Fresca? Não! Bem criada.

Tag: BH

05
jun

ONDE PASSAR O DIA DOS NAMORADOS EM BH: DICAS DE RESTAURANTES ROMÂNTICOS PARA OS APAIXONADOS

Oioioi! Como semana que vem já é Dia dos Namorados eu decidi selecionar aqui para vocês sugestões de alguns dos restaurantes mais fofos e charmosos em Belo Horizonte para se passar esta data tão especial. Nessa lista eu levei em conta aspectos como qualidade dos serviços e, especialmente, aconchego do local. Exemplo, luz baixa, música ambiente, decoração fofa, etc. São coisas que, para uma ocasião como esta, definitivamente contam MUITO! Tanto é que tem restaurante aí que amo e que é campeão de prêmios, mas que, só por isso, não apareceu por aqui.

Posso dizer com propriedade, porque já fui a todas as indicações que dou abaixo. Então, vamos lá?

TASTE VIN1Taste Vin é um restaurante pequeno e aconchegante, com mesas decoradas e muitas flores. Fica bem ali no coração de Lourdes e é quase unanimidade de aprovação. Um ponto alto são os suflês e a carta de vinhos da casa, com cerca de 500 rótulos. Super charmoso!

AU BON VIVANT2O restaurante  oferece pratos tradicionais de comida francesa, como se pode encontrar nos bistrôs de boa qualidade na França. É uma cozinha artesanal, com pouca preparação congelada e muitos ingredientes preparados na hora. Por isso, como antigamente, o tempo e a qualidade da matéria prima são as bases da nossa cozinha. O proprietário Phillip é um caso de simpatia à parte. Sempre perambulando por lá com sua gentileza, vale muitíssimo a visita.

HERMENGARDA3Na casa da década de 40, onde a jabuticabeira dá o toque especial, o Hermengarda recebe seus clientes em um ambiente que traz o aconchego das casas das avós mineiras. O nome do restaurante é uma homenagem à avó de Guilherme Melo, chef proprietário e criador do menu que combina a gastronomia tradicional com ingredientes regionais brasileiros.  O estilo de combinar a tradição à pesquisa de cheiros e sabores do Brasil levou a casa a conquistar o paladar dos mineiros e diversas premiações, como os títulos de “Novidade do Ano”, pelo Guia Quatro Rodas 2009, e “Melhor Cozinha Variada”, pela Veja Belo Horizonte 2010/2011.  Um dos pratos que mais amo é o de camarões V.G com molho de jabuticaba na moranga. Já mostrei ele aqui no Anita algumas vezes (basta colocar o nome do restaurante na pesquisa). Imperdível!

VILLA ROBERTI4menu do Villa Roberti, criado pelo chef Lucas Del Peloso, conta com antepastos, saladas, risotos, pastas frescas e carnes nobres grelhadas, tudo muito bem temperado, com ervas, queijos e outros produtos tipicamente italianos. Para entrada, as mais procuradas são a Burrata Delle Murge e o Prosciutto di Parma com Formaggio e Due Essenze (presunto Parma com figos frescos, queijo Grana Padano e mel Trufado, com grissinis do Villa). Já entre os pratos principais, o Gnocchi di Patate al Filetto e Brie, o Medaglione Alfredo, o Risoto de Pistache, Camarão VG em crosta de Panko e redução de tangerina e o Nasello in Crosta de Mandorle são os mais solicitados. Entre os doces para a sobremesa, o Petit Gateau de Gianduia e o Cannoncini Croccanti lideram os pedidos. Já fui algumas vezes ao restaurante e já experimentei o nhoque de filé e brio e também o camarões V.G em crosta de panko. Ambos aprovadíssimos!

