fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: dicas de viagem

18
jun

Meu roteiro pela Alemanha!

O mês de abril para mim terminou de uma forma um tanto quanto mágica! Para quem não sabe passei alguns dias na Alemanha e na França, desbravando e conhecendo cantos que até então não eram um destino óbvio para muita gente, foi um privilégio e tanto!

Nesse passeio me deparei com  paisagens de filmes, conheci cidadezinhas cheias de história e por mais que fisicamente eu não tenha parado um minuto, descansei, renovei a alma e voltei cheia de planos e animação!

E como de costume, não poderia deixar de compartilhar os mínimos detalhes desse meu roteiro dos sonhos com vocês! No post de hoje dou detalhes das cidades por onde passei e dicas sobre a famosa Rota Romântica! Vem comigo?

Nossa jornada começou em Frankfurt, onde desembarcamos e nos hospedamos ali mesmo, no hotel Hilton Garden Inn (detalhes sobre o hotel clicando aqui ) dentro do aeroporto. No dia seguinte alugamos um carro e seguimos rumo a Würzburg, à 120 km dali.

Por lá passamos parte do dia, conhecemos os principais pontos e seguimos para Rothenburg ob der Tauber, uma cidadezinha encantadora.

Optamos por começar nessa ponta da Rota Romântica, pois nas pesquisas prévias que realizamos, vimos que as paisagens vão melhorando a medida em que o trajeto é percorrido e assim o fizemos.

Em Rothenburg nos hospedamos no  Hotel Eisenhut (detalhes sobre o hotel clicando aqui), localizado bem ao centro e próximo a grandes atrações como a Marktplatz  e também a uma loja de artigos natalinos que fica aberta o ano todo, super encantadora!

A vila medieval de Rothenburg é simplesmente incrível e nos apaixonamos logo de cara pelo local! E gostamos tanto que adaptamos o nosso roteiro: inicialmente passaríamos duas noites na cidade e seguiríamos para as próximas, porém conseguimos alterar a reserva e por fim ficamos três noites por lá e fizemos as outras partes da rota apenas nos deslocando de carro.

E dessa forma passamos o dia em Nördlingen e em Dinkelsbühl, vilas próximas e que compõem da Rota Romântica. No dia seguinte, batemos mais um pouco de perna por Rothenburg , visitamos Donaworth e seguimos rumo a segunda parte da nossa viagem!

E se você quer ver ainda mais detalhes dessa primeira parte da viagem, segue o vlog que tem lá no canal do Anita Bem Criada no Youtube:

Na segunda parte da viagem, conseguimos perceber nitidamente a mudança de paisagens. Se na primeira parte da Rota Romântica a vista é pautada por construções e muita arquitetura, esse segundo momento possui uma vibe mais bucólica e natural, com gramas, animais pastando…bem ao estilo das embalagens do chocolate milka rss.

E no intuito de aproveitar esse clima de natureza, ao invés de nos hospedarmos no centro de Fussen, cidade onde chegamos, decidimos ficar um pouco mais distante, no Hotel Das Rubezahl (detalhes sobre o hotel clicando aqui), um paraíso no campo, com vista para os alpes e para os castelos de Neuschwanstein e de Hohenschwangau. Tudo isso na cidade de Schwangau, à dois quilômetros de Füssen.

A paisagem do hotel foi uma das mais lindas que já vi e por lá aproveitamos para descansar e fazer uma programação um pouco mais tranquila. No primeiro dia fomos a uma cabana no alto dos alpes e almoçamos em um restaurante delicioso e repleto de figuras locais.

O hotel também oferecia piscina e jacuzzi aquecidas, então tiramos um tempo para relaxar. Nos dias que se seguiram, conhecemos os castelos famosos e também a cidade base, Füssen.

Nos despedimos dessa parte da viagem e também da Rota Romântica subindo a Zugspitze, a montanha mais alta da Alemanha e por lá encontramos muita neve, friiio e um visual deslumbrante!

