para um dos posts mais gardjeeenhos que já passaram por aqui! É que minha semana passada foi cheia de gordices. Nuh! No geral sou sossegadíssima com comida. Até porque, como tenho algumas restrições alimentares, acabo caindo muito na mesmice e me contentando com um lanchinho de leve ao fim do dia. Mas, como disse, não sei o que aconteceu semana passada. Tava com vontade de comer coisinhas/bobaginhas diferentes do trivial e, assim, a semana foi recheada delas. Comecei com as esfirrinhas, que para mim, caem como uma luva. Não são fritura (meu estômago não aguenta), não têm leite (mina intolerância à lactose não permite) e combinam SUPER com uma pimentinha. Diliça demais! No dia seguinte foi dia de sanduba. E que sanduba!! Um super sanduba!  Tava salivando com um e foi só a conta de chegar em casa e iniciar os preparativos. Tá certo que dormi sentada, pois a digestão aqui anda devagar com andooor.. Mas valeu! Já no dia seguinte era dia de pizza. Comprei umas massinhas de pizza, bem fininhas e integrais e só bolei o recheio. Foram três sabores: manjericão, tomatinho cereja e muçarela, blanquet com tomate seco, e pepperoni. Espalhei bastante molho de tomate e coloquei os recheios em cima. As minhas, claro, sem muçarela (com Ç mesmo!). Mas ficou tãaao gostoso! Bastante azeite. Hmmmm.. Bom, na sexta, foi dia de preparativos para a final da Copa, digo, de Avenida Brasil.. Hehe.. Então combinamos de assistir com a turma, na casa de um deles. Ah, para “matar a saudade”, aqui vai a “sandália do dia”! Foi super divertido! Mulheres de um lado e homens do outro, jogando poker. Tá certo que tinham alguns ali mais interessados na novela do que no poker mesmo..haha.. Só quando acabou é que o carteado comeu solto. Depois dizem que novela é coisa de mulher. Sei! Domingo foi dia de roliçanca AGAIN! Voltamos ao TouJours Bistrô (lembram que já falei dele aqui?). Pois é, AMO esse  francesinho aqui em BSB. E, claaaaaaaaaaro, como seu muito imprevisível (só que ao contrário!), eu pedi o mesmo prato: filé au poivre com batatas gratinadas. Igualmente perfect. Volto a recomendar! De tarde aproveitei para ir com umas amigas conhecer a Casa Cor Brasília 2012. Gente, foi tãaaaaaaao divertido, tão inspirador. Acho que todo mundo deveria ir. Adorei vários ambientes e muitas peças. Selecionei alguns aqui embaixo. Já falei que amo arquitetura, decoração e design de interiores? Rs.Então é isso! Beijos e uma maravilhosa semana!

01
jan

Presença de Anita



Visitinhas das irmãs!!

Vocês devem ter percebido que sumi um cadiquim do blog esses dias, né. Mas olha, foi por uma causa justíssima! Esse findi recebemos a ilustríssima presença de nossas irmãzinhas em nossa casa. Foi óooooooootemo! Nos divertimos muito, passeamos e prusiamos. Então, para não perder o registro, aqui umas fotinhas de nossa saidinha de sexta-feira.

Corcunda de Notredame?? Nãaaaao, Anita bem criada!

Papaula e Cris = quiriiiiiiiiiiiiidas


Fomos ao restaurante Oliver, aqui em Brasília, que fica no Clube de Golf. Eu AMO esse restaurante e não é de hoje. Mas, como estava acontecendo o Restaurant Week, o pessoal resolveu pedir o prato do festival e, infelizmente, estava horrível!! Eu dei sorte porque pedi outra coisa. Mas como o blog não apenas fala do que é bom, mas alerta sobre o que não é/foi bom, fica dito. Apesar de a comida ser maaaaaaravilhosa, o Oliver deixou a deseja no prato do festival.

Oliver