L’OSTERIA CASA MATTIZZI5L’Osteria Mattiazzi, localizado na região do Santa Efigênia em BH, é um restaurante de culinária italiana e conta com a sofisticação e um clima intimista que lembra as tradicionais osterias de Veneza, cidade natal da família de proprietários do Osteria Mattiazzi. Alguns dos pratos mais pedidos são a massa com frutos do mar flambados, “Tagliatelle al nero di seppia”, e o ravióli com recheio de pato assado com lingüiça de marreco ao Molho de Funghi salteado com manteiga trufada. Um ponto alto é que alguns dos vinhos servidos no restaurante são de fabricação própria, feito pela família Mattiazzi direto da Europa. Quando fui eu pedi um risoto que não lembro em detalhes, mas o que ficou de lembrança foi só uma agradável sensação de querer mais.

GOMIDE6O restaurante Gomide é especializado na cozinha franco-italiana, com pitadas da cozinha contemporânea. O objetivo, na casa, é o de oferecer pratos básicos preparados à moda antiga – sem distorções. Alguns dos que mais fazem sucesso por lá são, por exemplo, o fettuccine com paillard e o steak au poivre. Outras opções de prato principal do Gomide são o pato grelhado, acompanhado de purê de maçã com maracujá e molho de laranjas kinkan e o tournedo Rossini. Entre as entradas, a especialidade da casa é, sem dúvida, o carpaccio de foie gras marinado no xerez e servido com azeite, vinagre balsâmico, cebolinha e flor-de-sal. Na primeira vez que fui ao restaurante meu pedido foi um risoto ao funghi. Maravilhso! Mas mais recentemente eu fui e pedi um prato com camarões V.G (minha perdição!) e eu lembro dele atéeeeee hoje!!

D’ARTAGNAN BISTRÔ7Esse restaurante é bem propício mesmo para um jantar a dois, pois valoriza em especial o clima intimista e romântico do espaço. É bem sofisticado, sem, no entanto, ser pomposo e chato. O espaço aberto ao fundo é um charme à parte! O cardápio está recheado de opções da culinária franco-italiana e o preparo dos pratos segue um ritual que começa na escolha dos ingredientes. Também pedi um camarão provençal que estava maravilhosamente bem feito!

EPHIGÊNIA BISTRÔ8Situado em Santa Efigênia, esse lugar super charmoso e bem decorado ainda conquista pelos lindos quadros com fotografias de Belo Horizonte. A proposta é uma culinária culinária contemporânea que traz elementos tipicamente brasileiros, combinados a influências da gastronomia mediterrânea. Apesar de reduzido (o que não acho um problema), o cardápio da casa é bastante variado. O prato que pedi, variando um pouco do meu costume, foi uma carne com um molho de frutas (não lembro exatamente o quê), mas que era espetacular. E a sobremesa, algo com mascarpone e frutas vermelhas também foi 10!

Como naturalmente toda lista sofre limitações, com toda certeza desse mundo, muita coisa boa ficou de fora! Eu colocaria aí, fácil, mais umas 10 sugestões, mas isso fica para um próximo post. Lembrando que a data é sempre concorridíssima, então reservas devem ser feitas desde “ONTEM”. Mas como o Dia dos Namorados cai numa sexta, nada impede que seja comemorado já na quinta, na sexta mesmo, ou ainda no sábado, o que amplia bem o rol de opções, né?!

Espero que aproveitem e curtam muito esse dia! Vou curtir de forma super especial também e depois conto pra vocês!!

29
maio

Para ir: ELOI BISTRÔ ART CUISINE

No final de semana passado fui, finalmente, conhecer o Eloi Bistrô Art Cuisine. Já faz algum tempo que estou de olho, e doida para explorar essa novidade de restaurante. Reservas feitas, lá fomos nós, no sábado de noite. 1 2 3Cheguei cedo (quando vou a um lugar para apreciar, analisar e registrar, sempre gosto de marcar mais cedo) e foi ótimo, por vários motivos. Primeiro para fazer alguns registros do lugar e, segundo, para ser atendida e recebida pelo próprio e simpático chef Eloi! Ali nós iniciamos uma conversa que fez parecer que nos conhecíamos há décadas, o que foi maravilhoso e fez tudo começar muito bem!

