Fresca? Não! Bem criada.

Tag: BH

25
maio

Kauai – o paraíso na terra!

A mais antiga das ilhas havaianas, Kauai merece o título de paraíso na terra. Uma das nossas preferidas, sobretudo pela natureza selvagem e intocada, Kauai surpreende, emociona, faz suspirar. E muito. Prepare-se para ter aventuras ao ar livre inesquecíveis em meio a paisagens deslumbrantes.

Quer descobrir as riquezas desse refúgio natural? Fizemos uma lista com as principais atrações divididas por região. Confira!

 

Norte da ilha (North Shore)

1 – Kilauea Lighthouse 

O farol de Kilauea é um verdadeiro tesouro histórico que foi construído por volta de 1900 para ajudar os marinheiros a atracarem na praia. Atualmente, o local onde está o farol foi transformado em Refúgio Nacional de Vida Selvagem, no ano de 1985, a fim de proteger as aves marinhas que estão sempre por lá. Justamente por isso, o local é bastante procurado não apenas por turistas, mas também por observadores de pássaros.

A vista que se tem do Kilauea para o Pacífico é maravilhosa. Além disso, as trilhas são asfaltadas, o que torna esse passeio ideal para todas as idades.

O farol de Kilauea e o parque estão abertos de terça a sábado das 10:00 da manhã às 4:00 da tarde, fechados nos domingos e segundas-feiras e nos feriados federais. A entrada é de 5 dólares por pessoa. Menores de 16 anos não pagam.

 

2 – Princiville

Próximo a Kilauea está Princeville, uma região famosa por seus condomínios e resorts de luxo, a exemplo do fabuloso St. Regis. Para quem tem bala na agulha,  hospedar-se em um cinco estrelas por lá não soa mal.

Essa, embora muito tentadora, não foi nossa opção. Escolhemos um hotel mais intimista, localizado no sul da ilha, sobre o qual falarei ao final.

 

3 – Hanalei

Também em North Shore, vale a pena fazer uma paradinha na pequena e charmosa Hanalei, que já foi eleita a praia mais bonita dos Estados Unidos. Nessa praia, a lenda local Bruce Irons, e seu irmão, o falecido Andy Irons, aprenderam a surfar.

Ao voltar da praia, uma boa pedida é passar no centrinho comercial de Hanalei, onde há restaurantes e lojinhas. Aproveite para fazer um lanche e experimentar uma cerveja local no badaladinho Kalypso. No cardápio, há opções que vão de peixe cru, inclusive o famoso poke bowl, a sanduíches bem americanos.

4 – Haena Beach e Ke’e Beach.

Bem próximas de Hanalei, estão Haena Beach e Ke’e Beach. Se não tiver tempo sobrando e precisar escolher entre as duas, fique com a segunda.

A praia de Ke’e está localizada no final da estrada, é o ponto mais distante que você pode dirigir na costa norte. Protegida por um recife, é considerada um lugar seguro para nadar. Em Ke’e Beach, aliás, começa a Napali Coast e a trilha de Kalalau, que leva a Hanakapiai e Kalalau Beach. O estacionamento na praia é limitado e é aconselhável  parar o carro um pouquinho antes, em um estacionamento de terra.

A trilha de Kalalau começa na Kee Beach e segue pelos penhascos de Napali Coast. Os primeiros 3 quilômetros, de um total de 18  podem, ser feitos por qualquer pessoa, mas a partir dessa distância é preciso pagar uma taxa e ter autorização. Como a trilha é longa, as pessoas costumam levar de dois a três dias para completá-la. Ou seja, você vai precisar de tempo e disposição. A gente não encarou! Quem sabe numa próxima?

 

Oeste da ilha (West Side)

1 – Napali Coast

A deslumbrante Napali Coast pode ser conhecida de três formas: pela trilha de Kalalau, de barco e de helicóptero. Não há estradas na Napali, então de carro não rola. E essa falta de acesso a carros torna Napali ainda mais enigmática.

Escolhemos fazer os passeios de barco e de helicóptero. Os dois são fantásticos e fica muito difícil dizer qual é o que mais compensa, pois são formas diferentes de aproveitar. O passeio de barco é mais calmo, tranquilo e demorado, já que leva a tarde toda. De barco, você consegue ver Napali de dentro do mar e a vista é absurdamente maravilhosa. Já o passeio de helicóptero é rápido, leva aproximadamente uma hora, mas você consegue ver Napali de cima. Ou seja, tem coisas que você só consegue ver do ar e outras da água. Recomendo fortemente fazer os dois passeios.

Nós fizemos o passeio de barco com a Kauai Sea Tours. Ver Napali de barco é como navegar no paraíso. Como o passeio leva a tarde toda, você consegue aproveitar muito mais o visual indescritível da costa de Kauai, sem contar que rende fotos belíssimas. TEM QUE FAZER!!! Se quiser ver esse e outros passeios oferecidos pela Kauai Sea Tours, clique aqui.

