fbpx

Fresca? Não! Bem criada.

Tag: vinho

18
jul

Meu roteiro pela Califórnia!

Dando seguimento a essa sessão já tradicional aqui no blog após minhas viagens, hoje venho contar em detalhes o que foi a incrível experiência de passar vinte dias na Califórnia!

O motivo que me instigou a embarcar nessa aventura foi o Vidcon – a maior conferência de vídeos online do mundo – que aconteceu na cidade de Anaheim, próxima a Los Angeles.

Sendo assim, saí daqui do Brasil no dia 15 de junho a noite, rumo a costa oeste dos Estados Unidos! E já no avião, tive a agradável surpresa de me sentar ao lado da Lu Ferreira, do blog Chata de Galocha e seu marido, Leo Campos. Na nossa conexão no Panamá eles me apresentaram todo o aeroporto e me acompanharam até o portão de embarque. Um encontro rápido,porém muito divertido!

Chegando em Anaheim, fiquei hospedada no hotel Red Lion bem em frente ao centro de convenções onde aconteceu o Vidcon e também próximo a atração principal da cidade: a Disneyland, o primeiro parque da Disney!

Nos primeiros dias da viagem, nos quais fiquei sozinha, aproveitei para conhecer melhor os arredores e também San Diego, que ficava a poucas horas dali. Por lá conheci pontos bem turísticos como o Balboa Park, Old Town State History Park e o Coronado, tudo através daqueles famosos ônibus turísticos que passam a todo instante.

De volta a Anaheim, o Vidcon aconteceu durante três dias com muita imersão em conteúdos, novos pontos de vista e uma vontade renovada de fazer cada vez melhor em termos de YouTube!

O último dia de conferência foi finalizado na Disney e marcado pela chegada de uma das minhas companheiras de aventura, a Fernanda! Batemos perna por Downtown Disney, fizemos algumas comprinhas e de quebra tomei coragem para ir a montanha russa!

Na manhã seguinte embarcamos rumo a Santa Mônica onde nos juntamos à terceira e última parte do grupo, a Raquel! Lá nos hospedamos no hotel Wyndham.

Para quem não sabe, Santa Mônica é uma região de Los Angeles super badalada, que possui um pier encantador, cheio de restaurantes, lojas e muito sol!

Nos dias em que estivemos lá, fomos a Venice Beach, ao próprio Pier e a restaurantes deliciosos como o Rossoblu, um lugar bem insider e mega cool de LA!

Na etapa seguinte da viagem fomos conhecer a encantadora San Francisco! Hospedadas num ponto excelente, no hotel Stanford Court, passeamos por lugares memoráveis como a Golden Gate Bridge, Sausalito e o Japanese Tea Garden.

A cidade como um todo me chamou bastante atenção por ser um lugar extremamente acolhedor em termos de diversidade, fazendo com que as opções de passeios culturais sejam ainda mais interessantes! Com certeza quero voltar a San Francisco!

Viajar para vários destinos em um curto espaço de tempo, acaba sendo uma jornada um pouco cansativa. Pensando nisso, para finalizar nosso roteiro pela Califórnia, decidimos ir a Paso Robles, uma região de vinícolas, super charmosa e perfeita para o descanso!

Lá ficamos mais dias e conhecemos algumas vinícolas bem interessantes e com vistas de tirar o fôlego! Com o verão a todo vapor nessa época do ano, pegamos um dia de piscina no hotel Allegretto Vineyard Resort entre umas tacinhas de vinho e muita comida boa!

Uma boa novidade que ficamos conhecendo em Paso Robles foi o Uber Wine, um serviço da Uber que leva seus passageiros para conhecer as vinícolas da região, sem precisar se preocupar em localizar um motorista ou esperar por ele. Contei mais detalhes sobre essa descoberta nesse post aqui!

Finalizar nossa aventura por um lugar tão bonito e calmo foi perfeito para renovarmos as energias para voltar ao Brasil! Conhecer a Califórnia de uma maneira inusitada me abriu portas para enxergar os Estados Unidos por uma nova ótica, distante dos esteriótipos de compras, shoppings e fast food!

