fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: Livros

08
jan

Livros motivadores para começar o ano!

Dar inicio a um novo ano é renovar as listas de objetivos, de sonhos, de desejos e principalmente, a lista de motivações! Para seguirmos no pique dando conta dos planos, nada mais interessante do que buscar inspiração.

E mergulhar em outros mundos pode ser uma ótima forma de se inspirar. Ler livros com dicas de organização ou assistir filmes com histórias de superação pode dar aquele gás que precisamos para dar o pontapé em 2019.

Abraçando essa vibe de recomeço que amamos, trouxemos esse mês uma dobradinha de posts sobre livros e filmes bem motivadores, para você ler e assistir com o bloquinho na mão, pronta para planejar o que está por vir! Vamos entrar com tudo nesse ano?!

1 – O milagre da manhã – Hal Elrod

Para começar o ano bem cedo, Hal Elrod conta sobre o método simples e eficaz que vai proporcionar a vida dos sonhos — antes das 8 horas da manhã! O autor explica os benefícios de acordar cedo e desenvolver todo o nosso potencial e as nossas habilidades. O milagre da manhã permite que o leitor alcance níveis de sucesso jamais imaginados, tanto na vida pessoal quanto profissional. A mudança de hábitos e a nova rotina matinal proposta por Hal vai proporcionar melhorias significativas na saúde, na felicidade, nos relacionamentos, nas finanças, na espiritualidade ou quaisquer outras áreas que necessitem ser aprimoradas. – vamos acordar cedo?

2 – O poder do hábito – Charles Duhigg

O Poder do Hábito: por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios é um livro de Charles Duhigg, ex-repórter do New York Times, publicado em Fevereiro de 2012 pela Random House. Nessa publicação o autor explora a ciência por trás da criação e reforma de hábitos e o quanto esses podem ser essenciais para o êxito em diversas situações que vivemos. O livro chegou à lista de mais vendidos do New York Times, Amazon.com e USA Today.

3 – Recomce – Bráulio Bessa

“Quando a vida bater forte e sua alma sangrar, quando esse mundo pesado lhe ferir, lhe esmagar… É hora do recomeco. Recomece a lutar.” Bráulio Bessa, autor de Poesia que transforma retorna em um caderno de perguntas que vai ajudar você a escrever sua própria história a partir do poema que conquistou o coração dos brasileiros. Esse livro é um estímulo para que você reflita sobre a sua jornada de vida, seus sentimentos mais profundos e seus relacionamentos mais especiais. Quando a vida parecer muito difícil, ponha o lápis no papel e recomece novamente.

4 – Aprendizados – Gisele Bundchen 

Para quem busca histórias inspiradoras, essa é uma oportunidade para conhecer profundamente uma das brasileiras mais respeitadas do século. A caminhada de Gisele Bündchen começou no Rio Grande do Sul, numa casa com cinco irmãs, jogando vôlei e resgatando cães e gatos de rua. Nessa época, a carreira dos sonhos de Gisele estava bem longe das passarelas e mais próxima das quadras de vôlei. Mas, aos 14 anos, numa viagem a São Paulo, o destino interveio e colocou um olheiro em seu caminho. Gisele se tornou um ícone, deixando uma marca permanente na indústria da moda.Porém, até hoje, poucas pessoas tiveram a oportunidade de conhecer a verdadeira Gisele, uma mulher cuja vida privada é o oposto de sua imagem pública. Em Aprendizados, ela revela pela primeira vez quem realmente é e quais ensinamentos, em seus 38 anos, a ajudaram a viver uma vida com mais significado. Uma jornada da sua infância de pés descalços em Horizontina à carreira internacional, à maternidade e ao casamento com Tom Brady. Uma obra que demonstra grande sinceridade e vulnerabilidade, Aprendizados revela a vida íntima de uma mulher extremamente pública.

28
mar

Dicas de livros para quem gosta de moda!

Quem é aficionado por moda está sempre buscando materiais que falem do tema. As grandes publicações nacionais e internacionais nos deixam alinhados com o momento e as últimas novidades, mas é importante também entendermos sobre o passado e sobre as principais reflexões em torno da indústria.

Para isso é necessário recorrer aos filmes, documentários, desfiles passados e principalmente aos livros! Existem inúmeros volumes que discorrem sobre os vários campos da moda e nos agregam uma boa dose de conhecimento!