Situado no bairro Santo Antônio, ali pertinho da Prudente, o restaurante fica numa casa bem charmosa, atendendo por reservas de quarta a sábado, bem como, administrando cursos de gastronomia às segundas e terças.

A iluminação é exatamente como busco em lugares assim. Nem claro demais, nem escuro demais. Na medida para que o ambiente se torne bastante acolhedor e aconchegante, como era o caso. A decoração não muito elaborada, mas elegante e na medida.4O bistrô conta com 8 mesas de 4 lugares, o que torna bem exclusivo o atendimento dos clientes. E eu acho até que já comentei isso aqui, mas tenho muita preguiça de restaurante onde, para conversar com a pessoa do lado na sua própria mesa, você precisa gritar. Isso é um horror! Acho muito bom um ambiente assim tranquilo e agradável. Pra curtir mesmo o momento.

E, por falar nisso. A música ambiente é de extremo bom gosto e deu vontade de pedir a trilha sonora pra levar pra casa.56 7Apesar de termos chegado cedo (os primeiros a chegar!), todas as mesas foram ocupadas, e re-ocupadas (rotatividade durante a noite). Um movimento bem legal!

Para começar, pedimos um vinho e abrimos mão do couvert (que sempre faço questão), mas por uma boa causa: pedimos as coxinhas, como entrada, e não teria espaço para tudo!! Como queríamos conhecer as opções, pedimos um menu combinado, em que vieram 06 unidades: coxinha cremosa de frango ao chutney de manga, gorgonzola com coulis de tangerina e carne seca ao coulis de limão cravo. Tudo MAGNÍFICO!! A mistura dos ingredientes parecia realmente mágica!

8 9 10 11O menu assinado pelo Chef Eloi é sazonal e varia entre ingredientes sempre frescos e diferenciados, buscando inovar e surpreender seus clientes com uma culinária elegante, diferenciada e contemporânea. E o legal é que agora os clientes também podem desfrutar desta qualidade gastronômica em casa ou em eventos sofisticados, através de encomendas. Chic!

Como pratos principais pedimos o risoto de zucchini com camarões (sempre!) e o bacalhau comcrisp de alho poro, mini batatas e arroz de alho negro com manjericão!

Vejam que linda e charmosa a apresentação também!1213 14 15De sobremesa, petit gateau de doce de leite com sorvete e calda de frutas vermelhas. SUPERB!
16E aqui um registro com o Chef Eloi. Um encanto de pessoa, que merece todo sucesso do mundo! De quebra (e como demonstração de carinho), ainda levei pra casa o “confit de chuchu” embaladinho, entradinha famosa da Casa. Uma maravilha!17Valeu demais a experiência e, com certeza, voltarei!

Serviço:

Eloi Bistrô Art Cuisine

De Quarta a Sábado. Das 19h às 00h.

Rua Marques de Paranaguá, 85. Santo Antônio – BH.

E-mail para reservas: falecom@eloimoreira.com.br

Telefone: (031) 32436820

 

 