E se você quer ver ainda mais detalhes dessa jornada incrível que foi a Califórnia, deixo aqui alguns vídeos do meu canal do Youtube! 

 

13
jul

Hotel que fiquei em Paso Robles: Allegretto Vineyard Resort

Entrando na quarta e última parte da minha aventura na Califórnia, estive na região de Paso Robles, um lugar delicioso, perfeito para o descanso e repleto de bons vinhos!

Como essa viagem apresentava muitas etapas, eu junto das minhas fiéis escudeiras, Fernanda e Raquel, decidimos finalizar a jornada em grande estilo e em um ambiente que nos proporcionasse momentos relaxantes, calmos e com belas paisagens.

Buscando todos esses propósitos, chegamos até Paso Robles, uma região de vinícolas que fica entre Los Angeles e San Francisco. Dentro desse pequeno paraíso nos hospedamos no Allegretto Vineyard Resort – sem sombra alguma de dúvidas, o melhor hotel da viagem!

Logo de cara, a instalações ganharam o meu coração por serem muito parecidas com as que estive na Toscana, no hotel Abbadia Siccile (clique aqui para saber mais sobre essa outra viagem), com direito a uma capela, uma plantação de lavanda e uma vinícola própria aos fundos da hospedagem.

A decoração e o ambiente se mostraram bastante imponentes, com uma escadaria logo na entrada e um quarto bem amplo, com duas camas e uma bela vista para o pátio. O café da manhã, assim como em todos os outros lugares que passamos, era à parte, porém muito completo e delicioso.

Em uma das noites, fizemos reserva no restaurante do hotel, o Cello Ristorante, que nos supreendeu com sua culinária italiana mais contemporânea.

Outro ponto interessante é a localização – estávamos à cinco minutos do centro de Paso Robles, um espaço super charmoso, com lojinhas, livrarias, restaurantes e até um cinema!

Durante as noites, o pátio do hotel era iluminado por tochas e fogueiras, convidando os hóspedes a ficarem por ali e tomarem mais um vinho. Inclusive, essa é uma das muitas qualidades do Allegretto Vineyard, não dá vontade de sair de lá! Pensando nisso, aproveitamos um dia de piscina, ofurô e ficamos o máximo de tempo curtindo o pátio super charmoso, com um belo por do sol de brinde!

Para quem vai a Paso Robles, essa hospedagem é uma dica e tanto! Me considero privilegiada por poder passar os últimos dias dessa viagem apreciando bons vinhos, uma ótima culinária e companhias perfeitas! Por lá me senti entre à Toscana e o Sul da França!

 

Quer saber mais sobre os outros hotéis que me hospedei pela Califórnia? Basta clicar nos links abaixo! 

Red Liond Anaheim

Wyndham Santa Mônica

Stanford Court San Francisco

09
jul

As vinícolas que conheci em Paso Robles

Quando decidi fazer essa viagem à Califórnia, muitas pessoas torceram o nariz imaginando que eu faria um roteiro óbvio, ou como muitos turistas que procuram os Estados Unidos para compras e passeios em outlets.

Mas quem me acompanha sabe o quanto sou apaixonada por viagens e o quanto às planejo nos mínimos detalhes. Sendo assim, na minha primeira vez na costa oeste americana procurei fugir do óbvio e nas pesquisas que antecederam minha ida conheci mais sobre a região de Paso Robles.

Para quem nunca ouviu falar desse lugar, trata-se de um aglomerado de vinícolas que fica há 212 Km de Monterey e a 230 Km de Santa Barbara pela highway 1. Uma localidade encantadora e uma excelente opção de pernoite para quem curte vinhos!

Dentre as mais de dez vinícolas que Paso Robles abriga, eu e minhas super companheiras de viagem escolhemos cinco: Justin, Daou, Adelaida, Eberle e Villa San Juliette!