Se você tiver sorte, vai ter a oportunidade de ver arco-íris, até mesmo duplo, golfinhos e, a depender da época, baleias.

Na volta do nosso passeio, fomos surpreendidos com uns dez golfinhos que ficaram bastante tempo acompanhando nosso barco. Foi super emocionante! É muito prazeroso e gratificante ver toda a beleza da natureza esplendorosa de Kauai. É indescritível. E essa emoção bate tão forte que nos faz refletir sobre o mal que estamos causando para o planeta e a necessidade de mudar esse comportamento, pensando na preservação da natureza em primeiro lugar. É tanta perfeição que dá até vergonha de ser humano e ter consciência da falta de respeito com o meio-ambiente. Vamos cuidar do nosso planeta com carinho e amor, gente!

Outra forma de ver Napali Coast é pelo ar. Essa foi a primeira vez que voei de helicóptero e achei a experiência super emocionante. Afinal, nada como uma primeira vez de helicóptero sobrevoando a paradisíaca ilha de Kauai. Então você vai ver Napali, mas também sobrevoa o Waimea Canyon, um vulcão e diversas cachoeiras que não podem ser vistas de barco. O passeio de helicóptero fizemos com a Blue Hawaiian.

Uma palavra define: MEMORÁVEL. E para quem tem medo, preciso dizer que eu também estava com receio, mas o voo é muito tranquilo. Você vê tanta coisa bonita que nem lembra do medo. Na verdade, quando o voo acabou, fique com vontade de ir mais uma vez! Para saber mais sobre esse e outros passeios de helicóptero com a Blue Hawaiian, você pode clicar aqui.

Portanto, se você vai para Kauai, por favor, não invente desculpa para não fazer esses passeios. Passa mal navegando? Vai no médico e pede a prescrição de um remédio. Tem medo de voar? Supera. Vai valer muito a pena.

Esses dois passeios são, definitivamente, os melhores que você vai fazer em Kauai, uns dos melhores do Hawaii, e do mundo. Ah, só mais um detalhezinho. As fotos estão sem filtro, tá?

 

2 – Waimea Canyon

Um lugar bastante legal para conhecer é o Waimea Canyon State Park, especialmente se você curte fazer trilha. Se você não tem muito tempo, é possível dirigir e parar nos mirantes para apreciar a vista. Mas se tempo não é um impeditivo, aproveite  para curtir mais de 90 quilômetros de trilhas!

3 – Koke’e State Park

O Visitor Center do Koke’e State Park fica em uma área com gramado, onde as pessoas costumam acampar. Lá também tem um museu, mas é bem fraquinho.

Dirigindo um pouco depois do Visitor Center, chega-se ao Kalalau Lookout, de onde é possível ver a praia de Kalalau e fazer a trilha com vistas da Napali Coast. Também é possível avistar o Mt. Wai’ale’ale, a 5148 pés, conhecido como um dos pontos mais chuvosos da Terra, onde costuma chover praticamente o ano todo. Como esse pico não tem chuva por somente 30 dias, a vegetação é bem verdinha e a trilha é um pouquinho escorregadia.

 

Leste da ilha (East Side)

1 – Opaekaa Falls 

Opaeka’a Falls está localizada em Wailua e o acesso se dá por Kuamo’o Road. Basta uma paradinha no acostamento para ter esse visual. Ao lado do acostamento tem uma calçada para você curtir a vista com tranquilidade.

Do outro lado da rua, tem-se o acesso para o rio Wailua, que leva até a Wailua Falls, com parada no Fern Grotto, uma caverna com samambaias no teto.

Se você animar, pode aproveitar o dia para fazer caiaque, SUP, ou dar uma volta de barco. Nós preferimos dar só uma chegadinha na beira do rio mesmo porque preferimos priorizar as praias.

 

Sul da ilha (South Shore)

No sul da ilha, Shipwreck e Poipu são duas praias bem próximas ótimas para descansar, fazer snorkel e nadar. Se você der sorte, ainda vai conhecer o casal de foquinhas que vive nadando e brincando por lá.

Olha quanta fofurice esse casalzinho de focas brincando no mar! E, ao ver cenas assim, mais uma vez, Kauai emociona. É muita paz, amor, e alegria que a gente sente ao estar tão em contato com essa natureza preservada.

Para finalizar, minha dica top de hospedagem em Kauai!! Passamos dias perfeitos no super ultra mega sofisticado, aconchegante e intimista, Koa Kea Hotel & Resort. Recomendo fortemente pela localização, serviço e atenção com o hóspede.

Se você ama a natureza, inclua Kauai na sua vida! Já estou contando os dias para voltar!

23
maio

O que não pode faltar em um casamento real!

O casamento entre o Príncipe Harry e a ex-atriz Meghan Markle aconteceu no último domingo e abalou as estruturas da realeza e de todo o mundo!