Hoje deixo por aqui algumas sugestões de livros que falam sobre a moda e a sua pluralidade, não deixe de ler!

Moda com Propósito – manifesto pela grande virada 

Escrito pelo ex marketing da Farm e idealizador do projeto Malha, André Carvalhal (quem também é autor de Moda imita a vida) discute uma nova era para a indústria da moda, através da reflexão e reutilização dos materiais até então já produzidos no mundo.

O livro discute temas como descarte, consumo e novas possibilidades para se adquirir roupas. Com uma ideia coletiva, a obra conta com depoimentos de diversas pessoas e personalidades da área e já está em sua quarta edição.

Glamour

A pedido de ninguém mais ninguém menos do que Jacqueline Kennedy Onassis, a icônica editora da Harper’s Bazaar Diana Vreeland, coletou suas imagens de moda favoritas, reuniu seus melhores conselhos de elegância e publicou um verdadeiro guia de estilo que imediatamente ganhou o status de clássico!

Com prefácio escrito por Marc Jacobs, a publicação conta com os melhores looks de street style dos anos 80 fotografados por pessoas como Man Ray e Elliott Erwitt.

100 anos de moda

De autoria de Cally Blackman, o livro 100 anos de moda é uma das publicações mais recomendadas para aqueles que querem entender um pouco mais sobre a história do vestuário e da indumentária. Percorrendo todo o século XX através de imagens e ilustrações icônicas, Blackman faz uma linha do tempo aprofundada que vai desde Coco Chanel e os estilistas mais clássicos até Marc Jacobs e a vanguarda noventista!

A Parisiense

Ex modelo da Chanel e ícone, Ines de la Fressange divide em seu livro truques e dicas que aprendeu em anos transitando pelos bastidores da moda.

Seu diferencial passa por conselhos que permeiam o dia a dia e o estilo das mulheres francesas. Em diversos capítulos, a autora fala sobre temas como elegância, encanto e a beleza natural da mulher parisiense. Tudo isso com bom humor e desenhos assinados pela própria.

Moda no Brasil por brasileiros

Idealizado pelo importante fotógrafo brasileiro Bob  Wolfenson, o livro trás um olhar de quem tanto trabalhou fora do país e faz seu retorno exaltando os diversos setores e profissionais da indústria da moda. 

Introduzido por uma conversa descontraída entre o autor e Paulo Borges, coordenador do SPFW, a publicação trás imagens honestas de estilistas, maquiadores, stylists, modelos, cenógrafos, produtores e muitos outras figuras essenciais para o funcionamento da engrenagem fashion. Tudo isso sob as lentes de um mestre da fotografia!

10
out

Os LIVROS do Coaching que mudaram a minha vida!

06
jun

Vídeo – VLOG: Minha Rotina – Trabalho, trânsito, academia, salão, confissões, coaching e mais..

Começo esta semana no ANITA com duas novidades!! A primeira é que tem Vlog da Minha Rotina novinho em folha no canal, um vídeo que vocês seeeeempre me pedem e que eu tenho o maio prazer em fazer (mesmo com o trabalhinhoextra que ele me dá!). E a segunda novidade é que, SIMMMMMMMM, a partir de hoje teremos DOIS VÍDEOS por semana no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, e não mais apenas um!!MiniaturaA partir de hoje, TODA SEGUNDA e QUINTA teremos vídeo novo no canal. Uhuuuu! Fazia tempos que queria iniciar esta nova fase, e agora, finalmente, eu consegui. Espero que curtam muito, pois estamos preparando coisas muito bacana e legais para vocês meus leitores e leitoras queridos!

E para arrematar, informo ainda que neste mês eu vou anunciar aqui uma série de novidades e surpresas que representam um passo além e avante do Anita Bem Criada. Continuem acompanhando tudo por aqui!!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no email e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí! E vem muita coisa!

09
dez

Sig Bergamin – “O” arquiteto!