E se você quer ver ainda mais detalhes dessa segunda parte da viagem, segue o vlog que tem lá no canal do Anita Bem Criada no Youtube:

E na terceira parte dessa aventura, chegamos à Baden-Baden, onde exploramos a cidade, a região e também conhecemos a famosa Floresta Negra! Ficamos por lá alguns dias e aproveitamos as oportunidades gastronômicas e também os passeios!

Por lá nos hospedamos no Belle Epoque (detalhes sobre o hotel clicando aqui), hotel pertencente a rede Small Luxury Hotels of the World (já conhecíamos a rede da nossa lua de mel e também de outras viagens) e abrigado em uma construção de 1874.


E se você quer ver ainda mais detalhes dessa terceira parte da viagem, segue o vlog que tem lá no canal do Anita Bem Criada no Youtube:

Depois de Baden Baden, seguimos para a França, mais precisamente para Strassbourg, onde encontramos parte da nossa família, passamos alguns dias mais off e exploramos cada cantinho.

Essa foi a última parte da nossa viagem e escolhemos o destino por termos nos encantado com o país desde a última vez que a visitamos. Não queríamos demorar tanto tempo para voltar e assim decidimos fechar essa aventura, na famosa Petit France!

Pelas redondezas conhecemos cidades pertencentes a rota do vinho, vilarejos medievais e tudo isso com um cenário de filme!

Ficamos hospedados através do Airbnb e nesse vídeo conto tudo em detalhes:

Despedir-se de destinos tão incríveis e de paisagens tão estonteantes nem sempre é tarefa fácil, mas mais uma vez retornei para a casa com o sentimentos de gratidão por ter o privilégio de viver tantas aventuras!

Agora é planejar as próximas viagens e recordar de tantos momentos inesquecíveis!

23
Maio

Vídeo: Vlog de Viagem: Baden-Baden, Heidelberg e a Floresta Negra

Na parte final da minha viagem pela Alemanha eu conheci Baden-Baden, a sonhada Floresta Negra e Heidelberg. E é isso que mostro pra vocês no vídeo de hoje. Vem comigo!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí! 

15
out

Get Malas – praticidade e conforto na hora de viajar!

Como vocês sabem, passei algumas semanas viajando pela França em comemoração aos meus oito anos de casada com o Luciano. E viagens como essa, pedem uma organização prévia, principalmente no que desrespeita às malas. Nessa nossa última aventura, presenciamos a troca de estações e por sua vez uma mudança brusca nas temperaturas, o que pediu atenção dobrada na hora de decidir o que levar.

Viagens internacionais pedem por malas especiais, que sejam maiores e mais resistentes, que aguentem o batidão de deslocamento para destinos variados. Logicamente, não é todo mundo que possui uma dessas em casa. O preço de uma mala costuma ser alto e o uso nem sempre é frequente.

E foi pensando em todas essas questões que cheguei à Get Malas, uma empresa de aluguel de malas, que facilita todo o processo de obter a mala ideal para cada tipo de viagem!

Get Malas é uma franquia de aluguel de malas que funciona em 14 cidades do Brasil, oferecendo uma gama variadíssima de malas para os mais diversos estilos de viagens. O aluguel inicia-se pelo site através de um cadastro pessoal, reserva do produto desejado e pagamento através de cartão de crédito, boleto bancário ou dinheiro no momento da retirada.

Em seguida, o site permite escolher qual a forma de receber as malas, seja retirando nos pontos franqueados ou recebendo em casa ao pagar um frete adicional. O mesmo esquema é realizado no momento das devoluções. Claro que combinei a entrega e retirada, pois hoje em dia tempo é uma preciosidade e eu tenho lutado muito para conseguir administrar o meu de uma forma melhor.