02
mar

Lançamento: X-Tudo eventos

Gente, hoje eu vim dar um super dica pra vocês. Quem é de BH e região, com certeza já ouviu falar do X-Tudo, que fica ali bem no coração da Savassi há mais de 35 anos!!! Sim, isso significa nome e tradição! Pois, é! Há poucos dias eu participei do lançamento do “X-Tudo Eventos” e achei tão fantástico, que me senti na obrigação de compartilhar com vocês!xtudo1xtudo2xtudo3X-Tudo, que é responsável pelos mais saborosos sanduíches de BH (e o o molho especial mais famoso do mundo – com receita guardada a sete chaves!), incluindo os tradicionais, passando pelos especiais, até os leves, além das batatinhas fritas, agora também pode chegar à sua festa, ao seu evento. Agora você pode contratar o “X-Tudo Eventos” para o seu casamento, festa de 15 anos, formatura, coquetel, chá de panela, eventos de lojas, enfim, para o que você quiser. São 5 sabores disponíveis e são todos de-li-ci-o-sos!
O x-bacon então…. hummm. E olha que nem sou muito fã de bacon, mas o do mini sanduichinho é tão crocantinho que fica impossível resistir!tudo4tudo5Aqui embaixo tem mais algumas informações e alguns diferenciais do X-Tudo para o seu evento! Achei o máximo mesmo! E não sei se vocês se lembram,mas eles também participaram do Anita Apresenta, com os mini sandubinhas, e foi um sucesso só. Vejam aquitudo6tudo7tudo8tudo9tudo19Para contato e informações:
X-Tudo Sanduíches – Tel.: (31) 32342210
Fotos: André Castro

06
jan

Ainda sobre o meu presente de NATAL..

Oi gente! Depois de uma ligeira temporada ausente por aqui, cá estou eu hoje tanto para contar para vocês sobre os últimos acontecimentos, mas também, e especialmente, para mostrar que daqui eu não saio, daqui ninguém me tira, e com as últimas mudanças, o blog volta ainda com mais força, com mais vigor, mais conteúdo, novidades, parcerias e muuuuita coisa boa!

Bom, mas quem veio aí me acompanhando viu que eu consegui realizar um dos maiores sonhos da minha vida: voltar para minha terrinha amada, Belo Horizonte!!

Tudo começou assim: depois de me formar, trabalhando na AGE/MG, lecionando na PUCMinas, e tendo recém finalizado meu Mestrado, recebi um convite praticamente irrecusável para uma experiência de trabalho em Brasília. Era uma oportunidade única de trabalhar na minha área de formação do Mestrado – o que me balançou muito, muito mesmo!

Por mais que eu tivesse meu umbigo ligado a esta terra, à minha família e amigos, o peso da oportunidade (e da responsabilidade) foi grande! Não queria me desgarrar, mas precisava ser adulta e encarar que uma oportunidade como aquelas poderia não aparecer outra vez.

Foi então que, depois de muito refletir (chorar e esgoelar), depois de conversar com meus pais e minha família, decidi dar uma chance a esta oportunidade e, talvez até como uma forma de amenizar a mudança para mim mesma, saí daqui, com o coração na mão, e com planos de ficar apenas uma temporada de uns 6 meses, aproveitando ao máximo tudo que me era oferecido, para retornar com a sensação de missão cumprida.

Pedi a Deus forças e segui caminho. Os primeiros meses foram terríveis! Tudo estava ruím! Não me acostumava ao clima, ao ritmo de vida, ao jeito das pessoas.. Na verdade, nada me fazia desligar de BH, das pessoas de BH, da minha vida aqui. Minha vida se resumia, todos os dias, na primeira hora do dia, a ligar o computador e correr atrás de passagens para garantir minhas vindas para os próximos meses! E elas eram praticamente semanais. Eu me negava tanto a aceitar Brasília que eu costumava dizer que morava em BH, mas que apenas trabalhava em Brasília, dada a frequência das minhas viagens para cá. Vê se pode??

Até que um dia, depois de ouvir um conselho muito sábio, eu notei que precisava cair na real. Eu tinha que aceitar aquela condição (de estar em Brasília, e não em Belo Horizonte). Do jeito que as coisas estavam caminhando, eu passaria toda a minha temporada em Brasília sem curtir o que a cidade tinha de bom, e sem poder também ter/estar em BH (já que me propus àquela experiência). Assim, com muita dificuldade, mas com o coração mais aberto, decidi que faria minha parte para tentar sofrer menos.