Suuuuper por um acaso, quando iniciei meus “trabalhos” no instagram, (@anitabemcriada) comecei a notar imagens de peças e de ambientes belíssimos, lugares e paisagens espetaculares, sendo postadas por uma tal pessoa, até então desconhecida para mim. E aquilo começou a me chamar muito a atenção! Foi então que comecei a seguir o tal de “Sig Bergamin“. De curiosidade passou a vício. Comecei a procurar na internet sobre o tal “Sig” e foi aí que percebi tooooda a história que envolve a vida e trajetória desse badalado arquiteto brasileiro!

Resolvi mostrar aqui pra vocês a própria casa do arquiteto. Fiquei espantada com a ousadia e sagacidade da decoração que ele mesmo criou. Não é de longe algo que eu escolheria para mim, mas acredito que vocês, assim como eu, sabem apreciar uma criação artística (que é o que de fato é!), ainda que ela não seja do seu gosto pessoal. Mestre na arte de mesclar o clássico e o étnico, o arquiteto brasileiro de dom e olhar singulares, aproveita sua casa para descansar, inspirar-se e experimentar novas possibilidades de decoração. Comprador compulsivo e viajante voraz, ele coleciona livros, tecidos antigos, cristais de murano, objetos de arte, etc. Tudo isso está reunido em sua casa, numa desordem organizada pelo bom gosto e pelo olho de quem aprendeu a enxergar o que é bonito. Não exatamente o que custa mais caro. Como ele costuma dizer: “cafona é ostentar; luxo é ter tempo para ficar em casa.” A sala de estar reúne as coleções venezianas de murano e muitas das peças chinesas compradas em viagens. os tecidos jogados em cima dos sofás são “suzani” produzidos no Uzbequistão. Um deles era parte da cortina de uma galeria de arte em paris. A peça se acomodou perfeitamente no encosto do sofá. o quadro, no centro, é um Iberê Camargo arrematado em são paulo há quinze anos. As paredes laranja com obras de Alexander Calder, Roberto Magalhães e Iberê Camargo, o conjunto de sofás bordô e o enorme tapete magreb de listras coloridas dão o tom alegre à sala. Reforçam o astral positivo a lareira emoldurada de azulejos marroquinos e os inúmeros muranos que o proprietário coleciona há 20 anos. Diversas poltronas, cadeiras e almofadas convidam a um aconchegante e descontraído convívio social. A enorme biblioteca, onde Sig recebe os amigos e faz reuniões de trabalho. Da mesa de oito lugares, recoberta por um colorido tecido étnico, ou do sofá chesterfield verde de veludo francês, o único som que o arquiteto ouve é o canto dos pássaros. “Minha casa é meu refúgio. Nela descanso e me sinto bem.” A biblioteca é o lugar mais frequentado da casa. Nela, Sig passa a maior parte do tempo folheando os quase quatro mil títulos de arte e decoração. os que ficam em cima da mesa são os que ele está lendo no momento ou os que vão acompanhá-lo na viagem do fim de semana.Ali ele também faz o jantar – muitas vezes com uma bandeijinha no colo, diante do televisor, cercado por gravuras de Miró e Andy Warhol. simples, assim! Toda a casa é repleta de objetos escolhidos em antiquários. “Quando olho ao redor da minha casa, gosto de tudo o que vejo. São peças que fui adquirindo durante a vida e pelas quais tenho muito carinho”, conta Sig.Infinitas tonalidades de azul reinam na sala do sótão, local reservado para o proprietário e suas cadelas – a bulldog francesa Ásia e as labradoras África e América. Para que a casa parecesse antiga, Sig instalou, por exemplo, madeiras advindas de demolições nos pisos e no teto do ambiente. A diversidade cultural, que tanto o encanta, está presente em cada metro quadrado de seu domicílio. “Costumo dizer que esta não é a casa de um decorador, mas sim a de um eterno viajante”, comenta. Garden seats, abajures estampados, flores, tecidos étnicos, almofadas e iluminação natural são alguns dos truques do decorador para dar charme à sala. Jisuuuuis amado! O que faço que toooodas essas taças Strauss, das mais diferentes cores e tamanhos. Quero TU-DO!
No sótão, o decorador criou espaço para uma estante que abriga guias e fotos de suas incontáveis viagens mundo afora. Um espetáculo, não?! Claro! É de uma peculiaridade que só! Mas até para mesclar tudo e mais um pouco é preciso muuuuuuito talento! Virei fã DEMAIS!

Fonte: Revista Estilo e Isto é Gente!