Vale lembrar que nessa parte da nossa aventura pela Califórnia dedicamos alguns dias a mais e assim conseguimos conhecer a região com mais calma. Mas para quem tem poucos dias pelo lugar, segue valendo a visita!

Vinícola Justin:
Fundada em 1981, a vinícola Justin é reconhecida por seus vinhos tintos Bordeaux que possuem sabor acentuado devido ao solo rico em calcário fossilizado.

Por lá, eles misturam técnicas rudimentares como a colheita manual e o envelhecimento em barril de carvalho, com a tecnologia utilizada para garantir uma maior durabilidade das uvas.

Vinícola Daou:
O passeio na vinícola Daou foi um dos mais interessante, a começar pela história dos fundadores que tinham uma empresa milionária de computação e largaram tudo para viver o sonho de produzir vinho na Califórnia.  A Daou é uma vinícola que passa por sua segunda geração e é conhecida por ter sua colheira realizada durante a noite, priorizando a qualidade de suas uvas.

Todas as frutas da DAOU Mountain são colhidas a dedo, depois classificadas tanto pelo olho humano quanto pela tecnologia ótica de ponta para garantir a pureza absoluta dos frutos. Usando cem por cento de suco livre, o enólogo Daniel Daou inicia a fermentação com leveduras nativas cultivadas na propriedade. Cada fermentação é personalizada medindo a composição fenólica e usando análise sensorial, permitindo que Daniel oriente o equilíbrio natural e a textura.

Vinícola Adelaida:
O Dr. Stanley Hoffman plantou o primeiro Pinot Noir no terreno escarpado da encosta do que é hoje o Vinhedo HMR no distrito de Adelaida, em Paso Robles. Ele plantou também algumas das primeiras videiras de Cabernet Sauvignon e continuou em 1973 a plantar Chardonnay no Vinhedo HMR.

Os vinhedos que localizam-se a 1400-1800 pés acima do nível do mar produzem vinhos premium engarrafados e bem conceituados.

Vinícola Eberle:
Fundada há 38 anos atrás por Gary Eberle, a vinícola Eberle recebe hóspedes diariamente com degustações de vinho de cortesia, passeios públicos nas instalações de produção e 16.000 pés quadrados de cavernas subterrâneas. Eles também abrigam uma variedade de deliciosos e divertidos eventos realizados na vinícola durante todo o ano. Por lá realizamos uma visita guiada por entre esses incríveis túneis cheios de boas histórias.

Vinícola Villa San Juliette:
Sustentabilidade e responsabilidade ambiental são as palavras de ordem na Villa San-Juliette, que desde 2013 possui o SIP Certified conquistado através de uma auditoria rigorosa de suas práticas de cultivo e operações de vinícolas. O certificação SIP – que significa Sustentabilidade na Prática – é um processo abrangente realizado pela Equipe Vineyard, que representa muito mais do que vinhos “verdes” ou “orgânicos”. Esse selo procura construir comunidades entre as vinícolas e trabalhadores. O resultado é uma rede de agricultores e vinicultores apaixonados e que buscam deixar um legado duradouro e saudável para a próxima geração.

08
jun

Vídeo: 1 peça, 5 looks

O vídeo de hoje mostra como aproveitar uma mesma peça de roupa em cinco ocasiões bem diferentes. Fazendo mesmo uso, na prática, do conceito de USABILIDADE!

Fui convidada a participar de um evento de uma loja aqui em BH e, para o dia do lançamento, eu deveria escolher algumas peças da marca para ir.

Antigamente, nessas ocasiões, eu pensava: “ah, tô ganhando mesmo”, uma oportunidade para escolher algo que normalmente eu não compraria. E aí pegava algo mais “diferente”, mais “exótico”, e o resultado era, daí a um tempo, mais peças encostadas no meu armário, sem tanta usabilidade.