Durante a viagem, qualquer imprevisto com o serviço ou o produto, como danos, sujeira e afins, a Get Malas resolve tudo sem multas e sem custo adicional! Qualquer problema de extravio, violação que aconteça no aeroporto, basta realizarmos o registro da ocorrência e só! Assim, viajar fica ainda mais gostoso, sabendo que a empresa garante toda a segurança da bagagem do inicio ao fim. Ah! Todas as malas já vêm com cadeado fixo! Perfeito! Super recomendo!

Já é a segunda vez que viajamos com a Get Malas e sigo indicando para todos que me perguntam. Praticidade é a palavra de ordem!!

Você pode encontrar sua mala ideal no www.getmalas.com.br

Lá tem tudo explicadinho desde a escolha dos produtos até a entrega em casa!

11
jul

Dicas imperdíveis de Viena, na Áustria!

Viena, capital da Áustria, é daquelas cidades que surpreendem. Estivemos lá na última semana de dezembro para a virada do ano. Aliás, para quem não se importa com o frio, recomendo fortemente essa época para conhecer a cidade, já que é possível curtir tanto os mercados de Natal quanto as festas de Revéillon.

Porém, independentemente da época, Viena tem muitas atrações imperdíveis. A cidade vibra música clássica, tem palácios imperiais lindos, museus interessantes, cafeterias aconchegantes, restaurantes finos, e lojas chiques. Enfim, tudo que existe de muito bom gosto você encontra em Viena.

Quer saber o que você não pode perder quando estiver na cidade? Veja os melhores programas aqui!

 

1 – Curtir as ruas da cidade
Passear pelas ruas do centro de Viena é um dos passeios mais gostosos de fazer. As ruas são limpas e seguras para os pedestres. Ande sem pressa pelas ruas, admire as vitrines da lojas, os lustres chiquérrimos, e até mesmo o chão, que chega a brilhar de tão limpo!

Anote aí algumas ruas mais famosas de Viena que não podem ficar de fora do roteiro: Kärntner, Graben, Mariahilfer, Kohlmarkt e Gumpendorfer. Ah, lembrei de outra chiquérrima! Na Wallnerstrasse, tem Tifanny, Gucci, Dior, Dolce & Gabbana, entre outras.

2 – Curtir uma pausa no aconchegante Café Central
O café faz parte da cultura vienense. Por isso, super indico tomar um café e apreciar um docinho no aconchegante Café Central, que existe desde 1876. Grandes personalidades já passaram por lá, como por exemplo, Trotsky, Lenin, Stalin, Loos, Freud e euzinha!

O café é tão importante para a cidade que em 2011 as cafeterias vienenses, originadas no século XVII, foram incluídas na lista do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, pois são um lugar “onde o tempo e o espaço são consumidos, mas apenas o café é encontrado na conta”.

3 – Experimentar a tal torta Sacher
Outra fama da cidade tema ver com a aclamada torta Sacher. E, se você quiser experimentar no local onde a torta foi criada, vai ter que ficar um tempinho na fila do Hotel Sacher. Já vou avisar para não criar expectativa, a torta nem é assim tão gostosa e o atendimento é demorado. Sabe aquele lugar que você parece ser apenas mais um? Pois é.

4 – Fotografar a instagramável Popp & Kretschmer
No centro de Viena, ao lado da Ópera e do Hotel Sacher, está a loja vienense mais fotogênica do Instagram. A Popp & Kretschmer, loja super classuda para os ricaços de Viena, fica decorada com um laço vermelho gigante durante a época do Natal. Um charme só!

Na Popp & Kretschmer, você encontra marcas poderosas, como Roberto Cavalli, Balmain, Salvatore Ferragamo e Zuhair Murad.

5 – Curtir uma noite na Ópera
No centro da cidade também está localizada a Ópera de Viena, uma das mais famosas do mundo. A Ópera oferece espetáculo diferente todos os dias, com mais de 50 óperas e ballet em cerca de 300 dias por temporada. Para ver a programação, clique aqui.

6 – Ver a Pestsaule
Outro monumento famoso, a Pestsaule, está em Graben, uma das ruas mais movimentadas
do centro. A Pestsaule é uma obra de arte criada para celebrar o fim da epidemia de peste
que assolou a Áustria em 1679.