Propondo um novo olhar para a monarquia britânica, a recém nomeada Duquesa de Sussex quebrou protocolos e levou a capela de São Jorge em Windsor muita representatividade e estilo.

A curiosidade que existe em torno da família real faz com que todos esses eventos de grande porte sejam televisionados e acompanhados em todo o globo, por isso hoje, trouxemos mais algumas curiosidades e itens indispensáveis que circundam não só as festas, mas principalmente os casamentos reais.

1 – Chapéus

Você já deve ter reparado que tanto no casamento do Príncipe William com a princesa Kate Midleton, quanto na cerimônia de união entre o Príncipe Harry e a duquesa Meghan Markle, todas as convidadas tinham o chapéu como adereço principal do look.

Engana-se quem pensa que os acessórios são apenas estilo. A tradição de usar o chapéu em eventos oficiais da realeza acontece há muitos anos e é adotada não só pela família britânica, mas por muitas outras monarquias na Europa.

Sendo assim, as cerimônias reais passaram a ser também um momento em que as mulheres desfilam os mais variados modelos de chapéus confeccionados por designers britânicos de alto luxo.

 

2 – Tons pastéis

O dress code do casamento real a princípio não prevê uma cartela de cor específica para que as convidadas se vistam, mas como as cerimônias costumam ser realizadas durante o dia, é natural que muitas mulheres optem por tons mais claros e leves.

Dessa forma, em todos os eventos como esse é possível notar a maioria usando cores pastéis. Inicialmente nada é obrigatório, mas diante da foto oficial do casamento de Harry e Meghan, fica difícil acreditar que tudo foi ao menos combinado. Rs

 

3 – Flores

A tradição iniciada pela Rainha Victoria diz que todo buquê carregado pela noiva em casamentos da realeza deve conter alguns ramos de Murta. Colhidas na Osbourne House, residência que pertenceu a rainha e seu marido Príncipe Albert, as flores tem origem do cultivo do buquê da Rainha Elizabeth e também da própria rainha Victoria.

Dando ainda mais vida a tradição, dessa vez o Príncipe Harry colheu algumas outras plantas direto do jardim do palácio Kensington e acrescentou ao arranjo a espécie preferida de sua mãe Diana, as Miosótis, ou em inglês forget-me-not.

 

4 – Carruagem

Assim como nos contos de fada, o casamento real também não dispensa o uso da carruagem. Como tradição, após a cerimônia dentro da capela, os noivos saem em uma espécie de procissão pela cidade cumprimentando os súditos que por ali acompanham o evento.

Como todo o trajeto é calculadamente planejado sempre existem duas opções de modelos de carruagem: uma tradicional e aberta, e outra com cobertura em caso de chuva. 

 

5- O beijo!

Para concretizar o felizes para sempre do conto de fadas e também do casamento real, é quase que imprescindível o beijo entre o príncipe e a princesa!

Muitas das pessoas que se reúnem no entorno da igreja e que também acompanham o evento pela tv, esperam o tão aguardado beijo que sela de vez a união dos noivos e é a cereja do bolo para todo o alvoroço em torno desse dia!

 

 

 

22
maio

Vídeo: Moda na casa dos 40 anos

Falando sobre a moda para cada década, hoje trago dicas e sugestões para aquelas mulheres que já estão no caminho de uma maior maturidade, a mulher aos 40 anos!

E quando eu digo maturidade não é no sentido pejorativo não! Eu falo de mulheres que já possuem um maior autoconhecimento, vivências e conhecem bem o próprio gosto e o próprio corpo! Existem ganhos e experiências que só adquirimos ao longo do tempo e assim, aos 40 anos ganhamos uma maior percepção de quem somos! Além disso, hoje em dia podemos contar com a tecnologia e a transição de uma moda mais regrada para uma mais democrática!

Não me resta dúvida de que os 40 são os novos 30!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!

21
maio

Boinas, gorros e toucas que vão fazer sua cabeça nesse inverno!

Quando faz frio nada mais confortável do que estar bem aquecida e protegida. Melhor ainda é quando essas roupas que tanto nos ajudam nas baixas temperaturas, vêm agregadas de estilo e bom gosto.

Há também alguns elementos, que vão além dos casacos reforçados, que nos proporcionam looks mais elaborados e repletos de informações de moda. Dentre eles estão os gorros, as toucas e nessa temporada as boinas, que vieram com tudo fazendo literalmente a nossa cabeça!

Portanto no post de hoje deixo algumas sugestões de como usar esses acessórios que são a cara do inverno!

 

Eu sempre adorei o toque especial que esses acessórios dão ao look de inverno. Nas minhas viagens as boinas e gorros são itens indispensáveis!

20
maio

Vídeo: Vida de CONCURSADA X Vida de BLOGUEIRA

Pra quem sempre pergunta como é me dividir entre esta vida de blogueira e a vida de concursada, o vídeo de hoje é para você. Aí eu conto como faço para conciliar, os percalços, o que funciona, o que não, dentre outros.

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!