E assim, percebi que aqueles 6 meses que mentalizei de início, claro, jamais seriam suficientes. Meus aprendizados, contatos, minha bagagem só estava começando. Pensei: “bom, talvez tenha que prolongar um pouquinho mais a experiência”.. mas seeeeeeeeempre com o claro intuito de voltar para BH.

Então, para otimizar o tempo e aproveitar a estada por lá, resolvi participar do concurso de seleção de uma pós bastante conceituada de Brasília, e, obtendo a aprovação, dei por mim, que teria que permanecer por pelo menos mais um ano em BSB – o tempo de duração do curso.

O tempo foi passando e, no meio do caminho, o que acontece?? Eu conheci o meu amor!! Pois é.. a gente planeja algumas coisas para a nossa vida, mas vem ela e mostra que é ela quem manda! Com o passar do tempo, o relacionamento foi se tornando mais sério e, apesar de toda a alegria, satisfação e realização pela minha vida pessoal/afetiva, aquela certeza de que só dependeria de mim voltar para BH (na hora que eu quisesse) já não mais existia.

A certa altura eu já conseguia gostar de Brasília e curtia minha vida por lá! Mas nunca, NUNCA desisti da vontade de voltar (por mais que a concretização deste intuito parecesse um sonho cada vez mais distante). Estava sempre por aqui, vivia na ponte aérea e aproveitava horrores toda e qualquer promoção de passagem área para estar por aqui.

Há três anos e pouco eu me casei (aqui em BH, mas continuando a viver por lá) e, mesmo com o passar dos anos, eu nunca deixei de pensar um dia sequer na possibilidade de um dia voltar a morar aqui. Para vocês terem uma ideia, meus médicos continuaram sendo os de BH; minha depilação, sobrancelha e alguns serviços se mantiveram por aqui; eu me pautava pelos feriados de BH (que nem sempre coincidiam com os de BSB); a chave da minha casa (hoje casa de Mamita) vivia no meu chaveiro diariamente, o que era até motivo de pito do Maridón (homens odeiam mil coisas penduradas na chave do carro, né.. hihi)… nossa, tem cada coisa!

E tem mais! Eu troquei de carro há algum tempo e, mesmo morando em Brasília, mesmo o IPVA de lá sendo bem mais barato, eu bati o pé que meu carro tinha que ser comprado aqui, só para continuar com a placa DAQUI. Gente, talvez nem todos entendam, mas vocês não sabem o que é o orgulho de desfilar uma placa de Belo Horizonte quando se está fora daqui. Lembro também de uma vez, dentro do taxi, indo em direção ao aeroporto, o taxista conversando no celular com uma outra pessoa, falou alguma coisa sobre “Belo Horizonte” e eu cheguei a sentir frio na barriga. E olha, isso já há 4 ou 5 anos em Brasília!!!

Isto sem contar o quanto (eu acho) que era mal vista por alguns pelo tanto que eu falava (bem) de BH. “Ah que BH tem isso, ah, que em BH tem aquilo, ah, que na minha cidade as coisas são assim, ou são assado”.. Sem me dar conta de que de fato isto poderia não ser muito bem recebido, quando notava, já estava eu lá enchendo minha cidade amada de predicados – para Deus e o mundo! Mas o pior é que era tudo verdade..rs.

Por mais que a esperança de voltar nunca tivesse morrido, confesso que teve um momento que eu a vi minando sim! E por minha causa memo! Foi quando, no ano passado, fiz um concurso público e fui aprovada para o Executivo Federal. Passei dentro das vagas e, depois de participar de um curso de formação, tomei posse. Ali, mais uma vez, a alegria de uma baita realização profissional se mesclou ao desespero de ver o meu desejo de voltar para casa cada vez mais distante. Isto porque o meu órgão, por mais que fosse federal, só tinha/tem sede em Brasília.