7 – Ver a cidade do alto da St. Stephen’s Cathedral
Localizada na Stenphansplatz, a St. Stephen’s Cathedral é uma das mais importantes estruturas góticas da Áustria. O destaque é o telhado de mosaico, que reproduz a águia de duas cabeças real e o brasão de armas da cidade de Viena, feito com mais de 200.000 azulejos. Só mais um detalhe, Mozart já tocou na St. Stephen’s Cathedral, tá?

A entrada na Catedral é gratuita, mas para subir de elevador no topo e ver a vista da cidade
tem que pagar.

8 – Visitar o Palácio Imperial de Hofburg
O Palácio Hofburg é um dos maiores complexos palacianos do mundo. As partes mais antigas são do século XIII, mas a construção continuou até o século XX. O Palácio serviu como residência e sede do governo dos imperadores Habsburgo até o final da monarquia em 1918. Hoje, abriga vários museus, a Escola Espanhola de Equitação, um centro de congressos, e a sede do Presidente da Áustria.

A visita ao palácio inclui os aposentos do Imperador Franz Joseph e da Imperatriz Elisabeth. O passeio leva por 24 quartos, desde a escadaria imperial, passando por salas de audiência e estudos, até as salas de estar e quartos da monarquia. Além dessa visita (Imperial Apartments), o ingresso inclui a entrada em outros dois museus: o Sissi Museum (em homenagem à Imperatriz Elisabeth) e o Imperial Silver Collection (Museu de Prataria da Realeza).

Aproveite que está nessa região para conhecer a Biblioteca Nacional e o Burggarten, onde os locais adoram fazer picnics no verão.

9 – Ver a coleção de arte do Palácio Belvedere
O Palácio Belvedere abriga uma das coleções de arte mais valiosas da Áustria. É lá, no Upper Belvedere, que está o famoso quadro de Gustav Klimt (The Kiss). Se você não estiver a fim ou não tiver tempo para percorrer todos os andares do palácio, mas quer ver a obra de arte mais famosa da Áustria, compre o ingresso apenas para o Upper Belvedere e economize uns euros.

10 – Conhecer a vida da realeza no Palácio Shonbrunn
O maior palácio da Áustria, Shonbrunn, já foi a residência de verão dos Habsburgos. Chique, não? Um dos locais mais visitados de Viena merece um dia no seu roteiro. Para sentir toda a classe imperial, sugiro hospedar-se uma noite no palácio, na Grand Suit, que tem 167 m2. A diária custa em torno de R$ 3.500 (três mil e quinhentos reais). Ficou interessado? Clique aqui para reservar!

Mas, se você for como eu e não tiver balha na agulha para gastar essa pequena fortuna em uma noite no palácio, saiba que os jardins ao redor do Schonbrunn são maravilhosos – e gratuitos. Além disso, tem uma vista linda de Viena!

Abertos ao público desde 1779, os jardins de estilo barroco incluem um labirinto, um zoológico, ruínas romanas, a Fonte de Netuno e um Gloriette no topo da colina.

11 – Conhecer a Rathausplatz
O prédio da prefeitura de Viena foi construído nessa praça entre os anos de 1872 a 1883 em estilo neo-gótico. No final do mês de novembro, o maior mercado de Natal de Viena é montado na praça. E na noite da virada tem queima de fogos, apresentação de bandas com músicas ótimas e muito rock, mercado de natal e toda animação das festas de rua.

Foi na Rathausplatz que passamos a nossa virada do ano, após passearmos por várias outras ruas onde a cada esquina tinha show ao vivo, djs, e muita badalação.

Para quem prefere algo mais aristocrático, é possível aproveitar a noite no famoso baile de gala vienense dentro do prédio da prefeitura. Só que precisa comprar o ingresso com bastante antecedência, ok?