Mas a gente cresce, amadurece, e dessa vez eu fiz diferente. Dentre as peças, eu escolhi aquelas em que eu vislumbrei um maior número de oportunidades de uso. E com isso eu enriqueci o meu guarda-roupa e minhas opções com uma peça só. Querem ver? Clica aqui pra assistir!

Se você ainda não se inscreveu no Canal do Anita Bem Criada no Youtube, aproveite para se inscrever clicando aqui! Quem se inscreve recebe os vídeos primeiro (no e-mail e/ou celular) e assim, não perde nada do que vem por aí!
19
Maio

Se o nome é Cabernet… pode sabê

Pode saber que vai ter vinho bom, carta variada e preço justo porque além de chamar Cabernet, chama Butiquim! Para né?
Só porque a gente ama vinho mas tem no sangue a veia do boteco… digo isso pois sou mineira e a regra é clara né Arnaldo, “se não tem mar vamos pro bar”! #clichê1
E é lá no aconchegante Cabernet Butiquim, que escolhi para encontrar algumas amigas e degustar algumas de suas gostosuras.
Situado na Savassi, bem ali na Levindo Lopes, o mix de boteco/bar/restaurante ganhou o coração dos apreciadores de vinho e claro, da comida gostosa. Mas principalmente de quem procura informalidade!
Foi-se o tempo em que falar de vinho ou tomá-lo, significava restaurante chic com aquela sacudição de taça, cheira de cá, aveludado dali, encorpado de lá… A bebida foi ganhando cada vez mais adeptos, que buscavam um lugar descontraído para desfrutá-lo sem muita firula, como num happy hour– normalmente ligado ao chopp.
O proprietário da casa, Pablo Teixeira, é um expert em vinhos e faz a carta com muito carinho e zelo, proporcionando um grande leque de opções de rótulos, diversas safras e uvas, mantendo essa diversidade atualizada e garantindo um ótimo custo benefício ao cliente.
Atualmente a carta tem em média 120 rótulos, sendo que o vinho tinto é o mais pedido (a última vez que fui lá pedi um Sul Africano, acho que por 79 reais).
Os preços variam em torno de 49 reais à 250, lembrando que há opção de pedir taças! Ou seja, tem para todos os gostos e bolsos. #clichê2
Chega de falar de vinho, até porque meu objetivo aqui não é dar de enóloga entendida (apenas degustadora entusiasta : p) então , é chegar lá e pedir seu preferido!
E claro, o Cabernet oferece outros drinks e cervejas também viu?!
Vamos à gastronomia, que se difere justamente por oferecer petiscos para acompanhar seu vinho.
A intenção do cardápio é que ele seja recheado de opções  a serem compartilhadas, intencionalmente incentivando essa pegada boteco. Bolinho caipira, almôndegas com molhinho, ceviche, arancini de queijo canastra, linguiçinha, tilápia e etc…
Além disso, ele é tão dinâmico quanto a carta de vinhos, vive mudando e se renovando, afim de surpreender seus clientes sempre.
Mas os tradicionais tem seu lugar fixo e cativo, como a tábua de frios e a burrata (sucesso absoluto), servida com pesto e tomatinhos confitados.
Tem umas opções que fogem do básico e a princípio você pensa: mas combina isso com vinho gente?!
Exemplo: Chorizo de carne de Sol com farofa de feijão de corda… mas será?!!?
Vai lá que o Pablo te conta com qual vinho harmoniza!
Eu mencionei que lá funciona como empório também? Vinhos com preço excelente e altos descontos pra quem compra mais quantidade!
Vários produtos artesanais, pães, mel, doces, compotas (alô vovó, elas amam compotas!!!).
Quer ir lá? Olha os horários:
Terça à sexta almoço de 11h30 às 15hrs (um prato diferente a cada dia) e aos fins de semana cardápio especial
Fecha à meia noite e domingo 11h30 às 16hrs.
Se houver alguma dúvida liga no
 31 3889 8799 ok?!
Renata Martins Cozinha, corta, costura, cola, monta, desmonta e inventa! Psicóloga, curiosa, falante e agora colunista.