Mas, como se diz por aí “quando há 1% de chance, tenha 99% de fé”! Pois é! Aquela ideia de que “o que é nosso encontra uma maneira de chegar até nós” é mesmo muito, muito, sábia! Surgiu uma oportunidade do Maridón vir para BH e, considerando que isto já significava mei “meio caminho andado”, “pedi a Deus que abençoasse os meus planos”, e, assim, iniciei uma verdadeira maratona rumo à concretização do meu desejo. Esta jornada foi intensa, longa, dura, sofrida, angustiante e quase aterrorizadora. Recebi muitos nãos, descréditos e até algumas puxadas de tapete.. Mas, segundo dizem também, “quando a gente quer muito alguma coisa, ela acontece”, e assim, em meados de dezembro eu recebi o maior presente de Natal dos últimos tempos: a notícia de que todo meu esforço valeu a pena! E uma coisa eu posso garantir: meu êxito só não foi 100% fruto do meu esforço por conta de Deus que esteve à frente de tudo! Era ele lá de cima maquinando e eu aqui embaixo trabalhando. E o engraçado é que quando comecei esta empreitada, eu estabeleci como meta para mim mesma que eu já teria que estar em BH neste Natal (que passou!). Tenho mania de estabelecer algumas metas que não dependem de mim e acabo sofrendo ainda mais. O tempo ia passando, a data da “minha meta” ia se aproximando e esta angústia só crescia. Maaaaas, como um presente abençoado, a notícia veio em ótima (na melhor hora). E cá estou eu!

Sei que já falei demaaaaaaaaaaaaaaais, mas o que posso dizer é para vocês “acreditarem na força dos seus sonhos. Deus é justo e não colocaria em nossos corações um desejo impossível de ser realizado”. Eu “fui firme na direção da minha meta.. porque o pensamento cria.. o desejo atrai.. e a fé realiza!”.

Estou destacando estes pensamentos, pois eles nortearam toda a minha busca! E, por mais que eu possa até ter titubeado em algum momento, eu nunca deixei de acreditar que eu conseguiria. Se eu contasse aqui os detalhes vocês, juntos comigo, perceberiam como Deus foi mágico, sábio e fez tudo, TUDINHO, como deveria ser e na melhor hora! Não poderia ter sido melhor! Neste processo eu redescobri Deus dentro de mim e encontrei/conheci verdadeiros anjos!!

Já falei demais e sei que isto cansa! Mas como em alguns outros momentos aqui do blog, falar de sentimentos realmente tem dessas coisas, né..

Fiz este post para justificar o meu sumiço dos últimos dias (completamente envolvida em mudanças, burocracias daqui e de lá, etc), mas também para contar para quem me perguntou e, por alguma razão, eu ainda não tinha conseguido explicar, o que se sucedeu. Apesar de gostar da minha privacidade, não tenho nada a esconder e achei importante vocês saberem. De agora em diante, o blog voltará à ativa, com muitos looks, posts de comportamento, conteúdo e muitos pitacos! Já já vem mais coisa por aí (fiquem tranquilos que vem bem menos texto, e mais cor, imagem, visual..rs)! Podem aguardar!

UM BEIJO A TODOS/TODAS VOCÊS E UM FELIZ ANO NOVO!!! JUNTINHO AQUI COMIGO, TÁ?!

02
jun

Look da Anita

Na linha dos “pulinhos rápidos em BH” (rsrss), neste findi rolou mais um. Que chaaaaato, né (só que ao contrário..rs). Este look foi usado para um almocinho de domingo, num dia suuuper gostoso, ensolarado e de céu totalmente aberto, porém friozinho. Então tratei de me proteger do frio com este casaquinho e, nos pés, sapatilha, pois depois ia rolar rosetança no shops. E fui assim..IMG_1722IMG_1726IMG_1725IMG_1729Casaquinho de tweed e camisa: Zara; calça wet legging: Lupo; sapatilha: Feira Hippie (BH); bolsa: Versace; óculos: Prada; batom: Up the Amp, MAC.