Ainda que você pretenda visitar Viena em outra época, saiba que durante o ano acontecem vários eventos na Rathausplatz. Tem pista de patinação no gelo de janeiro a março, shows de jazz, cinema ao ar livre em julho e agosto, festas com djs, dentre outros programas. Viena é uma cidade muito animada, gente!

12 – Descobrir sabores no Naschmarkt
Dar aquela conferida no mercado municipal de Viena é programa básico para quem curte comida de rua.

No mercado, você encontra vários restaurantes, bares, lojinhas de temperos, de utensílios domésticos, entre outras.

13 – Dar uma voltinha no Prater
O Prater é um grande parque público localizado no 2º distrito de Viena (Leopoldstadt). A entrada é gratuita, você paga apenas o que quiser fazer. É no Prater que está a maior roda gigante de Viena, construída em 1897.

Vários eventos acontecem no Prater ao longo do ano. Para ver a programação, você pode clicar aqui.

14 – Museus
Para quem gosta de museu, Viena é um prato cheio! Além dos museus nos palácios que mencionei acima, existem outros bacanas, como, por exemplo, Albertina, Museu de História Natural, Museu da Música, e vários no Museum Quartier.

15 – Jantar no Do&Co
Para uma noite especial, vale muito a pena dar uma chegada no Do&Co, restaurante localizado na Stephansplatz. Estava tudo muito saboroso!

O ponto forte do restaurante é a comida asiática. Então se você estiver a fim de um ótimo sushi e sashimi nem pense duas vezes!

Por estar localizado no último andar do hotel, o restaurante tem uma vista linda da St. Stephen’s Cathedral. Por ser bem procurado, é importante fazer reserva.

16 – Jantar no Sky Bar
O Sky Bar está localizado no último andar da Steffl, famosa loja de departamentos vienense. A fachada de vidro do restaurante oferece uma vista linda da cidade.

Também é preciso reservar. Nós não conseguimos mesa, mas por sorte tinha um lugarzinho no bar do restaurante. Risoto delicioso!

Também experimentamos e gostamos do Motto & Fluss (mais pelos drinks e balada do que pela comida) e dos já conhecidos de outras cidades: Hard Rock e Valpiano.

17 – Esquiar em Stuleck
Para quem quiser esquiar, indico um bate-volta de trem a partir de Viena para Stuleck. Essa
estação de esqui bastante conhecida pelos locais fica, aproximadamente, a duas horas de
distância de Viena.

18 – Passar um dia em Bratislava
Outro bate-volta bem viável é de Viena para Bratislava, capital da Eslováquia, de trem. A viagem tem a duração de, aproximadamente, três horas. E basta uma tarde para dar uma voltinha boa na cidade, já que não tem muito o que fazer por lá. Mas, de qualquer modo, vale o passeio.

19 – Hospedar-se no Hilton Vienna Plaza
Super indico o Hilton Vienna Plaza. O hotel fica muito bem localizado no Primeiro Distrito, por isso é muito próximo dos principais pontos turísticos. Além disso, tem uma estação de metrô na calçada lateral  do hotel, o que é simplesmente perfeito! Também é importante acrescentar que os quartos são amplos, o atendimento é impecável, o café da manhã tem de tudo, é bem recheado mesmo, e delicioso. Ficaria de novo facilmente. Para ver detalhes, você pode clicar aqui.
Espero que tenha gostado das dicas e aproveite bastante! Viena é uma cidade realmente imperdível!

 

Bianca Cobucci é Defensora Pública, Mestre em Políticas Públicas e coordenadora do Projeto Falando Direito; Autora do blog Teoria da Viagem. Escreve sobre os direitos do consumidor relacionados à viagem e turismo, bem como sobre os países e lugares que já que visitou.

15
fev

Vídeo: Tudo sobre o meu próximo destino: ITÁLIA E PORTUGAL

No vídeo de hoje eu conto para vocês tuuuuudo sobre o meu próximo destino: os países, cidades, o roteiro, os motivos das escolhas, hospedagem, interesses e muito mais. Vem ver!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!